Um fim de semana na praia na Holanda – Texel, o segundo dia

Só porque agora está frio, resolvi continuar a história de nossa viagem de fim de semana às ilhas do norte da Holanda. Sabe como é, verão holandês tem de aproveitar. No ano passado, pouco antes de irmos pras ilhas, eu comentei com um holandês sobre o tempo no fim de semana, que havia sido muito bom: temperaturas de quase 25°C, não choveu e só caiu pra 16°C à noite! E foi assim por dois dias! Seguidos! Um regalo. O holandês não estava impressionado.

Eu, empolgado: Poisé, belo tempo esse fim de semana! Fez até sol!
Holandês, indiferente: Hm? É. Bem, esse foi o verão. Espero que tenha curtido.

Claro, era só uma piadinha. Em 2009 tivemos, na verdade, um dos melhores verões dos últimos tempos. Mas, por via das dúvidas, resolvemos levar o conselho a sério, e na próxima oportunidade nos mandamos pra Texel pegar um pouco de Mar do Norte antes que o clima holandês mudasse de idéia.

Texel
Oudeschild, Texel

Logo de manhã fizemos checkout do hotel, não sem antes encontrar aventuras noturnas, com pessoas gritando em holandês e correndo pelos corredores. Até hoje não sei o que aconteceu lá, e resolvi que só ia me mexer se algo estivesse pegando fogo. E se estivesse de fato, não seria a primeira vez.

Resolvemos tirar o dia pra andar pela ilha com a mochila nas costas. O melhor meio de transporte pela ilha é realmente a bicicleta, mas como pegamos um hotel no norte, cerca de 17 km da balsa, acabamos usando o serviço de ônibus da Conexxion que tem por lá. De fim de semana ele circula à estonteante freqüência de um por hora (pelo menos a linha que estávamos utilizando, a 29).

Descendo no meio do nada

Quando estávamos indo pro hotel passamos por uma cidade com porto, moinho de vento e tal, bem bonita, e resolvemos fazer nossa primeira parada do dia lá. Ao entrar no ônibus, o motorista perguntou odne queríamos descer, pra poder cobrar o número de zonas adequadas (pagamento de transporte público por aqui requer uma graduação em holandeseologia avançada com pós em lógica batava. Eu já comecei umas 20 vezes artigo sobre isso, apenas para vê-los implodir sob o peso da confusão).

Como eu não tinha a menor idéia do nome da vila, eu mostrei no mapa que eu havia comprado no armadilhão de turista o lugar mais próximo com moinho de vento desenhado. Ele me olhou com aquela cara de indiferente que holandeses sabem fazer tão bem "se você diz...", carimbou lá o número correto de faixinhas na strippenkaart, KLANK, KLANK, e seguiu viagem.

Windmill Texel

Algum tempo depois ele parou no mais absoluto nada. As únicas almas vivas à vista erámos nós, o motorista e uma ovelha.

- Méé.

O motorista nos olhando com cara de "e aí?"

- Hã... talvez tenhamos cometido um engano...

Como eu ia saber que tem mais de um moinho de vento em Texel? Digo, não é como se aqui fosse a Holan... tá bom, eu fiz besteira. Explicamos atrapalhadamente onde queríamos ir e o motorista identificou: Oudeschild. Mais algumas faixinhas carimbadas e estava tudo certo.

Oudeschild

Há um porto lá, muito bonito, onde navios da Compania das Índias Orientais esperavam por tempo favorável. Mas ele não é apenas um porto com alguma história: até hoje é bem movimentado com navios pesqueiros saindo para o Mar do Norte.

Oudeshilde - Texel

Texel Texel

A vila tem também um dique bem na frente, pelo qual andamos e tiramos fotos e apreciamos a vista.

Texel

Texel Texel

E é claro, o moinho de  vento proporcionou boa diversão com as câmeras.

Oudeshilde - Texel

Resolvemos almoçar por ali mesmo, sentando de frente pro porto, entretendo os pardais e regando dois excelentes sanduíches com a sensacional cerveja local, a Texelse (tente falar: têsselcê).

Texel

Texel Texel

Daí, né, vimos que era quase hora de pegar ônibus. Melhor dizendo, vimos que era quase a hora de pegar ônibus, senão só na próxima. Pedimos a conta. Esperamos.

Esperamos.

Texel
Tchaaaauu....

E vimos que esperaríamos mais. Suspiro. Que nos resta? Pé dois! Fomos andando ao meio de ovelhas e campos. Ovelhas são uma grande especialidade de Texel.

Texel
Mééé em holandês é "mèèè". A sério, tem na Wikipedia em holandês!

Aproveitamos e fomos olhando as casinhas holandesas.

Texel

Texel Texel

Texel

Texel
Antes de me tirarem de turista: não tinha calçada e o jeito era andar a pé na ciclovia.

Fomos assim até chegar em Den Burg.

Den Burg

É a maior vila da ilha e sua capital informal. Não há nada muito turístico lá, mas é agradável, e gostei de andar por suas ruazihas, e tomar um sorvete na pracinha. Além disso, as pessoas sorriam e nos cumprimentavam na rua. Isso é coisa inédita pra mim, acostumado com Sampa e Amsterdam, onde esse tipo de amabilidade só se consegue de pessoas querendo te vender algo, ou nem assim.

Texel

Texel Texel

De segunda de manhã tem uma feira famosinha em Den Burg, mas segunda de manhã não nos adiantava muito, já que segunda tínhamos de trabalhar.

Ah, já acabou?

E assim foi, andando pela ilha até chegarmos de volta à balsa, onde atravessamos e pegamos o trem de volta pra Amsterdam. No geral, um fim de semana bem aproveitado. Saímos com a impressão de que Texel tem bem mais a oferecer e nossas explorações foram apenas superficiais. Pretendo voltar um dia, dessa vez munido de bicicleta, para explorar melhor a natureza da ilha.

Texel
Voltamos de balsa acompanhado das tradicionais gaivotas

Se quiser, tem no Flickr do Ducs o set de fotos do dia 2 da viagem de Texel. E se quiser ir pro modo overdose, tem a coleção com dias 1 e 2.

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Um jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando… e me dá uma força preciosa!

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam

Reserva um hotel bacana aqui em Amsterdam!

Booking.com

Eu escrevi um artigo com muitas onde ficar em Amsterdam.

E se você fizer sua reserva através dos links do Booking aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente (ao mesmo tempo que você paga menos pelo hotel).

Então é uma forma de apoiar o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português e pagar menos! :) Todo mundo ganha!

Booking.com