Visitando Gouda – um passeio perto de Amsterdam com queijo, stroopwafel e turismo histórico

Gouda

Se fosse só pelo queijo, Gouda (que, ahã, fica na Holanda. Eu também não sabia) estaria com sua existência plenamente justificada. Mas em Gouda nasceu ainda outra contribuição pra um mundo melhor: o stroopwafel.

O stroopwafel foi uma das guloseimas holandesas que levamos ao Brasil na nossa primeira volta, e causou furor (justificadamente). Desde então, reservamos um espaço cada vez maior na mala pra entupir de Stroopwafels os amigos e família ("Duuuuucs, que saudades, cadê os stroopwafels? Foi boa a viagem, quantos vocês trouxeram?") Ainda não entendeu o que é? Dê um pulo no artigo onde eu (tento) explicar porque o stroopwafel é o sucesso. É uma das coisas que você deve experimentar quando estiver na Holanda.

O primeiro stroopwafel que comemos foi o industrializado vendido no Albert Heijn. Bom. Mas depois descobrimos os stroopwafels artesanais, feitos na hora, nas feiras. Ah, os stroopwafels feitos na hora, quentinhos, com o caramelo escorrendo...

Onde eu estava? Desconcentrei um minuto.

Ah, sim. Os stroopwafels feitos na hora. Um particularmente bom em Amsterdam é o vendido no Albert Cuyp market (leve lenços umedecidos). Agora, se os de Amsterdam são sensacionais, ficamos a imaginar como seriam os originais, da cidade que os inventou. Bom, só tem um jeito de saber, certo?

Stroopwafel

Gouda – a cidade, não o queijo

Primeira lição, o nome em holandês é pronunciado rráuda, o que é irrelevante a não ser que você esteja aqui, querendo ir pra rráuda. É uma cidade pequena, que passou por tempos tumultuados, inclusive economicamente. Hoje em dia a economia vai bem melhor e a grana voltou a correr, vinda do comércio do queijo internacionalmente famoso e da fábrica que produz a maior parte das onipresentes velas holandesas.

Usando o nosso fiel Lonely Planet the Netherlands, descobri que o centro histórico fica a poucos minutos a pé da estação central. Surpresa das surpresas, ele é cercado por canais (uma cidade holandesa cercada por canais, coisa diferente). A cidade é organizada ao redor da praça central (o markt), onde há alguns prédios históricos, incluindo a antiga prefeitura e a antiga casa de pesagens de queijo.

Casas de pesagens eram comuns perto das feiras. Antes da padronização de pesos e medidas, um lugar público pra controlar o peso das mercadorias era importante pro comércio. Aliás, no markt rola até hoje uma feira de queijos, onde grande quantidade de queijo-especialidade da cidade é negociada. Acontece de quinta-feira, e portanto iríamos perder, já que fomos durante um sábado.

E há uma igreja com aclamados vitrais, a Sint Janskerk que todos dizem valer a visita. Ah, quem estávamos querendo enganar? Estávamos atrás dos stroopwafels.

Bate e volta no mesmo dia... de trem

Sendo a Holanda um país tão pequeno e com uma infra-estrtura de transporte tão boa, é muito fácil viajar. E Gouda fica perto o suficiente pra ser plenamente possível fazer um bate-volta (day trip). E foi o que fizemos. Nós baldeamos em Rotterdam, mas da Centraal de Amsterdam há trens diretos também, 2 a cada hora.

Gouda

Desembarcamos na Centraal de Gouda, uma estação surpreendentemente moderna para um prédio inaugurado em 1855. Acontece que o prédio original foi bombardeado pela Força Aérea Real britânica (a famossíssima RAF) em novembro de 1944. Os aliados queriam destruir a estratégica ligação ferroviária entre Den Haag, Rotterdam e Utrecht. No ataque, morreram 8 pessoas, e sinais dele podem ser visto até hoje nas plataformas 3 e 5 (segundo li – não sabíamos dos vestígios quando estivemos lá. Putz, vamos ter de voltar!)

A estação foi reparada em 1948 e depois totalmente reconstruída em 1984.

Gouda
Desembarcando na estação, a prova de que ainda estávamos na Holanda

O Markt e seus prédios

No markt estava, apropriadamente, rolando uma feira. Não, não de queijos. Uma feira normal mesmo.

Gouda

Demos uma volta e nos familiarizamos com os prédios históricos.

Gouda
Antiga prefeitura

Na lateral do prédio da antiga prefeitura, há um relógio que de tempos em tempos, apresenta aqueles bonequinhos. Eles saem do relógio e fazem uma representação de quando o Conde Floris V concedeu "direitos de cidade" à Gouda em 1272. Ele toca 2 minutos depois da hora cheia e da meia hora.

Gouda
O relógio com bonequinhos moventes

Se quiser, pode ver um vídeo do sino. Desculpe pelo áudio atrapalhado pelo vento, e ignore as participações dos outros turistas.

Gouda
Antiga casa de pesagens

Gouda

Comprando as guloseimas

Gouda

Consideramos mandar ver em uma paardenworst. Apenas €6,50 por duas! Apesar da pechincha, não estávamos lá para comer cavalos (paarden), mesmo em forma de linguiça (worst). Estávamos lá atrás dos míticos...

Gouda

Yes. Stroopwafels. Grandes, caramelentos, feitos em sua frente, vêm quentinhos e cheirosos e...

Desculpe, me desconcentrei de novo.

Se são bons? São outro nível de stroopwafels, todo respeito aos industrializados e mesmo aos feitos no Albert Cuyp. São. Muito. Bons.

Fizemos um estoquezinho super básico para nos manter abastecidos durante, talvez, as próximas 48 horas... hã, 36. 28, e não se fala mais nisso.

Uma das partes mais divertidas de comprar os stroopwafels foi fazê-lo em holandês. Ao contrário de Amsterdam, onde o inglês canta pra qualquer um que demonstre qualquer traço de não-natividade amsterdanesa, em Gouda não tivemos problema nenhum em gastar nosso quebrado holandês.

E euros em stroopwafels, claro.

Sint Janskerk e seus famosos vitrais

Dedicada ao santo patrono da cidade, São João Batista, a Igreja já foi catedral (a propósito, você sabe o que é uma catedral? É a Igreja que é a sede de um bispado). É famosa por causa de seus vitrais produzidos entre 1530 e 1603. Existem vitrais mais recentes, como um sobre o período da Segunda Guerra, quando os vitrais foram removidos e escondidos para serem preservados.

A entrada é mega barata e tem guias impressos até em português (de Portugal, claro), o que nos surpeende. Em geral tem guias até em Sioux, mas não em português.

Certamente a Igreja é um ponto alto da viagem, e vale os dois euros e pouco. Veja as informações de preço e horário pra Sint Janskerk.

Gouda - Vitrais de Sint Janskerk Gouda - Vitrais de Sint Janskerk

Veja o set dedicado aos vitrais no Flickr.

Perto da Sint Janskerk, há um museu Het Catharina Gasthuis, um antigo hospital que hoje abriga um pouco da história de Gouda e arte. Estava fechado quando lá passamos, e parece ser um museu pequeno, mas de repente é uma opção pra visita.

Gouda

Gouda
Detalhe do portal pro pátio do museu, com o escudo da cidade

De volta

Voltamos ao pôr-do-sol, e chegamos em Amsterdam de noite, cansados, mas com a mochila e o pandulho cheios de Stroopwafels e queijo. Fomos por causa da comida, mas descobrimos uma cidade histórica muito bonita, com povo simpático. Os vitrais impressionaram (dá pra entender porque já eram atração turística já no século XVII). Foi, considero, um dia bem aproveitado!

E agora, o tradicional set de fotos no Flickr para os fanáticos que não podem ser entediados com muitas, muitas fotos.

Gouda
Clique na foto pra ver o set de fotos

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Um jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando… e me dá uma força preciosa!

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam

Booking.com

Reserva um hotel bacana aqui em Amsterdam!

Eu escrevi um artigo com muitas onde ficar em Amsterdam.

E se você fizer sua reserva através dos links do Booking aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente (ao mesmo tempo que você paga menos pelo hotel).

Então é uma forma de apoiar o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português e pagar menos! :) Todo mundo ganha!

Booking.com

21 comentários em “Visitando Gouda – um passeio perto de Amsterdam com queijo, stroopwafel e turismo histórico”

  1. Oi Ducs. Sabe dizer se na Estação de Trem de Gouda tem Luggage Lockers? Tentei achar essa informação de várias formas e não consegui. Estarei hospedado em Bruxelas e vou seguir para Amsterdam. Minha ideia era aproveitar o trem de ida de Bruxelas para Amsterdam, fazendo uma conexão em Gouda. Já estive lá e queria voltar apenas para curtir algumas horas no início de Maio/2019, comer Stroopwafels feitos na hora. Como a esposa e eu estaremos com uma Mala média cada um, só daria para fazer isso se houvesse lockers na estação.

    Responder
  2. Olá Ducs!! Meu marido e eu estamos planejando nossa primeira viagem pra Europa e estamos amando ler suas dicas sobre Amsterdã! Queremos conhecer Gouda e Roterdã e pensamos em tentar fazer isso no mesmo dia! Você acha que dá pra conhecer as principais coisas de cada cidade em um turno, digamos assim, ou ficaria muito corrido? Desde já, agradeço!

    Responder
    • Oi Giselle,

      Depende muito de quanto tempo vocês pensam em passar em cada cidade e quais atrações pretendem visitar... Mas é possível sim. Na minha opinião, precisam primeiro ver em qual dia pretendem fazer isso, saber o que abre e fecha nesse dia em cada uma das cidades, ver também se há algo especial acontecendo (festivais) e depois decidir para onde irão...

      abraços,

      Responder
    • Estive nas duas cidades, também aproveitando as dicas do pessoal do Ducs. Agradeço muito.
      Minha dica é gastar mais tempo em Rotterdã. Melhor considerar um dia inteiro, chegando por volta de 10h e voltando as 17h.

      Gouda é uma cidadezinha. Vale a pena visitar, mas considere outra atividade neste dia, porque apesar de valer a visita, a cidade é pequena e vocês irão rodar pela praça, comer Stroopwafel feito na hora e é isso.

      Responder
  3. Olá Ducs, estarei hospeda em haia e gostaria de ir a gouda na quinta feira cedo para visitar o mercado de queijos e depois visitar Utretcht e o castelo de Haar. E possivel? fica muito apertado? estarei de carro. Muito obrigada!

    Responder
    • Oi Maira,

      Tudo depende, na verdade, de quanto tempo você pretende passar em cada lugar, do quão profundo - ou raso- quer ver cada atração. O que eu faria se fosse você? Estabeleceria prioridades. O lugar que você mais quer ver, primeiro. E deixaria o dia meio livre, curtiria o primeiro lugar e só então veria se iria ou não para o segundo... e daí por diante. Pode ser que o primeiro lugar, ao lá chegar, você descubra que é muito interessante e acabe passando o dia inteiro lá. Como pode ocorrer o contrário, você dar uma voltinha e se entediar... então, se eu fosse você, aproveitando estar de carro, desfrutava tranquilamente, sem se preocupar em cumprir ou não todo o planejado...

      E boa viagem!

      Responder
  4. Olá! Vou estar em Amsterdam no final de fevereiro e estou montando todo o meu roteiro com base no site, parabens rs. Gostaria de uma opinião, acha possível visitar Gouda e Utrecht no mesmo dia? Ou acha que fica muito pesado?

    Obrigada pela ajuda!

    Responder
  5. Ducs,

    Amo a Holanda, por isso sempre vejo sua página. Já vim várias vezes,
    pois minha filha mora em Roterdã, mas nunca tive tempo de ir a Gouda, pela sua indicação, escolhemos este passeio de um dia. AMEI!! Fizemos uma rota de bike de 16 km, alugamos bicicletas que custaram a bagatela dw € 4,00 /dia, e posso dizer que esse foi um dia memorável! Pela beleza e gostosuras que procamos.. você tem. Toda razão, os stroopwafels de Gouda são muito melhores.

    Responder
  6. Olá Ducs, tudo bem?

    É bom dizer que estou usando e abusando do seu site para montar meu roteiro para Amsterdã para julho! Sensacional!! Obrigada pelas dicas valiosas! Vamos passar 3 dias e meio nessa linda cidade! Gostaríamos de conhecer Gouda em uma manhã de quinta-feira (já que estaremos lá nesse dia). Somos do tipo destemido: acordamos e dormimos tarde. Nossa dúvida é a seguinte: é possível ir para Gouda de manhã, visitá-la e voltar a tempo de conhecer o bairro onde Anne Frank morou (fazer o roteiro que vc sugere só que um pouco mais enxuto)? Acha muita coisa? Obrigada

    Responder
  7. Olá pessoal, vale ressaltar que dm Gouda nas segundas-feiras as coisas têm horário diferenciado, abrem 12:00hr e a prefeitura fica fechada!????

    Responder
  8. Oi tudo bem estaremos visitando Amsterdã no dia 08/06 somos em 03 casais e gostaríamos de saber se é possível fazer de bike Amsterdã a Gouda e também as outras cidades próximas? Se puder dar mais dicas agradeço pelo grupo...Parabéns pelo blog.

    Responder
  9. Olá Ducs. Estou aqui em Amsterdam nestes dias de carnaval no Brasil. Seguindo todas as dicas possíveis. Amanhã pretendemos ir a Gouda para comer "você sabe o quê". Não vou falar pra não perder o foco. E depois iremos para Rotterdam. Eu já comprei o ticket lá na Centraal Station, custa cerca de € 31,00 ida e volta mas podendo parar em qualquer estação no caminho AMS-RTD, e são apenas 45 min. até Gouda. Vou conhecer a estação e a área da praça e mercado. Valeu pelas dicas.

    Responder
  10. Oie! Tudo bem? Conheci coisas maravilhosas em Amsteram em 2012 pelo seu site, e cá estou aqui novamente vendo dicas pois volto em março \o/
    Estive em zaanse schans da outra vez e agora pensei em ir no mesmo dia para Kinderdijk e Gouda no mesmo dia, acha que d'a?
    Sabe qual seria a forma mais facil de fazer esse trajeto?

    Responder

Deixe um comentário

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.