5 curiosidades sobre as casas na Holanda

Amsterdam Casas

O lance de diferenças culturais é que você é pego onde menos espera. Um monte de coisa a gente vê desde que nasce por toda a parte e aí acaba achando que "o mundo é assim". Por exemplo, holandeses acham difícil de imaginar países onde andar de bicicleta é um privilégio, não um fato básico do cotidiano.

Eu levei vários tombos culturais na mudança pra Holanda, e levo até hoje. Um dos primeiros foram as casas. Não só o exterior tipicamente marrom, mas o interior de onde as pessoas moram. É, tem uma série de diferenças pras casas no Brasil que nem imaginava que existiam, e diversas características bem próprias que estranhei no começo.

Vamos ver algumas?

1. Janelões

As imensas janelas compartilhando a vida com o mundo exterior, inclusive de casas no térreo já começaram a dar uma noção das diferenças culturais manifestadas na arquitetura. Você tá lá, andando na rua, e aquele monte de janelas nos prédios dando acesso à sala, com o sujeito esparramado no sofá vendo TV, ou jantando, ou lendo. Demorei um tempo  pra me acostumar a não olhar dentro e passar com indiferença nativa pelas janelonas.

Inclusive, quando a gente mudou, nosso apartamento não tinha cortina nenhuma. Claro, nós notamos isso ao alugar, e pedimos pra instalar cortinas, o que ficou marcada pra dali uns dias. No primeiro dia, mudamos, tá, aquela euforia, aquela correria, nem nos preocupamos com os janelões, tudo-bem-na-Holanda-ninguém-liga. Daí veio a noite e de repente nos sentimos num imenso aquário iluminado exposto pra um país estranho.

PARANÓIA!

Apagamos todas as luzes e ficamos encolhidos no sofá em silêncio afundados na mais profunda paranóia. A estrada pra adaptação é comprida, amigos. Enfim, demorou, mas acabamos nos acostumando e até gostamos da sensação de amplitude que janelões dão. Apesar de serem menos práticos. Por quê?

Oras, mais janelas quer dizer menos paredes, menos paredes quer dizer menos espaço pra encostar sofás, móveis, prateleiras... mas é bonito, e gosto de morar num país-vitrine, apesar do subproduto malévolo disso, o Big Brother. Uai, o Big Brother foi inventado aqui na Holanda, sabia não?

E manja o lance do Red Light District, onde as moçoilas aguardam clientes expostas em vitrines? Nada mais foi que a paixão janelística holandesa resolvendo um problema prático: como expôr o corpo em um clima miserável que impera a maior parte do tempo aqui.

Enfim, se você vai mudar pra Holanda acostume-se às janelas. Eu me acostumei. 🙂

Casas Amsterdam
Essa é a sala/cozinha da pessoa. Aliás, sala emendando na cozinha também é comum.

Casas Amsterdam Casas Amsterdam

2. Não existe área de serviço

Eu jurava que tanque era que nem banheiro, toda casa tinha. Tem não. Aqui na Holanda inexiste o conceito ou o aparato de tanque. Tanque de lavar roupa, saca, aquele treco super prático pra lavar pano de chão, tênis que pisou em titica de cachorro (uma praga de Amsterdam), caixinha de areia dos gatos, essas coisas. Tem não. Se vire com pia ou banheira.

E onde fica a máquina de lavar roupa, a secadora, o varal?

Excelente pergunta. Quando o pessoal veio entregar a máquina de lavar aqui em casa  (devia ser, o quê, a minha segunda semana na Holanda), eles me perguntaram:

- Onde que põe?

Mas tava aí uma coisa que eu queria saber. Meu amigo, se você que é holandês não sabe, eu tô ferrado. Acabamos descobrindo um canto... como explicarei? Uma porta aqui abria pra uma área, tipo uma dispensa ou closet, onde fica o aquecedor central e lá tinha a boca do cano pra instalar a máquina. Mas descobri que isso é exceção. A maioria das outras casas o povo instala no banheiro mesmo.

E o varal coloca onde der, sala, quarto, sótão. E claro, sempre tem os aquecedores pra deixar suas cuecas recém-lavadas quentinhas e secas. Um clássico.

Casas Amsterdam com varal na janela
...bem, sempre dá pra improvisar 🙂

3. Ralo? Que ralo?

Ralo, aquele treco pra escoar a água. No meu apê tem três: um na pia da cozinha, um na pia do banheiro e um na banheira/chuveiro. É isso. Facilitou pra lavar o chão, né?

Brasileirada tá acostumada com um monte de ralo no chão, dois no banheiro, um na cozinha, outro na área de serviço, já vai e já vira o baldão de água, senta o rodo, tal, muito fácil. Hah! Rever seus conceitos, amigos, ser expatriado é rever conceito. Lá foi o Daniduc aprender a usar esfregão, paninho úmido, e baldinhos (que eu viro na banheira depois, que não tem tanque).

Não ajuda também a minha cozinha ter o mesmo piso que a sala, ou seja, laminado de madeira. Aquele abraço pra praticidade. É bonito, entretanto.

4. Banheiros e suas... hã... "particularidades"

Por falar em banheiros: casa que tem duas privadas é praticamente mansão aqui na Holanda. É comum as casas terem apenas um banheiro. Às vezes ela tem um lavabo, com pia-privada e um banheiro com pia-banheira mas sem privada! E aí temos, uma privada e dois banheiros.

Se privada e banheiros são luxos, banheiras nem tanto. É bem mais comum que no Brasil. E nada de box de vidro, quase nenhum lugar tem (vi poucos). A maioria usa cortininha mesmo.

E com a média de um banheiro e uma privada por casa (e nem sempre coincidindo), dormir no terceiro andar e com o banheiro no térreo impõe um certo trabalho ao cotidiano. Pra amenizar, diversos quartos holandeses de casas com vários andares e banheiro no térreo têm uma pia no quarto, o que também achei meio bizarro a primeira vez que vi, pia no quarto. Mas nesse caso dá uma facilitada. Na verdade, achei tão legal que deveria ser adotado universalmente. 🙂

Agora, a menos que você queria conseguir um divórcio por justa causa ao usar a pia do quarto pra desaguar durante a noite, você imagina o terror que é acordar pra ir ao banheiro na madruga. Ainda mais que você provavelmente terá de enfrentar as terríveis... escadas holandesas!

5. Escalando as escadas holandesas

Extremamente íngremes, estreitas, fazendo curvas, com degraus muito curtos, as escadas holandesas parecem mais aquelas escadas de navio. Bem, prum povo tão marinheiro, deve fazer sentido. Na verdade, acho que tem a ver com o máximo aproveitamento de espaço possível. Quem enfrenta pela primeira vez não esquece.

Mas além de escadas dentro de casas com mais de um andar, você acha também nos prédios. Tipo assim, quero dizer, você acha as escadas no prédio. Super comum ter prédio de 3 (às vezes quatro) andares sem elevadores aqui (é uma cidade antiga). E aí, quiridão, é bom tá em forma das bicicletadas, ou fazer um acampamento-base na rua, onde você planeja a escalada pro ataque ao cume, ou seja, seu apê.

Falando nisso, as escadas holandesas não são a coisa mais prática do mundo pra mudanças (nem pra nada a não ser causar infartos ou treinar o Rocky Balboa), então, como faz?

Lembra dos janelões? Mil e uma utilidades, hein, não apenas vitrine de garotas de programa, mas também passagem de sofás e outros lances de mudança. Em Amsterdam, inclusive, é comum os prédios/casas terem uma roldana na frente, por onde eles instalam uma corda pra elevar coisas que jamais passariam pelas escadas.

Casas Amsterdam

Casas Amsterdam

Procurando uma casa para comprar ou alugar na Holanda?

Casas Amsterdam Casas Amsterdam

Eu sei que chegar na Holanda e achar uma casa é um desafio. Por isso, eu juntei minhas dicas para quem está alugando ou comprando uma casa na Holanda nesse post aqui.

E se você precisar de ajuda para comprar (eu precisei), tenho uma indicação super quente aqui...

 

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Um jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando… e me dá uma força preciosa!

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam

Reserva um hotel bacana aqui em Amsterdam!

Booking.com

Eu escrevi um artigo com muitas onde ficar em Amsterdam.

E se você fizer sua reserva através dos links do Booking aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente (ao mesmo tempo que você paga menos pelo hotel).

Então é uma forma de apoiar o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português e pagar menos! :) Todo mundo ganha!

Booking.com

21 comentários em “5 curiosidades sobre as casas na Holanda”

  1. Ola!

    Meu nome é Célia Virginia e moro no Brasil, minha filha está de mudança pra Amsterdã, portanto, estou angustiada e principalmente porque desconheço totalmente o estilo de vida de vcs. Como eu poderia estar acompanhando essa jornada dela, se os sites somente atentam para o turismo e não para a realidade dia a dia da população?
    Adorei a cronica! Essa questão dos janelões para nós é inusitada mesmo, entre as outras todas. Mas e as questões politicas? Também as questões ambientais, como tratam seus animais? Aqui no Brasil tratam muito mal e eu tenho uma ONG pra poder fazer alguma coisa por eles. Até isso faz diferença pra eu desejar conhecer algum lugar seja onde for.
    No mais achei interessante e muito bom seu trabalho!
    Espero que vc não me considere uma brasileira maluca, mas, sim uma mãe que está vendo sua filha dar mais um salto no escuro! ( de qualquer maneira ela tem sido boa em seus saltos)!

    Obrigada,

    Célia.

    Responder
    • Oi Celia,

      Posso garantir que, em geral, Amsterdam é uma excelente opção, com ótima qualidade de vida; bom transporte público, boas atrações culturais, boa vizinhança etc etc etc.
      De fato, pouco se encontra sobre a Holanda em Português - o que pode ser um bom sinal, haja vista que a mídia só costuma noticiar desastres. Mas aqui no Ducs Amsterdam tem também muito estilo de vida. Siga o Ducs também no Instagram e no You Tube que você irá encontrar muita informação sobre como funciona a cidade.

      E, fique tranquila, Célia, sua filha será boa em mais um salto!

      abraços,

      Responder
  2. Explica sobre a água que em Amsterdam, Holanda, boa parte da Europa é diferente daqui (dura).

    Apanhei um pouco aqui antes de ficar sabendo disso! rs

    Responder
  3. Puxa Daniel, que legal ler suas experiencias sobre morar aqui na Holanda! Vc realmente descreve a realidade como ela eh de uma maneira tão agradável de se ler. Obrigada por escrever tanta informação interessante. Eu moro aqui desde 2000 e realmente ja vivenciei muitas curiosidades também. Uma coisa que ainda não consegui entender depois de todos esses anos por aqui eh por que eh que nao existem banheiros nos shoppings como temos por em exemplo nos nossos luxuosos shoppings de SP? E quando encontramos um banheirinho que seja ja ficamos super felizes e aliviados, mas dai vem o negocio do pagamento . Nao tem moeda, nao tem alívio no banheiro ...oh desespero! Alguem teria uma explicacao do por quê dessa aversão ao banheiro nos shoppings? Abracao e mais uma vez parabens pelo seu trabalho!

    Responder
  4. olá Daniel, parabéns pelas informações e curiosidades.gostaria de expor uma curiosidade minha e fazer uma pergunta. fico admirado com os jardins das casas,parecem que todos seguem um mesmo padrão incrivelmente lindos e minuciosamente cuidados. será uma questão da cultura do povo ou alguma imposição do governo ?

    Responder
  5. Varias informações incríveis por aqui! Estou indo para Amsterdam de férias no inicio de março, ja estive por algumas vezes e amo esta cidade, vou comprar os tickets por aqui, se possível vou tirar algumas duvidas por email.
    Obrigado, parabéns pelo site e um abraço, Marco

    Responder
  6. Achei muuuuuuito interessante todas as informações, e passei por experiência semelhante: no ano passado alugamos (eu e minha família) uma casa e passamos um mês no Canadá, em Thunder Bay: a mesma surpresa, não havia tanque, nem ralos rs, três dormitórios e um banheiro com banheira e cortininha rs

    Responder
  7. Eu estou vendo a cidades da Europa para me mudar em janeiro com meu esposo, estava pensando sobre holanda mais fiquei assustada sobre matéria que vi, sinceramente acho era experiencia ruim. ate porque estava penando em trabalhar no inicio como limpeza acho sera difícil para mim em todos sentidos adaptação.

    Responder
  8. Olá! Tbem fiz algumas dessas observações!
    Tem tbem o lance de andarem numa bicicleta enorme todos pedalando pela cidade e bebendo! Um barcicleta!!!
    Muito massa!!
    Abraços!

    Responder
  9. Estamos em Amsterdam em ap alugado, e suas dicas ajudaram muito. Nosso ap tem máquina de lavar louça, mas não roupa. Em outras cidades da Europa, Paris, Roma, Lindres, por exemplo, as maquinas de lavar e secar ficavam embutidas na cozinha, lunda da dishwasher. No interior da França, sempre no banheiro...
    Parabéns pelo blog e pelo guia. Para o guia, uma sugestão: incluir informações sobre SIM cards, a única coisa que tive de pesquisar sem ajuda do Ducs. Abraço

    Responder
  10. Olá..tenho uma duvida..como anda a cidade de amsterdam com os refugiados e atentados? Segue vida normal?e verdade que ja fecharam uns 30 coffe shops e o projeto e que acabem com todos?Obrigada.

    Responder
  11. Oi Daniel , so hoje recebi um email do teu blog , sem querer encontrei tua resposta kkk pois venha à Den Bosch sim aproveite pra passar o carnaval kkkkk pois só aqui tem um carnaval bem animado 7 dias de muita festa kkkk , vou adorar recebe-los em minha casa !!! Abraços! !!! Yra Madretsma ????

    Responder
  12. Olá Daniel, tenho lido bastante o seu blog desde que surgiu a oportunidade de virmos morar em Amsterdam, as informações encontradas aqui nos ajudou na decisão, obrigada. Meu marido veio antes, em outubro, e alugou o ap q moramos, eu e meu filho de 2 anos viemos só agora. Estou aqui há menos de uma semana e estou sentindo o ar ambiente do meu apartamento muito seco, vc sabe me dizer se isso pode ser controlado pelo sistema de ventilação? Estou sofrendo com a falta de umidade. Outra pergunta que eu gostaria de fazer é sobre o leite em pó, sei q tem filhos pequenos, qual leite dá a eles? Desde já agradeço!

    Responder
    • Oi Ana Maria,
      Espero que esteja curtindo viver em Amsterdam. Sobre o ar seco, uma das coisas a fazer é diminuir a temperatura do aquecedor. Os holandeses costumam deixar entre 17 e 19 graus. O melhor é não dormir com o aquecedor ligado no quarto. E, durante o dia, se puder, deixar entrar ar no quarto também. Sobre leite em pó eu não posso te ajudar pois os meus mamam no peito. E os seus Daniel, qual leite tomam?

      Responder
    • Oi Ana Maria... os meus filhos tomaram leite materno (direto no peito ou o leite bombeado do peito no copo) em amamentação estendida (Babyduc até 3 anos, Bebêduc ainda mama), então não posso te dizer sobre leite em pó com propriedade. Sei que uma marca muito popular aqui para crianças e bebês é o Nutrilon, que vende em supermercado e farmácia (tipo etos), mas a venda é controlada para evitar mercado negro e cambistas. Você tem que pedir no balcão de atendimento e só pode comprar uma lata por vez. De toda a forma, isso não é um conselho - estou apenas de citando a informação sobre a compra controlada, não recomendando ou desrecomendando a compra. Para aconselhamento sobre nutrição de crianças até 4 anos de idade, o correto é solicitar ao Consultatie Bureau, que é o órgão responsável pela puericultura aqui na Holanda. Eles tem uma linha de atendimento, que varia conforme a cidade. Em Amsterdam e região, é (020) 555 5964

      Responder

Deixe um comentário

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.