website statistics

Salisbury: história viva no Reino Unido

Hoje é a vez da Debora Garcia, do Revista de Viagem, mandar uma dica muito legal no Reino Unido: Salusbury. Eu não conhecia, mas aprendi um monte com o artigo da Debora! Fiquei com vontade de ir lá... e tenho certeza de que você também vai ficar!

Há algum tempo estive no Reino Unido a trabalho e aproveitei a companhia de um amigo inglês muito gente boa, o Alan, para conhecer o interior da Inglaterra. Cheguei a Londres no dia do meu aniversário e depois de alguns dias sozinha conhecendo a cidade era de hora de encontrar com Alan. Precisávamos ir para Plymouth, distante cerca de 350 km de Londres, e preferimos alugar um carro para ter a liberdade de conhecer algumas cidades no caminho.

Na ida, tive a chance de conhecer Salisbury, uma cidade medieval com apenas 50 mil habitantes. A sensação é a de que estamos em um filme de época e somos trazidos de volta à realidade ao ver o povo nas ruas em suas roupas e carros do século XXI.

© 2013 por Debora Garcia
© 2013 por Debora Garcia

Passagem para o passado: catedral histórica e Stonehenge

A primeira parada foi na Catedral de Salisbury. Alan me contou um pouco da história do lugar, das bandeiras penduradas nas paredes, recolhidas depois de batalhas, e da Magna Carta, um dos documentos que deu início ao processo do constitucionalismo na Inglaterra.

Salisbury_Cathedral_Bandeiras_recolhidas
© 2013 por Debora Garcia

Depois de uma rápida volta pela cidade, seguimos viagem rumo a Stonehenge, um alinhamento de pedras mais antigo que as pirâmides do Egito: datam da Idade do Bronze. É um dos locais icônicos do Reino Unido, embora ninguém saiba com certeza porque foi construído. Especulações e teorias abundam, umas mais plausíveis do que outras. É uma das principais atrações de Salisbury, e fomos lá visitar.

© 2013 por Debora Garcia
© 2013 por Debora Garcia

Paga-se para entrar na grande área reservada ao monumento e é preciso manter uma certa distância. Alan me contou que quando era criança costumava visitar Stonehenge com frequência. Subia e se escondia atrás das pedras brincando de pique-esconde. Hoje em dia é proibido chegar perto e encostar nas pedras.

Depois de conhecer Stonehenge, voltamos para a estrada e seguimos para Plymouth onde participaríamos de um treinamento.

A cidade é pequena mas muito interessante. Sem dúvida, as maiores atrações são Stonehenge e a Catedral local. Salisbury vale a visita e você consegue conhecer a cidade em 2 ou 3 dias.

Como chegar a Salisbury

De trem: Salisbury fica a apenas 90 minutos de Londres. Passagens podem ser adquiridas no site da National Rail.

De ônibus: É possível chegar a Salisbury de ônibus partindo de Londres, Heathrow, Gatwick, Bath, Bristol e Midlands pela National Express.

De carro: Alugar um carro é uma ótima opção para conhecer Salisbury e as cidades vizinhas. São apenas 2 horas de estrada a partir de Londres.

O que fazer em Salisbury

© 2013 por Debora Garcia
© 2013 por Debora Garcia

Mercado de rua: no coração da cidade acontece a tradicional feira de rua, sempre às terças e sábados. Com mais de 100 barracas, é uma das maiores e melhores feiras ao ar livre do sul da Inglaterra. Na primeira e na terceira quarta-feira do mês também rola a Farmer’s Market local.

Salisbury Cathedralna tradicional catedral encontra-se o relógio mais antigo da Europa ainda em funcionamento, a torre mais alta da Grã-Bretanha, a cópia mais bem preservada da Magna Carta (só há quatro cópias sobreviventes) e bandeiras resgatadas de guerras medievais. Não é preciso comprar ingressos para visitar a catedral, mas uma doação voluntária é sugerida. £6.50 por adulto, £3.00 por criança, £15.00 por família e £5.50 para idosos e estudantes.

Salisbury & South Wiltshire Museum e Rifles Museumdois tradicionais museus locais com vários artefatos históricos e militares. No Salisbury Museum os ingressos custam £6.00 (adulto), £2.00 (criança), £12.00 (família) e £4.00 (idosos e estudantes). No Riffles Museum os ingressos custam £3.95 (adulto), £1.15 (criança), £9.00 (família) e £3.20 (idosos e estudantes). Os museus ficam abertos das 10:00 às 17:00.

Old Sarumlocal onde a história de Salisbury começou. 5 mil anos de história são contados através das marcas deixadas por Romanos, Normandos e Saxões. Ingressos saem a £3.80 por adulto, £2.30 por criança, e £3.40 para idosos e estudantes. Os horários variam dependendo da época do ano, sempre entre 10:00 e 17:00.

StonehengePatrimônio Mundial da Humanidade, Stonehenge fica distante 16 quilômetros de Salisbury. Há tours disponíveis saindo da cidade e até mesmo de Londres, mas é possível fazer o passeio por conta própria. Ingressos custam £7.80 para adultos, £4.70 para crianças e £20.30 para famílias (2 adultos e 3 crianças). O monumento fica aberto à visitação das 9:30 às 16:00 (até março de 2013) e das 9:30 às 18:00 (após março de 2013).

Salisbury Food & Drink Festival: o festival acontece todo ano em Setembro. Durante uma semana há vários eventos ligados à gastronomia e bebida local.

Ageas Salisbury International Arts Festivalsérie de eventos culturais que incluem teatro, dança, cinema, artes visuais e literatura. A programação do evento de 2012 foi toda inspirada na cultura brasileira! Acontece todo ano nos meses de maio e junho.

Onde se hospedar em Salisbury

Para aqueles que não temem o frio, é possível acampar em Salisbury e próximo a Stonehenge. As diárias começam em £10.00 por barraca para 2 pessoas. Opção: Stonehenge Campsite

Há vários bed & breakfasts na cidade, a maioria em casas históricas e bem localizadas. As diárias variam de £65.00 a £150.00 por quarto para 2 pessoas. Opção: The Old Rectory

Mais sofisticados, os hotéis de Salisbury variam de £ 60.00 a £220.00 por quarto para 2 pessoas, com café da manhã. Opção: The Cathedral Hotel Salisbury

Outra opção bastante comum são os self-caterings, onde se aluga a casa inteira. Os preços são mais salgados já que o hóspede tem a casa inteira à sua disposição. O preço pode variar de £240.00 a £882.00 por unidade, por semana. Opção: Rustic Cottage Salisbury

Baladas em Salisbury

A maioria da galera curte a noite na cidade em pubs como o Conrans Bar, o único pub irlandês da região. A maior boate da cidade é a The Chapel e a balada começa cedo, por volta das 21:00. A entrada é gratuita antes das 23:00, £5.00 após e drinks selecionados por £2.50.

Na volta, ainda tive a oportunidade de conhecer Cheddar Gorge (ou Garganta de Cheddar), o maior desfiladeiro do Reino Unido, e a cidade de Bath, fundada pelos Romanos no século 18 e declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Mas isso é história para outro post...

Agora, conta pra gente: você já conheceu o interior da Inglaterra, fugindo das grandes cidades turísticas? Qual Patrimônio da Humanidade você já conheceu ou tem vontade de conhecer?