Como alugamos um cantinho em Amsterdam

De mala e cuia Alugar um apê (gíria brazuca pra apartamento) em Amsterdam é uma aventura. É um mercado disputado e inclemente, com pessoas tentando meses até conseguir pagar fortunas em um  muquifo de banheiro compartilhado e teto baixo.

Demos sorte nesse quesito: nosso apê tem banheiro próprio e pé direito alto. Antes de embarcar pela primeira vez pra Holanda (e pro exterior - foi nossa primeira viagem internacional), nos haviam prometido "alguns apartamentos pré selecionados para vocês escolherem". Ao chegarmos aqui, descobrimos que por "alguns apartamentos pré selecionados para vocês escolherem" eles queriam dizer "toma o endereço de uma imobiliária, boa sorte. A propósito, vocês têm 4 dias pra achar um apartamento."

Saímos a bater perna por Amsterdam completamente zuretas de jet lag e choque cultural, soterrados de informações novas de um mundo que funcionava sem dar a mínima pro fato de que não tínhamos idéia como. Éramos tão caipiras que não sei como não terminamos comprando uns bondes holandeses por alguns contos de réis em vez de alugar um apê.

Seguimos alguns corretores sem ter ideia pra onde, sem saber o que era norte, sul, leste ou fim do mundo, até que caímos com o Roy, corretor da imobiliária Rots-Vast. Escorregadio, enrolão, determinado e muito simpático, ele tem todos os requisitos de um vendedor, um dos bons. Roy nos levou a um apartamento recém-reformado, com decoração moderna e estilosa, da qual fazia parte uma gaiola de pássaro estilo retrô. Ao entrar no quarto onde ela se encontrava, Roy grita assustado:

- PUTA MERDA, O PÁSSARO MORREU!

Pulei em pânico, procurando o pássa...

- Tô brincando, cara. É só decoração.

Esse Roy é mesmo um fanfarrão, pensei. Acabamos fechando negócio, confiando na palavra do corretor de que era uma boa localização, uma vez de que a nossa noção mais precisa de localização em Amsterdam era "4 metros abaixo do nível do mar".

Nunca é uma boa ideia, isso de confiar totalmente em corretores. Mas estávamos com jet lag, cansados, estressados e sob intensa pressão pra alugarmos alguma coisa logo. No fim das contas era mesmo uma localização até que boa. Tinha apenas um pequeno detalhe, que iríamos descobrir na mudança.

Dois dias depois estávamos em frente ao nosso novo lar, esperando o Roy chegar pra vistoria e assinatura final do contrato. Nossas malas empilhavam-se na calçada e eu andava em tensos círculos, matando o tempo sob um raro dia de sol do outono holandês. Meus círculos foram interrompidos pela Carla me chamando:

- Amor, ali é nosso apê, certo?

- Hm? Grunfs. É.

- Ele não tá em cima de um tipo de loja?

- Loja? É, parece uma loja.

- É uma loja de quê, será? Acho que é de antiguidades.

- Antiguidade? Por que diz isso?

- Tô vendo um tipo de vaso ali na vitrina. Tem umas plantas do lado...

- Vaso? Deixa eu ver... é, parece um... ah.

Dei de cara com dois metros de um portentoso narguilezão adornado por duas folhas de cannabis.

- Cacete, é um coffee shop! (* bar de venda legalizada de maconha)

Roy chegou serelepe em sua prática lambreta e inquiri sobre o fato de termos recém alugado um apartamento sobre um comércio característico holandês. Ele perguntou: e? Eu respondi:

- Temo, Roy meu chapa, pela baderna associada a estabelecimentos de entretenimento. Eu já morei ao lado de bar e te digo que não é legal.

Ele me garantiu que se era esse o problema, coffee shops seguem uma regulamentação muito estrita. Qualquer denúncia de baderna associada irá resultar em penas severas ao estabelecimento. Então eles fechariam cedo, e regularmente. O que, pra defesa do Roy, aconteceu. Há ano e meio que moro aqui e uma única vez vi alguém de dentro do coffee shop gritando. Era um funcionário, num polido inglês:

- Sir, sir!

Um cara saía do estabelecimento, andando em um ângulo de 45 graus em relação ao chão (e à realidade, desconfio).

- You forgot your passport, sir!

É, meu chapa, você vai precisar disso, e vai ser interessante explicar pros meganhas do controle de fronteiras onde você perdeu. Mesmo porque, provavelmente você não iria lembrar. Ah, sim, coffee shops pedem passaporte pros fregueses: a venda de maconha à menores de 18 anos é estritamente proibida.

Mas voltando ao apê, subimos pra fazer a vistoria e assinar o contrato. Enquanto a Carla fazia essa parte, eu fiquei curioso e resolvi abrir uma janela. Um daqueles imensos janelões holandeses. Assim que o fiz, pulou uma imensa, gigantesca, gordíssima aranha daquelas bem redondas! Calmamente informei os outros da situação:

- AAAAAUUUUGH, CACETE, UMA ARANHA!

Roy veio logo tirando um barato:

- Oras, mas você está com medo de uma aranhin...AAAAAUGH! CACETE, UMA ARANHA!

Ele me passa a caneta com que segundos antes estavam assinando o contrato:

- Toma, põe ela pra...

- Brigado, disse eu, e SBLOFT! Explodi a bolota que era a bunda da aranha com a caneta!

- FUCK, MAN! Era pra por ela PRA FORA!

Olhei confuso:

- Aaaaahnnnm.

Devolvi a caneta:

- Tó.

Ele me olhou horrorizado.

- É sua, cara! Presente. De mim pra você.

Fechei a janela, mortificado. Bem-vindo à Amsterdam. Suspirei e tratei de começar a árdua tarefa de anarquizar a super delicada decoração feng chuê preparada pelo nosso senhorio com uma legítima baderna latina. O apê era todo nosso, disputado a canetadas com a aranha residente.

Serviço

Essa foi nossa chegada, anos atrás, mas aqui vão alguns links que podem ser úteis na sua pesquisa:

Imobiliárias:

Rots-vast - http://www.rotsvast.nl

Kamernet - http://www.kamernet.nl

Multiwonen  - http://www.multiwonen.nl/

Classificado de imóveis

Funda - http://www.funda.nl

Vocabulário

Huuren/huur - alugar/aluguel

Kopen/koop - comprar/compra

Kamer(s) - Cômodo(s)

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Um jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando… e me dá uma força preciosa!

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam

Booking.com

Reserva um hotel bacana aqui em Amsterdam!

Eu escrevi um artigo com muitas onde ficar em Amsterdam.

E se você fizer sua reserva através dos links do Booking aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente (ao mesmo tempo que você paga menos pelo hotel).

Então é uma forma de apoiar o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português e pagar menos! :) Todo mundo ganha!

Booking.com

13 comentários em “Como alugamos um cantinho em Amsterdam”

  1. Oi, boa noite!
    Estou indo com meu marido e 2 crianças pra Holanda para morar. Inicialmente preciso alugar uma casa, mas não poderia ser por imobiliárias, pois estaremos vivendo irregularmente por um tempo.
    Existem contatos seguros para indicar essa forma de alugar?

    Responder
    • Oi Shirley,

      Infelizmente não podemos te ajudar pois não temos esses contatos. A minha sugestão é procurar grupos de brasileiros na Holanda nas redes sociais e perguntar por lá.

      Boa sorte!

      Responder
  2. Cara, eu ri MUITO da sua história. Tantos anos depois, tomou algum "tombo" ao alugar um imóvel por aí? 🙂

    Responder
  3. Boa tarde!!

    Estou pensando em mudar para Holanda para estudar. Andei vendo alguns blogs e achei o seu bem legal!!
    Sou Brasileira e também Italiana portanto não preciso de visto especial.
    No entanto, andei dando uma olhada como alugar casa/apto e parece muito complicado!! Preciso comprovar emprego, holerite etc. Pretendo trabalhar, claro, mas não tenho nada certo por enquanto; irei para estudar e lá tentarei algo para me ajudar financeiramente a me manter. Você consegue me orientar como fazer? Quais os passo a passo a seguir? COnsigo alugar algo mesmo sem emprego no início? Será que a universidade consegue me ajudar em algo?
    A universidade fica em Venlo.

    Muito obrigada!!

    Responder
    • Oi Mariana,

      Dá uma olhada no site da universidade. Geralmente eles dispõem de dicas sobre como alugar um espaço como estudante. Alugar algo mesmo sem emprego... já tentou AirBnb?

      abraços,

      Responder
  4. Oi Daniel,

    ótimo post!
    Estou me mudando para a Holanda (ainda não sei exatamente para qual cidade), e tenho uma dúvida em relação a parte burocrática.
    No Brasil, para alugar um imóvel é necessário uma série de documentos e comprovantes.
    Para abrir uma conta no banco também.

    Aí vem a pergunta: quem vem antes, o ovo ou a galinha? Alugar a casa ou abrir a conta? (vi que alguns bancos exigem comprovante de endereço)

    Você tem dicas de bancos para abrir a conta?

    Um abraço

    Responder
    • Oi João,

      De fato, o que um banco pede é que você esteja registrado na cidade. E isso é o que vem primeiro - ter um endereço registrado junto à prefeitura.
      Dica de banco... depende muito do que você procura. Eu tenho conta num banco "verde", bem pequeno - se comparado com os gigantes, atendimento quase personalizado e investe em pequenos negócios, naqueles que não "depredam" a natureza, não utilizam trabalho escravo etc. Não tem agências físicas, mas a gente resolve tudo pela internet - e pode sacar em qualquer "geldautomaat" na Holanda - e na maior parte no mundo. As taxas, se comparadas com o Brasil, são bem mais baixas... enfim... esse é o Triodos.

      Responder
  5. Ola Daniel sou Paulo esotu a procura de um estudio vc pode me ajudar qual a maneira mais segura porque vi umas tantas coisas desagradaveis e erradas,sera que vc poderia me passar o telf. do seu agente imobilario por favor e mesmo urgente pois tenho trabalho porem nao tenho endereco de morada e ai ja complica se vc puder me ajudar de alguma forma neste sentido eu fico super agradecido,espero podermos tomar aquele cafe juntos um dia ,super obrigado. Paulo Oliveira

    Responder
  6. Oii! Como vai?
    Pretendo me mudar com o meu marido para amsterdam e estamos bastante inseguros com relação a moradia. Qual a média de preço por 1 mês de aluguel em um apartamento para 2? Tem alguma dica para passar?
    Obrigada. Seu site é muito bacana.

    Raquel.

    Responder
    • Média de preço varia bastante com localização etc. O mais interessante é dar uma busca no Funda.nl, você terá uma boa noção do mercado. Sim, está em holandês, mas é uma boa ideia se familiarizar com os termos básicos imobiliários (eu indiquei isso nesse post, por favor veja acima), vai ser certamente útil em sua mudança.

      Dicas de aluguel eu dei aqui: https://www.ducsamsterdam.net/compra-aluguel-apartamentos-amsterdam/ recomendo a leitura.

      Boa sorte na busca, estou torcendo para dar tudo certo

      Responder

Deixe um comentário

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.