O melhor guia online sobre Amsterdam, em português” – Estadão

Coisas típicas pra comer em Amsterdam (ou na Holanda)

por Daniel Duclos em 18/08/2008

Torta de maçã holandesa

A culinária não sei, mas os doces holandeses.... hmmmm...

Uma piada local e recorrente aqui é que os holandeses não tem culinária típica (o que não é verdade, aliás: veja alguns pratos típicos holandeses). É um negócio tão disseminado que no nosso livro texto de língua holandesa tem um cartum mostrando um garçom rindo e zoando o pedido de um casal que pediu um prato típico típico holandês: "turistas..."

Har, har. Enfim, especialidade holandesa não é a culinária. Quando pressionados muito pra citar um prato típico eles mandam, após pensar muito, o erwtensoep, que nada mais é do que sopa de ervilhas. A Carla estranhou:

- Sopa de ervilha?! Mas isso eu comia no Brasil! Minha mãe fazia! Tem em todo lugar!

- É? É? Mas... mas... a da sua mãe tinha bacon? Hm? Hein?

- Hã... SIM!

- Hm, nossa. Sua mãe é holandesa?

Outras iguarias exclusivas e orgulho da culinária holandesa são... hm... a batata frita. Não, sério.

O cúmulo do desinteresse pela comida como forma de arte fica evidente numa peculiaridade holandesa: a parede de comida. Tentem imaginar uma parede cheia de forninhos. Cada forninho tem um buraco pra receber moedas e contém uma iguaria deep-fried requentada. Acho que só a visão de semelhante absurdo causa enfarte num italiano ou francês (o resto do mundo tem que efetivamente comer as tranqueiras pra enfartar devido ao alto índice de colesterol). Contemplem, senhores, a culinária holandesa em toda sua glória:

Lanche em Amsterdam: Febo

AVISO: um francês morre de desgosto com a humanidade toda vez que essa imagem é exibida.

Por outro lado, o Febo é um dos lugares pra se comer barato em Amsterdam!

Bem, mas isso tudo não quer dizer que na Holanda não tenha coisas gostosas e típicas pra comer. Sim, tem. Vamos à lista.

1. Appelgebak met slagroom (Torta de maçã com chantili)

Vamos logo começar pelo melhor. A torta de maçã holandesa é um clássico que não deve ser perdido quando você se pilhar rolando pelas terras baixas. Recomendo acompanhar de um café espresso e mandar ver. A torta em geral vem acompanhada com slagroom (céus, você quer mesmo pronunciar isso? Tão tá. Vá neste site e digite slagroom na caixinha. Selecione Dutch no menu, e clique em say it. Repita. Boa sorte.), mas fica muito boa também com ijs (sorvete, se pronuncia éis) ou mesmo pura. Em basicamente qualquer lugar se vende a famosa appeltaart (outro nome da appelgebak), da mais fuleira espelunca ao pico mais chique.

Típica torta maçã holandesa

Acompanha café. Hm, desculpa eu desconcentrei. O que eu tava falando mesmo?

Ah sim. Onde comer essa gostosura. A considerada por muitos (e nós também) como a melhor torta de maçã de Amsterdam é servida na Winkel 43 no Noordermarkt, no lindo bairro do Jordaan. Só o bairro já valia o passeio (e na verdade, eu listei como uma das principais atrações de Amsterdam), mas a torrta serve como incentivo extra. Dica: chegue cedo e seja paciente. Sim, é lotado: ir comer a torta de lá com café é um popular programa dos locais. Junte-se à eles num dia de sol na Noordermarkt 43. De sábado, tem uma popular feira orgânica na frente.

Se você quiser, você pode fazer você mesmo sua torta de maçã com uma legítima receita holandesa. A Carla publicou a receita de torta de maçã holandesa no site dela.

2. Haring (Arenque)

O já clássico arenque cru! Quem acompanha o Ducs do começo já ouviu falar dessa iguaria. O arenque é um peixe marinho que é comido por aqui cru, em geral acompanhado de cebolas e picles. Os mais típicos comem o treco semi-inteiro (eles tiram a  cabeça e limpam o peixe, mas ele está em um pedaço só), segurando pela cauda e segurando o bichinho acima da cabeça. Bem, vejam por si mesmos.

Os coxinhas e turistas podem pedir o tradicional haring maculado ao ser cortado em pedacinhos e servido no prato, com delicados palitinhos para comer (e aguente as piadinhas e risadinhas sarcásticas dos holandeses quando você arregar de comer "do jeito certo"). Ou, horror dos puristas, no pão. De toda a maneira fica muito bom. Recomendo superar o preconceito e efetivamente experimentar. É forte, sim, mas muito gostoso.

A época ideal para comer é no começo de junho, quando há o celebrado "Hollandse nieuwe", o arenque da estação. No resto do ano ele é conservado congelado. É bom ainda, mas o da estação é muito melhor. Onde vende? Procure pelo cartaz com a loira vestida de holandesa típica comendo o arenque. Está em toda parte. Mas o mais legal é comprar nas barraquinhas na rua. É o "jeito certo" :)

Comida típica holandesa: arenque

A aparência não é convidativa, mas tenha fé e será recompensado!

 

3. Batata frita com maionese

Calma, calma, DONT PANIC! Respire, respiiireee... isso... pronto. vamos começar de novo. Batata. Certo? O que há de mal em batatas? Todo mundo gosta de batatas. E fritas, nossa, batatas fritas são um sucesso. Não há o que errar com batatas fritas. Nem mesmo... eu sei que é difícil de aceitar a idéia, assim, no seco, mas confie em mim, nem mesmo com maionese. Um clássico holandês, as batatas fritas com maionese, citadas na famosa cena das "little diferences" do Pulp Fiction, são realmente gostosas.

Nos bares e restaurantes (especialmente nos pra turistas) elas são vendidas em pratinhos que vem, no lado, um potinho de maionese pra você mergulhar. Mas na rua elas são vendidas num cone de papel onde se derruba um sblorb de maionesão em cima da coisa toda. Céus, eu posso ouvir os franceses e italianos se revoltando daqui (o horror, o horror), mas dê uma chance às Vlaamse Frites (pode pedir por french fries mesmo, sua chance de ser entendido passa de zero pra 100%, porque é ponto de honra na Holanda não entender e reagir como se tivesse ouvido sânscrito pra qualquer tentativa de um turista falar qualquer coisa em holandês, mesmo que seja um "hallo"), nem que seja pelo engraçado da coisa.

Todos os guias recomendam: Vleminckx

Endereço: Voetboogstraat, 33 (perto da Kalverstraat e da Spui)

Se quiser uma batata menos tradicional, não a famosa Vlaamse Frites no coninho de papel, vá no V&D La Place (Rokin, 160), que serve no prato e é muito gostosa.

4. Laticínios

Queijos! Iogurtes! Sorvetes! Oh, entre em qualquer supermercado e compre um Gouda, ou um dos milhares de tipos de queijo. Ou de iogurte. o Albert Heijn tem um iogurte de baunilha orgânico que é uma delícia. Sempre compramos pra impressionar as visitas do Brasil. A propósito, orgânico em holandês é biologisch (biolórrich). As vaquinhas holandesas são famosas no mundo todo e eu descobri aqui que é com inteira e justificada razão. Os holandeses podem não ligar pra culinária, mas laticínio eles sabem fazer direito e se orgulham disso. Descole um vla, se tiver a oportunidade. Vá na prateleira de laticínios no supermercado e pegue um da Campina.

E se você quer comer um sorvete realmente, mas realmente bom, vá na IJscuypje, uma sorveteria no coração do Jordaan, um dos passeios legais pra fazer em Amsterdam. Fica na Prinsengracht 292. Mas vá só no verão.

5. Doce típico holandês: Stroopwafel

Doce típico holandês: stroopwafel

Confie em mim: só melhora a partir de agora...

Stroopwafel é um biscoito (bem, na verdade um waffle) dividido em duas metades grudadas por um caramelo. É mais uma das grandes contribuições da cidade de Gouda pro mundo (você já comeu o queijo de lá? Não? Aconselho.) A idéia é simples, mas o o efeito é devastador e duradouro. Levamos vários pro Brasil e, cara, fez sucesso. Muito. Tenho encomendas pelas próximas décadas e tem gente vindo pra Holanda com uma mala vazia reservada exclusivamente para fins de contrabando dos biscoitinhos.

O stroopwafel é gostoso de comer mesmo puro - ouvi dizer, numa história de cortar o coração, que dá até pra comer que nem bolacha maria, um atrás do outro. Mas esse não é o Jeito Certo (além de um pusta desperdício de gostosura). O Jeito Certo de comer é um por vez, e com café. Vamos elaborar.

Pegue um stroopwafel do tamanho da boca do seu recipiente de café (existem stroopwafinhos pra xicarazinhas e stroopwafel de verdade pra usar no recipiente correto de café, ou seja, caneca) e tampe-a, bloqueando a saída dos vapores quentes. Assim ó:

Doce típico holandês: stroopwafel

Pronto, é isso. Agora espere. Parece fácil, mas é a parte mais difícil do processo. Tem que amolecer um tanto o stroopwafel, derretendo o caramelo e absorvendo um pouco do aroma do café. Demora aí uns dois, três agoniantes, eternos, minutos. Quando ele estiver molinho, mande ver entre goles de café.

Mas lembre-se: um stroopwafel por vez! É que nem vinho do porto, não é pra você encher a cara, é pra apreciar. E assim dura mais, porque, sabe, é muito chato ter que andar oitocentos metros até o Albert Heijn mais próximo e comprar outro pacote destas gostosuras que se encontra em qualquer esquina... aqui na Holanda :D Então se vier pra cá, inclua o Stroopwafel nos seus projetos. Ele se vende principalmente em supermercados. Entre no primeiro Albert Heijn que você achar, compre um pacotinho e dê um jeito de conseguir uma caneca de café e pratique o Jeito Certo de comer stroopwafels. Pode me agradecer depois.

Doce típico holandês: stroopwafel

Agora tá no ponto!

Mais comida? Mais comida!

- Veja as nossas dicas de restaurante em Amsterdam.

- 6 comidas típicas holandesas ao redor do ano.

- Pensando em vir pra Holanda? Eu lancei um super Guia completo e cheio de dicas pra você manjar a cidade como local.

Daniel Duclos (Daniduc), é um brazuca que mora na Holanda com a esposa, também brasileira, desde novembro de 2007. Criou o Ducs Amsterdam, o qual escreve, fotografa e edita. Em 2011 lançou um guia de Amsterdam e virou pai de uma linda garotinha, com quem redescobre o mundo todos os dias.


Procurando hotel pra sua viagem?

Eu escrevi um artigo com muitas Dicas de hospedagem.

Se você fizer sua reserva através dos links aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente. Então é uma forma de apoiar o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português! :) Todo mundo ganha!

Ah... e o Booking lista hotéis no mundo todo! Não precisa ser só em Amsterdam!

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Outro jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando e dá uma força preciosa.

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam!

Ah, e se você está querendo comprar passagens aéreas, o Ducs Amsterdam tem uma parceria com a KLM: Clique aqui!

Pessoal, o Ducs só existe com a força de vocês! Então, divulguem, comentem, usem os serviços que o Ducs oferece e vamos que vamos! Obrigado sempre!

Algo a dizer? Manda bala! :)

(Ah, você tem uma dúvida? Leia antes a FAQ. É sério! A maioria das respostas tá lá...)

Outra coisa que é importante é habilitar receber notifcações de novos comentários por email, porque tem um monte de gente que faz uma pergunta em um post aleatório e depois esquece onde fez a pergunta, nunca vê a resposta e acha que não foi respondido, quando na verdade a pessoa é que esqueceu onde que foi... com o aviso por email isso não acontece.

Você leu a Política de Comentários aqui no Ducs?

Comentários escritos TODO EM CAIXA ALTA não serão aprovados.

Dê lá o seu recado!

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

{ 159 comentários… leia abaixo ou deixe um }

Evander julho 22, 2014 às 19:02

Daniel!
Cara, seu site é sensacional.
Fiz uma compilação de todos os lugares que pretendo visitar quando for à Amsterdam. Realmente a parte cultural da cidade me cativa, juntamente com toda a “liberdade” que está na propaganda da mesma.
Comprei seu Guia e realmente ele resume TODO o conteúdo necessário, mas é sempre bom dar uma passada por aqui pra ver as atualizações!! HAHA.

Bom, a única DICA que eu senti falta, por conta da minha idade (23), foi sobre bares e baladas na cidade. Algo mais detalhado e tal.
Mas, fica a dica!

Abraços
Parabéns e continue com esse trabalho animal que você está fazendo.

*(Estou indo pra Amstedam dia 10/08! \o/)

Responder

Daniel Duclos julho 23, 2014 às 21:04

Valeu Evander! Boa viagem!!

Responder

Fernanda Scafi junho 28, 2014 às 05:08

Daniel, quando estive em Amsterdã (em 2010) comi no café da manhã todos os dias um chocolate granulado dessa marca http://www.deruijter.nl/home.aspx. Comer chocolate assim é típico daí ou era só invenção do hotel? hehehe Obrigada!

Responder

Daniel Duclos junho 28, 2014 às 14:59

Hah, por concidência eu li seu email logo depois do café da manhã e tinha um hagelslag da De Ruyter ;) É bem tradicional… hehe.

Responder

Ellen Nascimento maio 13, 2014 às 21:53

AHHHH, cheguei hoje e já comi o arenque (delicioso) e a batata com maionese (fala sério, essa maionese dá de 1000 X 0 nas tupiniquins). Daniel, juro que andei hoje olhando as carinhas pra ver se te via na rua!!! rsrsr. Meu marido tava até querendo ver foto para ver se me ajudava a achar!!! Rsrsrs

Responder

Gleicy Pereira abril 25, 2014 às 14:15

Ola, Daniel! Td bem?
Adoooro seu site! Me divirto e aprendo mto por aqui. Parabéns!!!
Estarei em Amsterdã em setembro com alguns amigos. Estamos torcendo para encontrar com vc no caminho para ganharmos nosso postal! ;)
Alguma dica pra essa época? Chegaremos no dia 03 e partiremos no dia 07. Depois, seguiremos para Bruxelas, Bruges e Paris.
Grande abraço!
Gleicy

Responder

Daniel Duclos maio 7, 2014 às 20:08

Setembro é legal reservar hotel o quanto antes, porque as conferências lotam a cidade. Mais dicas aqui, procureo por setembro: http://www.ducsamsterdam.net/datas-especiais-feriados-e-eventos-em-amsterdam-na-holanda/

Você viu que aqui no blog tem artigos sobre Bruges e Paris?

http://www.ducsamsterdam.net/paris-dicas-locais-comida/
http://www.ducsamsterdam.net/bruges-historia-turismo-cidade-medieval-belgica/

Responder

Carol abril 14, 2014 às 14:40

Bom dia, Daniel.

Terei uma festa de todas as nações para ir e faremos barracas, cada uma vai vender uma coisa. A minha barraca é a da Holanda e venderemos as bebidas. Queria saber, quais as bebidas sem álcool típicas da Holanda?

Grata e no aguardo :)

Responder

Daniel Duclos abril 16, 2014 às 21:51

Sem álcool…? Ficou difícil. Sem álcool não tem nada muito típico. Tem bebidas que são muito populares aqui. Suco de maçã. Café. Chá de menta feito direto com a erva (não de saquinho). Chocolate quente…

Responder

hugo mauad março 7, 2014 às 06:52

Daniel, vou em maio para Amsterdã, gostaria de saber que lugares você
sugere para visitar e se o clima neste mês e frio e chuvoso.
abraço

Responder

Daniel Duclos março 10, 2014 às 12:17
Thais petterle fevereiro 24, 2014 às 02:33

Daniel, vou descer em Amsterdam as 9 hs de um dia e embarcar as 10hs de outro dia. Preciso dicas de onde passar uma noite e como aproveitar bem esse dia que buo ficar lá . Em 27 de maio/2014.
Obrigada!

Responder

Matheus Daniel fevereiro 12, 2014 às 03:51

Seu blog é um espetáculo!! Sempre me pego lendo ele, relendo na verdade, pois leio muitas vezes os mesmos artigos!! kkkkkk

Seu blog foi um achado na web para alimentar diariamente meu sonho de passar vários dias na Holanda. Enquanto esse dia não chega vou viajando por aqui mesmo!

Parabéns!

Responder

Edson Roberto Pontes fevereiro 6, 2014 às 21:59

Oi Daniel! Estou adorando o seu blog tanto quanto o da sua esposa. Tenho um boa notícia para os leitores do blog: já é possível encontrar Stroopwafel no Brasil – pelo menos na região de Campinas. A cidade de Holambra foi fundada por descendentes de holandeses e alguém de lá teve a deliciosa ideia de fabricar e vender essa gostosura. Provei pela primeira vez ano passado e fiquei fã, já presenteei vários amigos inclusive.

Não fique desapontado com o meu blog pois por motivos pessoais tive que dar um tempo nos meus textos. Se puder dar uma olhada creio que vai gostar do texto de abertura. Foi uma das raras ocasiões em que me aventurei a escrever uma poesia.

Finalizando, parabéns pelo trabalho. Estive em Amsterdã em 2012 mas não conhecia seu site. Como fiquei pouco tempo teria sido bem útil aproveitar suas dicas para maximizar meu passeio.

Responder

Gabrielle fevereiro 1, 2014 às 02:51

Oi, adoro seu blog, muito interessante! Vou me mudar pra Leeuwarden em abril (é em Friesland também). Já li várias das suas matérias, todas ótimas!
Já tentou esquentar stroopwafels na frigideira ou na grelha? É um delícia! Mas tem que ter cuidado pra não queimar o biscoito… é muuuuuuuito bom!

Tot ziens!

Responder

Daniel Duclos fevereiro 4, 2014 às 21:58

Oi Gabrielle, confesso que esse ainda não provei :D

Boa sorte na mudança e bem-vinda :)

Responder

Tatiana dezembro 23, 2013 às 02:20

Olá!! Estarei em Amsterdam nos dias 7 e 8 de Janeiro de 2014…Sei que vai estar frio por aí…. Gostaria de saber em torno de quanto fica a temperatura nessa época…de dia e de noite…. Muito Obrigada.

Responder

Daniel Duclos dezembro 29, 2013 às 11:50

Tatiana, veja a tabela de temperatura média nesse post: http://www.ducsamsterdam.net/o-clima-em-amsterdam/

Responder

Lis Costa dezembro 22, 2013 às 23:38

Ola Daniel!
Quais Sao os lugares perigosos em Amsterdam? Nao conhecemos e Iremos passar 4 Dias, gostariamos de dicas para aproveitar bem nosso tempo. Parabens pelo blog, um trabalho maravilhoso.

Responder

Daniel Duclos dezembro 29, 2013 às 11:51
Ana Rita outubro 29, 2013 às 17:59

Olá,
Desde já os meus parabéns e muito obrigado pelas dicas.
Vou ficar umas horas em Amsterdão 5f e gostaria de saber se é seguro deixar as malas no cacifo na estação? Pode ajudar-me?!
Obrigado

Responder

Daniel Duclos novembro 2, 2013 às 15:01

EM Amsterdam nunca deixe, mas em outras cidades sim, e nunca tive qualquer problema (exceto um vez que um cofre não abriu com minhas coisas dentro,e um funcionário teve de abrir com a chave mestra). Eu acho que é difícil ter problemas, mas não posso dar certeza, claro.

Responder

Ana Rita novembro 4, 2013 às 12:29

Olá, só agora já de volta é que vi a resposta! Deixamos as nossas malas nos cacifos da estação central um cacifo grande (7,90€/24h) couberam lá 4 malas tamanho médio! :) não tivemos qualquer problema com as malas, não garanto nada, mas o sítio tem vídeo vigilância e os funcionários são prestáveis e estão sempre por lá! Quem quiser experimentar, força! :) dividido por 4 pessoas ficou bem barato! Tem ainda um cacifo mais pequeno 5,90€ que dá para duas a três malas! Fica a minha experiência espero que ajude! :) aaah os cacifos são mesmo dentro da estação central :) mais uma vez obrigado por tudo, o seu guia tornou a minha curta estadia em Amesterdao, bem bacana! :)

Responder

Daniel Duclos novembro 8, 2013 às 17:14

Oi Ana, foi um rpazer. Obrigado pelo relato! Abraço!

Responder

Lidia setembro 12, 2013 às 18:42

Eu fui em Amsterdam semana passada! Lugar maravilhoso! Fui duas vezes em um restaurante ai, o De Blauwe Hollander, na Leidsekruisstraat! Muito bom e ótimo atendimento! Adorei o tal Pure de batata com escarola, a almondega gigante… e tinha um outro prato, um ham, com pure, inhame e um “molho’ engrossado (esqueci o nome)…muito bom! Mas vem muita comida!! hahahah
Adorei Amsterdam!

Responder

Daniel Duclos setembro 17, 2013 às 15:21

Oi lídia, que bom! Obrigado pela dica!

Responder

lili miranda agosto 1, 2013 às 23:41

Oi Daniel,
Faz pouco tempo que estou me deliciando com os Ducs ! Uma verdadeira enciclopédia sobre Holanda e Holandeses, a qual, não paro de bisbilhotar e dar gargalhadas, você escreve com uma veia cômica pulsante, sem tirar o mérito profissional, seriedade e conhecimento de causa. Parabéns !!!

Tenho uma filha morando na Holanda há 16 anos, hoje ela está com 33 e tem dois filhos e um marido (já está no segundo marido), já morou em Gouda e atualmente mora em Nieuwerkerk aan den ijssel.

Tenho 51 anos, já fui para Holanda três vezes, primeira vez em maio de 2004, fiquei 40 dias (na primavera/casamento filha), segunda vez fui em setembro de 2005 e voltei em março de 2006 fiquei 6 meses (outono/inverno/mudança de casa + depressão filha), terceira vez em julho de 2009 e voltei em fevereiro de 2010 (nascimento do segundo neto e conhecer novo genro e família) é mole !!!

Pretendo ir para Holanda ano que vem, março a abril 2014 (férias de verdade, eu + eu + eu, andar de uma cidade para outra sem compromisso), gostaria de passar quatro dias em 3 cidades, Amsterdam, Rotterdam, Hague, para melhor explorar e sentir o gostinho de fingir que estou literalmente só, obviamente antes já terei matado a saudade de meu povo.

Pergunto se vale a pena ficar quatro dias em cada uma dessas cidades (levando em consideração custo benefício, albergue, quarto ou hotel para dormir, alimentação, entradas para museus e etc…) ou se devo fazer o bate e volta, levando em consideração as distâncias entre as mesmas, sendo Amsterdam a mais distante ( traçar itinerário para tal cidade, sair de casa cedo, cumprir o itinerário e voltar) ?????

Desculpa por tão longo tratado ou novela para uma única pergunta.
Agradeço desde já,
Lili

Responder

Daniel Duclos agosto 2, 2013 às 01:36

Oi Lilli, eu realmente não sei dizer se pelo custo benefício vale a pena o bate e votla todo dia ou o albergue — teria de ver os preços de albergue em cada cidade, somar, juntar com o preço dos trajetos uma vez, guardar esse número, daí ver os preços do trem pros bate-e-volta, somar junto com o preço do albergue só em Amsterdam e comparar… Não, não tenho como calcular o custo benefício de bate-e-volta versus base em Amsterdam. Ficando em Amsterdam você tem muito mais flexibilidade de roteiro, e menos trabalho de achar albergue, check in, horário etc. Mas se é mais barato, ou se a diferença compensa, realmente não posso te dizer…

abs e boa viagem

Responder

Alan julho 21, 2013 às 10:32

Nunca imaginei que a torta holandesa fosse invenção daquela doceria em Sampa! Essa sorveteria IJscuypje trabalha com marcas diferentes, tem melhor custo-benefício que se tomar uns Hägeen-Dans (acho que é assim que se escreve) na rua?

Responder

Daniel Duclos julho 23, 2013 às 22:16

Alan, pensa assim: Häagen-Dazs é uma marca americana (não, não é holandesa), disponível no Brasil. Se você atravessou o atlântico, que tal experimentar algo feito aqui por uma sorveteria local?

Responder

Andre Lourenço julho 20, 2013 às 00:42

Olá Daniel , blza? Já fui 4 vezes pra Amsterdã , e estou indo pela 5 … Vc pode me informar sobre os dias que tem a feirinha em frente ao estádio olímpica de Amsterdã? E o nome daquele camarão bem temperado que vendem em um pratinho ? Valeu obrigado….

Responder

Daniel Duclos julho 23, 2013 às 22:10

Até odne eu saiba rola de sábado. O noem do camarão eu não sei :/

Responder

Silvana julho 4, 2013 às 18:34

Oi, estive em Amsterdam agora em junho ( 03/10), AMEI, cada pedacinho que conheci. Aluguei um apê no Jordaan, seguindo suas de onde ficar. Meu marido eu já sentimos saudades daí. Uma coisa que simplesmente achei maravilhoso foram esses stroopwafels…trouxe alguns pacotinhos do Albert, mas já estão acabando. Uma pena. Vc sabe se tem como comprar daqui do Brasil? Abraços e parabéns pelo blog.

Responder

Daniel Duclos julho 9, 2013 às 19:49

Oi Silvana, tem sim. São vendidos em alguns supermercados (eu sei que no Pão de Açúcar em Sp tem, por exemplo, em SC tem no Angeloni). Se procurar, dá pra achar sim. Abs

Responder

Edson Roberto Pontes fevereiro 6, 2014 às 22:33

Oi Silvana! Onde você mora? Eu moro em Campinas e encontro nas lojas daqui. Vou tirar uma foto da próxima vez que comprar e mandar para o Daniel postar.

Responder

tiana junho 10, 2013 às 20:21

Daniel,

Pode me falar umas 4 marcas de maionese daí?? São mto incríveis de deliciosas..é até uma ofensa chamar de “maionese” as nossas com as holandesas..kkk

Obrigada

Responder

Daniel Duclos junho 11, 2013 às 20:14

Tiana, eu faço minha maionese caseira hehe. :) Ms vamos lá: tem a Calvé, Remia (chegou a ser escolhida como a melhor), Gouda’s Glorie e, claro, Hellman’s. Vou ficar devendo uma. Ah, tem a marca do Albert Heijn, pronto! :)

Responder

Alexandra Costa abril 17, 2013 às 19:02

Estive a ler a parte das comidas e falta na sua lista restaurante indonésio, onde se pode comer um magnifico satê, uma mesa de arroz que não mais é que um “rodízio” de variadissimas comidas indonésias, como sabe com certeza a Indonésia é uma antiga colónia holandesa, assim como Suriname (faz fronteira com o norte do Brasil) com a sua comida crioula. Também são famosas as meetballs e o brotjie fricandele. Se nunca provou comida Indonésia experimente, com certeza vai gostar e é genuína na certa! Eu adoro, aqui em Portugal só existe um restaurante indonésio, dos meus amigos Frank e Doreen, na praia da Rocha no Algarve, qd vou de férias é paragem obrigatória.

Responder

Zecafé março 25, 2013 às 18:46

Olá,

estou indo pra Amsterdam agora entre 22 e 29 de Maio de 2013 e gostaria de saber se vai ter algum show de rock bacana ou algum evento grande na cidade .

Abraços e obrigado !

Bruno

Responder

Daniel Duclos abril 3, 2013 às 02:06
Mauro Machado fevereiro 26, 2013 às 20:44

Daniel,
em julho (no verão de Amsterdam) há necessidade de ar condicionado no hotel, ou a noite esfria um pouco ?

Abraço

Mauro

Responder

Daniel Duclos fevereiro 27, 2013 às 14:36

Na maioria dos dias esfria. Tem alguns dias que faz calorão, mas são tão poucos que raramente justifica ar condicionado instalado o ano todo pra ligar, sei lá, tipo 7 dias no ano.

Responder

Ana Rita Lebreiro fevereiro 7, 2013 às 15:38

Stroopwafel quentinha é divina!!!! e a tarte de maçã com chantilly tb. A melhor que comi foi em Haia, num café que deves conhecer, Laurentis.
Tens sorte em viver na Holanda, eu adorei o país, o estilo de vida e as cidades… mudava-me já :)
bjs

Responder

Daniel Duclos fevereiro 7, 2013 às 19:28

Oi Ana Rita, realmente é demais.

Tenho sorte, mas não posso dizer que apenas sorte. batalhamos, e bastante, para as coisas acontecerem. Se ficar esperando ter sorte…

Responder

ana rita lebreiro fevereiro 7, 2013 às 22:09

Não quero que me interprete mal, quando disse sorte não quis tirar kk mérito nas vossas conquistas, antes pelo contrário. Não haverá maior prazer e felicidade na vida do que alcançar aquilo por que se batalha. Queria apenas referir-me ao prazer que será viver em Amesterdão, pela qualidade de vida que se tem e por a cidade ser linda!
Desculpe por qualquer coisa.
Rita

Responder

Mariana novembro 12, 2012 às 00:50

Daniel, estive aí ano passado e usei muito seu site, que é muitooo bom!!!
Comi um sanduíche na saída da Loja VeD perto do Madame Toussand, e queria lembrar o nome, vc consegue me ajudar??? Obrigada

Responder

Daniel Duclos novembro 12, 2012 às 23:16

Mariana, você quer saber o nome do sanduíche que você comeu? Assim, sem mais pistas fica difícil…

Responder

Conceição Myllena outubro 11, 2012 às 14:40

Olá, Daniel Duclos!
Gosto demais dos teus post-dicas! Só lamento ter visitado Amsterdam antes de tê-los lido! Super legal!!! Mas, tou anotando aqui pra pôr em prática nas próximas trips! hehe

Sucesso! o/

Responder

Daniel Duclos outubro 11, 2012 às 17:34

Oi Conceição, muito obrigado!!! Esse é o espírito: sempre há motivos pra voltar pra Amsterdam, hehehe. Grande abraço

Responder

Victória Riechelmann setembro 15, 2012 às 16:28

Olá,sou de origem holandesa,mas infelizmente nunca fui para a Holanda :/.Adorei as dicas,se um dia eu for vou comer tudo isso,e obrigada também pela ideia da mala vazia rsrs’,vou trazer muitas gostosuras aqui para o Brasil.#Ik vond het geweldig, ik hoop op een dag om te genieten van de geneugten Nederlandse!

Responder

Daniel Duclos setembro 20, 2012 às 23:01

Também espero, Victória. Grande abraço

Responder

Gabriel julho 31, 2012 às 17:45

Oi Ducs, tudo bem?
Você sabe alguma coisa quanto a importação de queijos para o Brasil?
Achei um ou outro site que eles não enviam para o Brasil porque o queijo acaba voltando, você sabe algo sobre isso? Se isso acontece com qualquer pacote enviado ou se só alguns, se tem relatos de pessoas quanto a importação de queijos o ou se sabe alguma companhia que venda queijos aqui pelo Brasil, tem mercados que vendem alguns queijos holandeses, mas o que eu queria mesmo era algum queijo da Henri Willig ou algum gouda original mesmo, não esses goudas que eles fabricam aqui no Brasil, que tem um gosto horrível… sei que isso foge um pouco do blog, mas não tenho mais pra quem perguntar.

Responder

Christiane julho 9, 2012 às 18:25

Oi Daniel! Não pode esquecer de incluir os “poffertjies” na sua lista de culinária. Se não comeu ainda, hummm, experimente, uma delícia!
Abraços cariocas,

Christiane

Responder

Daniel Duclos julho 10, 2012 às 15:05

Opa, se já provei! Uma delícia :D Certamente irão entrar na próxima lista (tô pensando em fazer uma sobre “comidas de inverno” e as poffertjes entrariam nessa). Brigado pela sugestão, abraços capixaba-paulista-gaúcho-barriga-verde-amsterdaneses :)

Responder

Izaira aquino julho 2, 2012 às 12:30

Na lista faltou o Bosche Bol ( parece uma carolina gigante, recheada com creme e coberta com chocolate), doce tipico da cidade de S`-Hertogenbosch.
Izaira

Responder

Daniel Duclos julho 2, 2012 às 13:17

izaira, essa é uma excelente dica. Está recomendada no meu Guia de Amsterdam (http://www.ducsamsterdam.net/guia/). Abs

Responder

Izaira aquino julho 2, 2012 às 13:28

Voce e otimo! (estou com um teclado holandes, sem acento)

Responder

Daniel Duclos julho 3, 2012 às 15:21

Brigado Izaira :)

Responder

Elisa maio 27, 2012 às 19:16

Oi, Daniel! Voltamos recentemente do nosso tour por Paris, Bélgica e demos um pulinho em Amsterdam. Tinha lido esse seu post e fomos procurar o biscoito no primeiro Albert Heijn que encontramos e tinha de várias marcas. Infelizmente, só não lembrava que vc havia alertado que era tão bom que só compramos um pacotinho pra experimentar! Qdo voltamos, serviram no avião (era KLM) e já deu arrependimento de não ter comprado mais…. realmente, tem uma fabrica aqui em SP fazendo mas é caríssimo! Pagamos centavos de euros no pacte e aqui está R$10! (isso sem falar no frete…). Da próxima vez levaremos menos roupa pra poder trazer mais biscoitos!
Aproveito para parabenizar pelo blog que é superlegal! Qdo a gente lê até acha q te conhece, pelo jeito como vc escreve!
Parabéns e sucesso!

Responder

Silvia maio 23, 2012 às 00:36

Ola Daniel, tudo bem? Estou com viagem marcada para julho 2012 e esta me dando um friozinho na barriga kkk, vou sozinha e nao falo a lingua. Vc poderia me dar umas dicas onde visitar e comprar passeio aqui do brasil que seja um site confiavel, e quanto ao tempo nessa epoca do ano como é em Amsterdam, pesquisei e vi que mesmo no verao é frio….isso condiz? Silvia

Responder

Matheus maio 15, 2012 às 02:43

Adorei o blog, parabéns. Ajudou bastante no meu trabalho (:

Responder

Fabio abril 17, 2012 às 19:36

Ducs, li bastante aqui em seu site mas por favor desculpe-me, não encontrei uma referência de locais para se tomar ‘café-da-manhã’. Vou ficar hospedado no Hotel Mint ao lado da estação central e lá é muito caro.

Restaurantes comuns também servem café-da-manhã ?

Desde já, agradeço por suas dicas e de outros aqui do site.

Fábio

Responder

Dani março 16, 2012 às 21:09

Aiaiai, suspiros longos e profundos….
Estive em Amsterdã no começo de 2011, e desde então,
É raro o dia que nao tenho ontade de comer um strropwafle.
Culinária francesa? Massa italiana?
Nao sinto falta de nenhuma comida típica de outros países que estive(acabei de olhar da Espanha), como sinto desse doce.
Babei tanto om essas fotos que devo ter estragado o iPad.
Você deveria exportar esse doce viu?
Ia ficar rico!

Abraços

Responder

Daniel Duclos março 16, 2012 às 22:02

Oi Dani! Stroopwafel é realmente o sucesso! Mas parece que já tem gente importando no Brasil, e até fazendo. Em SP, por exemplo, tem no Pão de Açúcar. E tem holandês fabrincado um caseiro na Holanda e vendendo pelo correio. Dá uma pesqusiada no Google que você acha! :)

Abs

Responder

Angelica janeiro 26, 2012 às 14:47

Hummmm.. eu amo os Stroopwafels Daniel mas nunca me ensinaram a coemr desta forma. Aqui em sampa encontrei originais no Pão de açucar (made in Holland)… delicia de tudo. Depois vou lá na Carla ver a receita deles e tentar reproduzir em casa. beijos em vcs todos

Responder

conceiçao janeiro 16, 2012 às 21:34

Olá Daniel descobri seu site ,fiquei muito feliz,me senti perto do meu filho Luciano e da minha nora Janaina ,eles residem em Haaia a 11meses , estão amando . vou recomendar seu site , gostei muito um abraço Conceiçao

Responder

gilmar novembro 27, 2011 às 21:57

ola amigo, estou indo para Holanda no dia 03/12 fazer um curso vc poderia me orientar onde fica essa empresa tierrafino.com eu tb nao conheco o tipo de comida vc pode me orientar?

Responder

Fernanda novembro 6, 2011 às 00:03

Ducs, o tão delicioso (e super calórico) poffertjes não seria um item clássico para este post? Experimentei a primeira vez em Scheveningen. E me deixou com a impressão de ser tão reconfortante de comer como um bolinho de chuva feito pela nossa vó, sabe? Adoro o site e vou usar várias de suas dicas no próximo Abril! Saudações paulistas!

Responder

Daniel Duclos novembro 6, 2011 às 00:11

Não! Seria um item pra o próximo artigo “mais 5 coisas pra comer em Amsterdam” :) :) Sério, dá pra fazer infinitos artigos sobre as gostosuras daqui! Saudações amsterdanesa-paulista-gaucha-capixaba

Responder

ana larissa outubro 26, 2011 às 01:58

oi tudo bom eu sou a larissa estava fazendo um trablho para a feira cultural do meu colegio e estava pesquisando sobre a culinaria da holanda …. puxa O SEU SITE DISSE TUDO ele me ajudou bastante ah descobrir mais sobre esse pais tao bonito bjs e obg !!

Responder

david outubro 20, 2011 às 18:24

boa sorte para voce e toda sua familia

Responder

Rodrigo A outubro 13, 2011 às 21:37

Oi Daniel. Fiquei órfão dos Australian Home Made, fecharam todos eles recentemente. O sorvete que eu recomendo é o Ijscuypje (http://www.ijscuypje.nl/) ou um que tem na Nieuw Spiegelstraat, o Fior di Gelatto (http://fiordigelato.nl/).

De comida holandesa, vale a pena ir no Moeders (http://www.moeders.com/) e comer o Hollandse Rijsttafel (que apesar do nome não tem nada com arroz) e experimentar um pouco de cada um dos pratos mais tradicionais. De quebra, o restaurante fica no Jordaan, um dos meus bairros preferidos na cidade junto com o De Pijp. É comida holandesa, mas é bem feita e gostosa. O restaurante por si é uma atração. Dizem que na abertura, cada convidado trouxe pratos e talheres, e hoje eles server com esses, cada um diferente dos outros. Nas paredes, fotos de mãe (até no banheiro!), e dizem que você pode levar uma foto da sua mãe que eles colocam na parede.

Responder

Rodrigo A outubro 13, 2011 às 21:44

Isso que dá não ler tudo (é coisa demais!), agora que vi que tem a dica do Moeders em outro post teu. Vou dar umas outras dicas minhas lá também :)

Responder

Daniel Duclos outubro 13, 2011 às 22:44

Fala Rodrigo. o IJscupye também está indicado no Guia Ducs Amsterdam ;) A Australian eu curti bastante em Haia, onde ainda tem (a outra cidade é Utrecht). O Moeders está indicado no Guia e em outro artigo também ;)

Abraço e valeu

Responder

Regiane setembro 19, 2011 às 17:52

Olá Daniel tudo bem? meu nome é Regiane e por um acaso entrei em seu site.
Eu fiz amizade na internet com um Holandês e resolvi procurar informações sobre este país tão misterioso para nós brasileiros, e confesso que fiquei encantada com seu site, achei muito legal a forma que vc se expressa, ri muito.
Achei que vc nos mostrou um pouco de tudo com muito bom humor, quero parabeniza lo, não conheço a Holanda, somente um holandês as vezes um tanto confuso em entender, pois as traduções as vezes nos deixa no “vácuo”, e as vezes não sei se está de bom humor ou não , e vc sabe nós brasileiros rimos de tudo até da própria desgraça,enfim as vezes ficou sem entender seu humor ou falta de.
Valeu Daniel vou visitar mais vezes seu site e indica lo aos amigos,
um grande abraço pra vc e sua esposa.
Regiane Vieira /São Paulo/SP

Responder

Daniel Duclos setembro 30, 2011 às 03:05

OI Regiane, muito obrigado!

Ah, humor é uma das coisas mais difíceis de entender em outra cultura: é longe de ser universal, na verdade é bem ao cotnrário depende muito de cada cultura.

Nesse link eu tenho vários artigos sobre vida na Holanda, talvez interesse: http://www.ducsamsterdam.net/tag/vida-na-holanda/

Um grande abraço!

Responder

Regiane setembro 30, 2011 às 14:36

Oi Daniel valeu por me responder, acho que sua resposta disse tudo.
Obrigada,
ah eu também vi seus videos achei muito legal.
Um Abraço,
Regiane

Responder

Ro junho 5, 2011 às 20:04

Corrigindo… doceria “Zout en Zoet” (traduzindo, salgado e doce) em Holambra!

Responder

Ro junho 5, 2011 às 16:47

Olá Ducs! Postei em algum cantinho do seu bloGUIA dizendo que morei um tempo em Amsterdam e estou matando saudades ao ler suas páginas. Tenho muitas saudades das comidinhas junk. Gostava muito do kaas soufle (FEBO mesmo….muito trash!!!) pois lembravam os risóles de queijo da minha mãe, fazer o que né, home sick dá nisso. Além de comer batata frita com maionese hábito que importei pro Brasil outro clássico holandês, que não vi citado ainda aqui é:
o PÃO (de forma integral ou branco mesmo) bezuntado de manteiga regado com chocolate granulado (aqui no Brasil uso o que acho de melhor qualidade que é o da Pan) comprado em caixinhas próprias para levar à mesa no café da manhã (da marca do ALBERT HEIN mesmo).
Ahhh… mais um clássico que não consigo adaptações por aqui é a batata frita com PINDAKAAS (molho de amendoim um pouquinho picante) que brasileiros acham meio estranho mas eu adoro! As vezes dou um pulinho em Holambra – SP pra matar saudades da comida, mas é uma pena que lá adaptaram a culinária ao gosto brasileiro, mas os doces continuam os mesmos ou quase, na Martin holandesa, na Zout en Zout. Queijos holandeses importados só encontro uns dois tipos e do mais fuleirinho dai (moro atualmente em Brasília) e pra mim que sou fã dos tipos Jong e do Oud fico nas saudades. Daniel, suas dicas são ótimas, não entrei ainda nas páginas da Carla darei um pulinho lá. Abços.

Responder

Alici abril 10, 2011 às 00:19

adorei seu blog preciso fazer trabalho e ele esta me ajudandomto foi o MAIS completo que eu achei… obrigada por existir…

Responder

Grazi abril 6, 2011 às 14:26

Olááá.
Então, um comentário atrasado para um post antigo, poréééééém…. Fiquei tomando conhecimento de seu blog este mês, após começar a trabalhar em uma empresa aqui em Florianópolis, onde de meus colegas de trabalho é visitante assíduo deste blog (Diogo Picinnini). Mas o por que do comentário neste post. Hoje ao fazer o ritual de comprar o básico café da manhã no centro de Floripa, clássico pão de queijo e capuccino, até aí tudo tudo normal, tudo tranqüilo, até eu pedir para a atendente sachês de maionese. E ela e o Diogo me olharem com aquela cara: O.o
Saindo do café eu soltei o comentário: SIM, eu como pão de queijo com Maionese e Maionese com Batata Frita! (sim, maionese com batata frita e não o oposto) É simplesmente MUITO BOM! Então o Diogo comentou dest post e cá estou eu!
;D

FiKaDiKa
:P~

Pêésse: Parabéns pelo Baby! \´o´>

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:16

Oi Grazi

VALEU :D Hehe, pão de queijo eu prefiro com requeijão, mas de qualquer forma isso é um dilema raro aqui. Pra ter pão de queijo, tenho de esperar a Carla a se animar a fazer a receita dela (que está publicada no Entre panelas, aliás: http://www.entrepanelas.net/2009/02/18/pao-de-queijo/)

Bjs e brigado pelo comentário

Responder

Maria Paula abril 5, 2011 às 19:16

Olá!!!
Gostaria de agradecer à vc que escreve este site, pois fui à Amsterdam em março e muito do que vi e comi foi porque li todos os artigos que estão aqui, parabéns!!!!
Mas fiquei apaixonada pelo stroopwafles para falar a verdade trouxe mas acabei escondendo um pacotinho só pra mim.
Vou dar uma dica pra vcs que são católicos, ou que tenham fé , não deixem de visitar a Igreja do milagre da Óstia, mas antes leiam sobre o milagre vale muito a sua visita, eu e meu marido adoramos, certamente voltarei com meus filhos para Amsterdam. Obrigada Duc!!!!! Maria Paula

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:18

Oi maria Paula, como dizem os holandeses “graag gedaan” (por nada, foi um prazer). Quando voltar com os filhos, dê uma olhada no artigo de Amsterdam para crianças: http://www.ducsamsterdam.net/amsterdam-para-criancas/ Abraços

Responder

Laura abril 2, 2011 às 04:54

è dificl fazer comida holandesa? estou querendo preparar uma para meu amigo, é surpresa. =D

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:19

Oi Laura. A dificuldade depende do prato (e da sua habilidade na cozinha, claro). Espero que seu amigo teha gostado!. Bjs

Responder

Ligia bischoff abril 1, 2011 às 17:03

MUUUUUUUUUUUUUITO MAS MUUUUUUUUUITO engraçado vc!
Adoramos planejar a nossa viagem para Amsterdam com suas dicas.
Obrigada.
Júlia e Lígia
São José dos campos SP

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:22

Oi Júlia, oi Lígia: hehehe, bom saber que vocês curtiram e que as dicas estão sendo úteis :) bjs e boa viagem

Responder

luuh fevereiro 24, 2011 às 17:37

EU AMEI TODAS ESSAS COMIDAS AGORA QUEMM FICOU COM VONTADE DE IR NA HOLANDA FUI EU E COMER A TORTA DE MAÇÃ COM CHANTILI

Responder

rui de campos fevereiro 23, 2011 às 02:50

Hoi Ducs,
Quanto à comida Holandêsa acho que esqueceu de mencionar os diferentes tipos de Stampot (deliciosos no inverno) e para não esquecer do fantástico hasche. E Hollandse garnalen,

Quanto ao fast food. O shoarma. O meu favorito quando vinha das festas ou concertos noturnos.

Patatje oorlog

Responder

Daniel Duclos fevereiro 23, 2011 às 10:23

Ih, Rui, a Holanda tem muita comida ainda por recomendar… esse artigo foi só o primeiro, ainda sairão outros e outros sobre o assunto :)

(Ah, o stampot eu citei aqui: http://www.ducsamsterdam.net/faq-perguntas-e-respostas/qual-a-comida-tipica-na-holanda-paises-baixos/ )

Sobre o Patatje oorlog: http://www.youtube.com/watch?v=kX8WKfnLlO8 :D

Responder

Angelica dezembro 30, 2010 às 22:57

Caro Ducs, quantas lembraças gostosas, até parece q estou de volta. Batata frita com maionese…stroopwaffels(agora já tem no pão de açucar, importado pela Casino), sabe o q me faz uma falta enorme e me faz até salivar quando me lembro? Pindakaas – da Calve… Ah os queijos, os iogurtes, sorvetes…Passear no Jordaan!!!! café com appeltaart…heerlijk!!! Estou me deliciando com o seu blog…

Responder

Daniduc janeiro 5, 2011 às 02:22

Oi Angelica. Nussa, pinkaas da Calvè é um crime mesmo… tive de parar de comprar pra não passar tentação =) Fico feliz que o blog ajude a matar a saudades. Brigado pela visita e comentário

Bjs

Responder

Sven outubro 21, 2010 às 19:56

Vai me chamar um criminal, mas meu favorito é um “Patatje Puinhoop” (Batata Bagunça). Batata frita com maionese, ketchup, molho saté e cebola.

Você já tentou “gerookte paling”, “spek bokking” (ambos peixes) ou “poffertjes” (mini panquecas, ótimo com rum), o Frikadel (muito bom no Febo).

@Camila
Nós holandeses gostámos de comer Batata cozida com Legumes cozidas e carne como jantar (igual o brasileiro gosta de arroz e feijão). Café de manhã e almoço em geral é pão com algo doçe ou salgado.

Responder

Camila outubro 20, 2010 às 02:41

Olá,irei fazer um trabalho a respeito da culinária holandesa.Pediria a você que me ajude com um post sobre o que o holandês come em cada refeição.(Ex.:café-da-manhã,almoço).E se puder algumas curiosidades.Algo que na Holanda é comum mas aqui no Brasil seria estranho por exemplo.Agradeço muito.

Responder

Fabio Fabrizzi setembro 23, 2010 às 00:08

Realmente a maionese holandesa é uma instituição nacional no referido país.

Os árabes é que normalmente são proprietários dessas pequenas lanchonetes em que o carro chefe é a boa e velha “pitate”com maionese.
A fritura e o modo de cortar e descascar a batata é que dão o toque crocante,segundo o próprio árabe que trabalha na deli.Quando ele me falou que era apenas maionese eu não acreditei,pensei tratar-se de um molho à base de maionese muito gostoso,desde então passou a fazer parte da minha lista de petiscos(larica) prediletos.
Outra delícia da casa é o cheese dog,mas não esperem uma salsicha de porco e sim uma de queijo e empanada,o tipo de pão e os complementos ficam por conta do gosto de cada um.
Essa pequena deli fica bem perto da Liedsplein e fica aberta até às duas da madruga(acho que finais de semana) e até uma hora de segunda à quinta.
É isso aí,valeu!
Um abraço!
Fabio Fabrizzi

Responder

Willem setembro 6, 2010 às 14:45

ola
Finalmente consertei um pouco os erros portugues..
mas deve ter varios, muitos nas publicagens novas
de qualquer forma obrigado pelas dicas !

abracao,

Responder

Daniduc setembro 7, 2010 às 11:36

Hoi Willem, goed zo! Er zijn nu niet zo veel fouten. Bedankt voor uw reactie en voor de echte stroopwafel naar Brazilië brengen. Groetjes

Responder

Rose setembro 6, 2010 às 13:37

Oii Daniduc. Já estive aíí na Holanda. É muito bom. Sou empresária, já viajei o mundo todo e na Europa o lugar que eu mais gostei foi a Holanda. Pretendo ir aíí sempre. Achei o seu texto muito informativo, interessante, legal, e educativo..

Responder

Daniduc setembro 6, 2010 às 14:38

Oi Rose, brigado pelo comentário e palavras gentis. A Holanda é mesmo um país fascinante. Um grande abraço

Responder

Soeli julho 20, 2010 às 20:05

Valeram a dicas Sabrina ……Obrigada

Daniduc entrei no site q vc. passou bem legal…sempre tenho curiosidade em tentar aprender dizer coisas básicas da lingua local…não que vá me tornar exímia…mas acho legal….Obrigada….Valeu….Boa Sorte p/vcs!!!Ahhh vc. não me disse qual é a temperatura média nesta época do ano….rs

Responder

carladuc julho 21, 2010 às 10:00

Oi Soeli,

Tem um artigo aqui no Ducs sobre o Clima em Amsterdam na Holanda. Veja: http://www.ducsamsterdam.net/o-clima-em-amsterdam/

Abraço,

Responder

Sabrina Kubo julho 18, 2010 às 14:18

Oi Soeli,
Desculpe me intrometer mas acho que será útil ( o que irei escrever)!
Estive por 25 dias na Holanda em março, meu marido é holandês e fui conhecer meus novos parentes.
Bem, o que posso lhe passar é o seguinte:
– não existe tal combinação arroz e feijão. Ou eles comem arroz ( em pratos asiáticos é muito comum e eles adoram comida tailândesa, chinesa, etc) ou eles comem feijão, geralmente bem apimentado e temperado com carne .
– o café é mais fraco, e eles bebem muita quantidade de café . Muito café , numa caneca ou xícara grande e muitas vezes ao dia.
– eles comem muitos sanduíches e sopas! Você verá que é comum.
– sopa : soep ( pronúncia é + ou – como soup do inglês , e a regra é a mesma do inglês, por exemplo se quiser sopa de cogumelos, irá dizer em inglês ” mushroom soup” e em holandês é “champignonsoep” . Tá, tá o exemplo foi besta, mas é mais ou menos assim. Eles tem muitas sopas : ervilha, cebola, legumes, etc, etc. Então será o nome do ingrediente + a palavra soep.)
– café : koffie / leite : melk / e a palavra “met” significa “com” . Então deduzi logo no aeroporto quando cheguei que “koffie met melk” era café-ciom-leite!

E se você falar um pouco ( ou um muito de inglês) todos serão muito gentis em lhe atender e falar com você. Nesses 25 dias de Holanda não tive nenhuma experiência desagradável, conversei em inglês em todos os lugares, mas me preocupei em aprender as palavras holandesas básicas como :
– obrigada : dank u wel
– por favor : austublieft
– até logo: tot ziens
– desculpa: sorry
– e claro a palavra para brindes com bebidas: proost ( Saúde!)

É isso, aproveite sua viagem! Vai gostar muito de lá!
Beijos
Sabrina Kubo

Responder

Daniduc julho 19, 2010 às 18:11

Sabrina: valeu pela resposta :)

Soeli: Talvez esse artigo seja interessante pra vc: http://www.ducsamsterdam.net/como-se-diz-em-holandes/

Abraços

Responder

Soeli julho 15, 2010 às 00:37

Olá Ducs sou de Curitiba e vamos passar por Amsterdam(uns 02/03 dias) em metade de setembro qual a temperatura que predomina nesta época? O café vc. disse q não é bom…mas é fraco ou forte demais. Como posso pedir coisas básicas, tipo…Carne bem passada, mais leite q café, pratos sopa, um grelhado, fora o arenque que prato de frutos do mar vc. aconselha(nome), ahhh como se diz feijão, arroz por aí…rsrs. Adorei o site…Parabéns!!! Vou seguir algumas dicas com certeza…Abraços…Boa Sorte!!! Soeli/Curitiba/PR/Brasil

Responder

ester junho 4, 2010 às 16:22

oi quero dizer q adorei os sites q fala dos pratos

Responder

PRISCILA junho 4, 2010 às 01:19

legalllll

Responder

Aida maio 28, 2010 às 19:52

Duc vai a Texel voce vai adorar! E uma ilha da Holanda ai pertinho de Amesterdão..

Responder

Daniduc maio 28, 2010 às 22:12
joaovictor Rocha Nunes maio 27, 2010 às 23:41

Achei fantastico o stroopwafel e a outra receita

Responder

Edna Wolf maio 19, 2010 às 06:04

Que legal este site!
Mas esqueceram do Hema Worst. Acho Uma delícia!

Responder

Daniduc maio 19, 2010 às 09:25

Oi Edna. Não esqueci não. É que quando eu escrevi esse artigo (agosto de 2008) eu ainda não conhecia a Hema worst. Hj conheço e tbm acho uma delícia. Vai entrar no próximo artigo sobre guloseimas daqui. Já está no rascunho, sendo escrito.

Brigado pelo comentário. Bjs

Responder

carladuc maio 19, 2010 às 09:59

Oi Edna,

Na verdade o Hema Worst já aparece num artigo aqui do Ducs. (O Daniduc tá meio esquecido hehehe).

Dá uma olhada no artigo “Onde comer barato em Amsterdam?”: http://www.ducsamsterdam.net/onde-comer-barato-em-amsterdam/
O Dani cita que a rookworst do Hema é considerada a melhor da Holanda e o “broodje rookworst” tá indicado lá! :)

E concordo com você, a Hema rookworst é uma delícia mesmo.

Beijos,

Responder

Beth abril 28, 2010 às 14:37

Acertou em cheio ;-)

Responder

Sabrina Kubo março 26, 2010 às 16:10

Comi kibeling em Hoorn e em Harlingen. Em Hoorn tem uma casinha de vidro perto do porto da cidade. Lá, vc será atendido pelo Leôncio , the Walrus do desenho do Pica Pau. Juro! Com o mesmo bigodão. Vende tudo de peixe. Haring, kabeljaw, paling. Vá de kibeling! Em Harlingen tem uma Fish & Frites , um snack bar de peixes. Já em Amsterdam, vi que num daqueles trailers que vendem comida de toda espécie, o tava fritando kibeling. Smells goed! Mas não provei. Era um trailer no Spui perto da feirinha de livros e da American Book Shop. Acho que nos trailers que vendem haring pode ter kibeling. Meu noivo diz que na maioria deles tem. Por favor, faça o post sobre mais comidas imperdíveis da Holanda!

Responder

jorge março 26, 2010 às 15:50

Ei, acho que já sei o que é “”een frikandel spaciaal, doe me maar twee…” ! Deve ser: ” frikandel especial, me dê mais dois!”
Hehehehe…assim, Dani, vou aprendendo um pouquinho de Holandes, n’est pas?

Responder

Daniduc abril 1, 2010 às 22:59

Oi Jorge! Quase, hehehe. É “mê vê dois”. O maar quer dizer literalmente “mas” (não “mais”. Mais é “meer”), mas é comum ser usado pra “atenuar” um pedido que poderia soar como uma ordem sem ele.

Aí, eu vou ensinando holandês, e em troca vc me ensina francês, feito? :) Abraço

Responder

jorge abril 3, 2010 às 03:46

Puxa, mas acho que vai ser uma troca até meio que injusta, já que vc deve sacar já um bocado de frances, e eu, pauvre, ouso dizer algumas poucas palavras, mas que aprendi com louvor daquelas tuas aulas num dos posts sobre o idioma holandes, hehehehe. (Não vejo a hora de poder voltar à Holanda e visitar novamente Amsterdam e – desta vez, juro -, que vamos tomar umas lá no In the wildeman… e repito sempre: a indicação do Moeders foi fantástica!)
Grande abraço, Daniel!

Responder

Sabrina Kubo março 26, 2010 às 15:16

Gostaria de registrar aqui o meu “top 5 de comidas holandesas” ( ah, vale mencionar que eu segui o top 5 do blog . Duvida? Tá tudo lá no meu orkut!):
1) Poffertjes : mini panquequinhas – um pouquinho maior que uma moeda de um real. Vem quentinhas , cobertas de açúcar de confeiteiro e manteiga. Ou pode escolher uma cobertura de sua preferência. “Mibabei” toda ao ver a moça do meu lado recebendo um prato gigante de poffertjes com “slagroom”( chantilly) e morangos! hmmmm!
2) Krokets : sim croquetes. O nome soa igual, mas nada a ver com aquele croquete de batata e carne moída da tia da gente, que tem toda festinha de criança. Os holandeses minha gente, evoluíram a receita de croquete. São crocantes, cremosos e deliciosos. Tem pedacinhos de carne em forma de cubinhos e são cremosos. CREMOSOS. Muito cremosos. E no McDonalds tem MC KROKET. Eu juro, é verdade! McKroket!
3) Kibeling: postas gigantes de filé de kabeljaw, ou BACALHAU, fritas. Postas gigantes de BACALHAU fresco. Ai amigos, vocês que nunca provaram bacalhau fresco… ai, ai, ai. Aquela carcaça seca e esturricada, salgada que vende no Extra e no Carrefour deveria ser proibida. Aquela pele puro sal grosso é o lixo do bacalhau! Sério, kibeling derrete na boca. Postas de filé sem NENHUM daqueles espinhos enormes . De-lí-ciaaaaa!
4) Frikandel: sim, os frikandels estão lá nas janelinhas da Febo. Mas peça num pub ou num restaurante e vc verá que frikandel é uma delícia. Eu adorei provar frikandel!
5) Chocolate. Sim, cho-co-la-te. Vá em qualquer mercado na sessão de chocolate e descole sua barrinha. Fuja dos óbvios, é claro. Pegue aqueles que são recheados, grandes e vá ser feliz!
É amigos, nesse país pedalar é preciso!

Responder

Daniduc março 26, 2010 às 15:43

hahaha, eu escrevi esse artigo e 2008 e tava mesmo pensando em fazer um “Mais 5 coisas pra experimentar na Holanda” :D Seu comentário me deu o incentivo que faltava :D

1. Concordo!
2. Concordo 1oo% :)
3. Adoro kabeljauw (fresco!), mas nunca comi o kibeling! Recomenda algum lugar especial? :)
4. Hahaha, o clássico Frikandel. Não me animei ainda… Mas a musiquinha eu canto “een frikandel spaciaal, doe me maar twee…”
5. Sim, são ótimos, e eu faço exatamente isso, vou ao super e pego as barrinhas. Mas eu sou um sucker pelo chocolate belga, ainda, sem denegrir os holandeses…

Bjs brigado pelo comentário!

Responder

Alexandra fevereiro 23, 2010 às 17:27

o stroopwafel esta sendo fabricado na brasil- RS
frescinha, agora “made no brazil “

Responder

jorge fevereiro 23, 2010 às 21:49

Desculpe, não entendi o “frescinha”.. é algum termo regional, ou significa que algo diferente?

Responder

Alexandra fevereiro 24, 2010 às 00:44

boa noite Jorge,

o que eu queria dizer é FRESCO….feito ” ontem ” ,
ainda ” quente de forno “…

Responder

Daniduc março 9, 2010 às 02:33

Alexandra,

O formulário de comentários contém campos apropriados pra colocar seu Website e seu email. Por favor, não os repita no corpo do comentário. Se tiver dúvidas, dê uma lida na política de comentários, que está indicada ao pé do formulário de comentário.

Obrigado

Responder

lauddi fevereiro 18, 2010 às 19:10

Esse stroopwafel huumm… eu como que nem bolacha maria mesmo ainda mais se eu estiver em casa… se eu estiver na casa de alguem aiii simm me comporto direitinho rsrs.. mas tem um que nao tem esse caramelo, uma delicia tambem… levei só dois pacotes pra Alemanha (pra mim..) mas meus primos, minha peima e minha tia, amaram.. e quem disse que eu comi algum… rsrsr eu só deixai porque eu iria voltar pra Amsterdam se nao…

Responder

val oliveira fevereiro 15, 2010 às 17:49

Olá, Daniduc. Estou adorando o seu blog, está sendo tudo muito útil na preparação da minha viagem. Parabnes. Estou chegando em amsterdam dia 03 de março com o meu marido e meu filho de oito anos, vamos passar quatro dias inteiros. Como gostamos de pedalar será que vc tem alguma dica?Será que nessa época dá para fazer algum roteiro de bicicleta por cidades próximas? Não vejo a hora de chegar aí para experimentar a torta de maçã e os stroopwafel. E sinto que meu filho vai passar quatro dias comendo batata frita.

Responder

Luciana Pimenta fevereiro 3, 2010 às 14:11

Oiêêê!! Esses posts sobre as comidas estão entre os meus favoritos! Especialmente por que sou “doceira” mesmo. Hummmmmmmmm!!!! Já estou com água na boca! Tô vendo que vou me esbaldar! Já viu como é gordo né? Só pensa em comida… Estou aqui, pensando em nosso roteiro de dois dias em Amsterdam e daqui a pouco, só de desejar experimentar cada uma das suas dicas, já vou pagar por excesso de bagagem (não somente pelas malas, se me entende….)!hehehehehehehe Não vai nem sobrar tempo pra visitar museus…
Bem, mas como eu já estava pensando em encher a mala de Stroopwafels (Ah! Com certeza vou levar uma malinha extra vazia…), me preocupei com a questão da alfândega… Me diga… Não é proibido não, né?? E eu não corro o risco de ter meus pacotinhos confiscados não, né? (isso é o que mais me preocupou…)
Bjs

Responder

Alexandra fevereiro 24, 2010 às 00:49
Stefânia janeiro 10, 2010 às 22:42

Oi Dani!
Obrigada pela visita no meu blog, ainda está no início, mas estou adorando escrever!

Então, sobre a torta “Holandesa”, até onde eu consegui descobrir, ela é na verdade foi criada em Campinas, por uma Confeiteira no ano de 1991. A idéia de colocar o nome veio pois a confeiteira em questão morou alguns anos na Europa e quis homenagear a Holanda pelos bons momentos que passou aí. Por conta dessa brincadeira, eu fui atrás de uma série de outras origens de pratos como, Torta Alemã, pão francês, bife a milanesa…e por aí vai…o curioso é que são todos brasileirissímos, nada de internacional nesses pratos! :)

Ahhh, adorei o site da Carla! Já peguei a receita da verdadeira torta holandesa e devo fazer essa semana, só falta comprar as maçãs. Até mandei um e-mail para ela, mas não sei se ela recebeu…contei até da ligação a embaixada que me rendeu um livrinho com receitas típicas da Holanda. Agora é só começar a testar! Sopa de ervilha, Hutspot (Cozido de Leiden – dizem que é muito bom), Peras ao vinho (Stoofpeertjes)…e por aí vai…

Bom, parabéns pelo seu blog! Eu estou anotando tudo aqui, inclusive já divulguei para alguns amigos que estão de malas prontas para a Europa em abril, com certeza vai ajudar muito! Eu fui em 2008 e 2009, mas esse ano vou para o Canadá…mas em 2011 estarei aí novamente!

Um grande abraço e feliz 2010!

Responder

Daniduc janeiro 12, 2010 às 01:33

Oi Stefânia

Poxa, que legal! Brigado por resolver esse mistério pra gente :)

A Carla recebeu o email sim, até comentou comigo que tinha achado legal!
Depois conta pra gente como foi a torta de maçã por aí!

E brigado pela divulgação. Espero que seja útil pro seus amigos.

Vamos conversando.

Bjs e feliz 2010 pra você também :)

Responder

Nasmy maio 9, 2011 às 20:12

Esse lance da torta holandesa é engraçado! Estava numa padaria em SP com meu namorado quando ele viu a tal da “torta holandesa”, ele me chamou de lado e disse baixinho (com seu português bem gringo): Essa torta é do Paraguai hahah nunca ví essa torta na Holanda. Não conseguia parar de rir.

Daniel, continuo seguindo seu blog e aprendendo cada vez sobre os Países Baixos!

Responder

Sabrina Kubo maio 10, 2011 às 18:39

Oi Nasmy,
Ainda bem que seu namorado tem bom humor, viu! Pois o meu namorido quando vê qualquer coisa relacionada a Holanda, feita de forma “impura” e “deturpada” por estes brasileiros “estúpidos” , tudo o que ele faz é reclamar, ofender, xingar… A cena da torta também já aconteceu comigo, só que ao invés de boas risadas, ele quis ir até o chef e perguntar de onde ele tirou a receita da tal torta holandesa.

Ah, mas se fossem só tortas e queijos holandeses minha vida de casada tava moleza viu… Pior é quando ele bate os olhinhos em algo que seja: chinês/tailandês/coreano/indonésio e por aí vai… pois sabe-se lá porque raios os asiáticos dominaram as entranhas holandesas e espalham por lá suas comidas apimentadas e gordurosas…. Você pode imaginar a cara do meu namorido vendo a comida do nosso querido China in Box????? E quando ele vê que o chef da cozinha chinesa é cearense e se chama Çiço ou Raimundinho… Pra meu namorido a pessoa que cozinha determinada comida de determinado país tem que ter todas as 20 gerações nascidas naquele país e ponto….

Enfim… reclamões, sinceros… esses são os holandeses e seus dramas culinários.

Abraços
Sabrina Kubo

Responder

Nasmy maio 10, 2011 às 22:49

Olá Sabrina,

tenho que confessar que ele só faz esse tipo de piada depois de muito conversar e explicar que aqui no Brasil as coisas são bem diferentes. O meu namorado também é reclamão e muitas vezes é difícil lidar com o péssimo humor deles, né?! (Reclamar parece ser o esporte favorito dos holandeses). O pior é que, enquanto a gente acostuma e entende a cultura deles, as nossas famílias acham que o holandês é chato! Mas isso vai mudando com o tempo e o amor vai aumentando heheh
Bjos Sabrina!

Responder

Leonardo Ferrari dezembro 15, 2009 às 20:11

Fala Duc… Sou baiano e estive por aí na semana passada e, seguindo orientações do site, comprei logo nos primeiros minutos, no ah da Centraal Station, meu primeiro pacote de stroopwafel. A patroa disputou cada um comigo, o que nos fez ir a busca de mais e mais. Resultado: trouxemos 12 pacotes na volta pro Brasil e, ao passar na alfândega em São Paulo, isso quase nos trouxe problemas, porque os fiscais acharam que era queijo. Tudo explicado, seguimos viagem e tá difícil pra caramba desfazer de cada pacotinho em favor de presentear os familiares. Chegamos a comprar uma outra marca no Deka, mas não é a mesma coisa, não tem tanto sabor. Comi e recomendo também o haring (deu um trabalho danado pra achar, não achei tão fácil como você disse) e a batata frita com maionese (comi esta no cone de papel, passeando pelo Red Light). Mandei ver ainda um space cake e fiquei doidão, hehehehe. Passei pra agradecer todas as dicas, aproveitadas parcialmente, pela brevidade da visita. Voltaremos pra completar o roteiro. Abração.

Responder

Daniduc dezembro 15, 2009 às 20:34

Opa leonardo!

Aee, legal que você aproveitou sua estada em Amsterdam!

Nós temos menso dó de dar os pacotinhos de stroopwafel porque é bem mais fácilde conseguir aqui ;) MAs tbm tivemos de nos explicar na lafândega do Brasil hehehehe. To vendo a hora que a PF vai vir aqui no site entender que diabos é esse trafico internacionald e stroopwafels :D

Bem lembrado o lance do haaring. Vou reescrever o artigo e incluir um endereço de pelo menos uma barraquinha permanente, pra facilitar a vida (quando eu escrevi o artigo, nem imaginava que iria fazer tanto sucesso, era mais pra divertir os poucos amigos que lima naquela época o blog).

Depois dá a dica de onde vc comeu o space cake, se tava bom, hehehe.

Quando voltar dê um toque, sempre tem mais dicas :)

Abraço

Responder

Marluf novembro 25, 2009 às 19:37

Caro Daniduc,
Depois de ler praticamente todos os seus posts, antes de fazer uma visitinha de três dias à Amsterdam, é lógico que a primeira coisa que eu fiz ao chegar foi comprar um pacote de Stroopwafel… Infelizmente, não durou até o café mais próximo, sendo impossível comprovar sua teoria. Se bem me lembro, depois do segundo eu já estava “enfiando” dois ou três na boca de cada vez. Aquilo é um escândalo, de tão gostoso. Naturalmente que as ressacas (a física e a moral) são proporcionais, e o efeito “concreto”, se é que me entende, perdura por dias. De fato, acho que a guloseima deveria vir acompanhada daqueles avisos: “O Ministério da Saúde adverte…”
Enfim, parabéns pelo blog, que é bem interessante e me ajudou a tornar minha visita bem legal.
Forte Abraço,
Marluf

Responder

Daniduc novembro 26, 2009 às 23:04

Oi Marluf!

Legal que o Ducs pode ajudar. E ah, cara, stroopwafels são mesmo o sucesso. Os holandeses acertaram nessa, hehehe. Eles devem ter inventado de pedalar pra toda parte só pra queimar as calorias de tanto stroopwafel, hehehe.

Brigado pelo retorno,

Granda abraço

Responder

susy pavlov outubro 31, 2009 às 02:18

Oi,
Fiquei me babando por esta torta de maçã,adoro coisas com maçãs…como adoro cozinhar vivo sempre atrás de receitinhas.
Bem que vcs poderiam descobrir e postar a receitinha,que tal?Será que é abuso de minha parte esta solicitação?hahahahahahaha
Adorei as descrições de vcs dois(casal)tenho dado boas gargalhadas!!!!
Bjs,saúde e paz!!!

Responder

Daniduc outubro 31, 2009 às 14:11

Oi Susy!

Abuso? De maneira alguma. Como você sabe, eu escrevo o Ducs em Amsterdam (a Carla tem algumas participações especiais aqui).

Acontece que a Carla tem seu próprio blog (onde eu tenho algumas participações especiais). E blog dela, o Entre Panelas, é de culinária! E adivinha só, se ela não fez um artigo com a receita da torta de maçã (onde eu participei descascando as maçãs… e devorando a torta, claro!)

Dovorta-se:

http://www.entrepanelas.net/2009/01/06/appeltaart-torta-de-maca-holandesa/

Nós, os Ducs, fazemos serviço completo: eu faço ficar com vontade da torta e a Carla ensina a fazer :) hehehe

Bjs

Responder

Simone setembro 21, 2009 às 21:19

Olá!
MInha viagem está chegando e só de ler esse post fiquei com água na boca! Hoje eu e minha amiga estávamos decidindo o que fazer (as atrações não são poucas!rs), nos três dias que ficaremos em Amsterdam. Suas dicas são preciosas!
Abraços,

Responder

Daniduc setembro 21, 2009 às 23:45

Oi Simone! Legal que pude ajudar :)

Espero que você curta de monte a viagem! Depois contaí como foi e o que mais gostou ;)

Abraço e boa viagem!

Responder

Jorge setembro 19, 2009 às 04:37

Oi, Dani

Pois é, tô invadindo o tópico das comidas pra dizer que estamos partindo este domingo pra Amsterdam, vamos aproveitar muitas das tuas dicas (muitas mesmo)! Como quero fotografar muito tbem, me ocorreu uma dúvida: tomadas. Qual é o padrão de tomadas eletricas em Amsterdam? Pino redondo? chato? chato em “T” como aquelas da Inglaterra?
Outra coisa: Posso confiar na previsão de tres dias do Weather Channel, para Amsterdam?
Um grande abraço e obrigado desde já pelas dicas!

Responder

Daniduc setembro 19, 2009 às 11:35

Fala Jorge!

Hey, está chegando o grande dia? Boa! Dá um tique, quem sabe não rola a gente se encontrar.

A resposta sobre a tomada está no artigo “Dicas práticas de Amsterdam”. O quê?! Você não viu justo esse?? :) Está aqui: http://www.ducsamsterdam.net/dicas-praticas-de-amsterdam/

(é o redondo)

PRevisão do tempo, dá pra confiar em alguma? A do Weather Channel é tão boa qto qqqr outra (ou seja, pode ser, pode não ser – vai saber? :) ) A que em geral acerta aqui na Holanda é a da http://www.buienradar.nl/ mas está em holandês. Força lá – se vc conseguir se virar no site é o que usamos todos aqui.

Abraço e boa viagem!

Responder

carllise setembro 17, 2009 às 04:02

Olá! uma dúvida! será que em cidades menores segue esse rítmo de variedade de alimentacao? estou indo este mes para estudar em wageningen ..uma das minhas preocupacoes era o feijao, minha filha de 3 anos nao vivem sem! outra dúvida (são tantas, são milhares!) … o custo da alimentacao, é muito alto?

obrigada!!
obs: amei o blog
carlise

Responder

Daniduc setembro 17, 2009 às 11:48

Oi Carllise

Sabe que os holandeses acham muito engraçado quando eu conto essa imagem disseminada no Brasil de que só lá tem feijão? Eles perguntam: “Feijão?! Como assim? Em todo o mundo tem feijão! Por que não teria feijão aqui??” Eles não conseguem entender porque a gente tem semelhante imagem. É como seu te dissesse que os holandeses acham que no Brasil não tem batata.

Sim, tem feijão, de todas as cores e formatos, e não só enlatados, do fresco mesmo. Pode não ter no supermercado ao lado da sua casa, mas 100% de certeza que tem na sua cidade.

O engraçado que a gente fala isso, mostra foto (por exemplo: http://www.flickr.com/photos/ducs_amsterdam/3907451078/), e mesmo assim um monte de gente não acredita “eu nunca vi”, de tão forte essa imagem louca de que só no Brasil existe feijão. Vai entender.

Eu fiz um artigo sobre o custo de vida onde coloco os preços de alguns alimentos: http://www.ducsamsterdam.net/custo-de-vida-em-amsterdam/
Mas fique tranquila: dá pra fazer supermercado aqui sem susto.

Variedade de pratos não tem em nenhuma parte da Holanda, Carllise. Culinária não é o forte daqui. Mas isso é o que eles preparam. Nós vamos no supermercado, compramos os ingredientes e preparamos comida do jeito e na variedade que queremos. Só porque eles comem boerenkool com croquete 5 dias da semana não quer dizer que tenhamos de fazer o mesmo.

Sinceramente, no meu processo de adaptação, comida nunca foi minha principal preocupação. Já vi gente reclamando, mas essas pessoas não cozinhavam.

Abraço e boa sorte.

PS. Fico feliz que tenha gostado doblog! Se puder, nos ajude a divulgar :)

Responder

Marina agosto 19, 2009 às 17:12

Olá Ducs!!!
Dicas ótimas por aqui…. obrigada!
Dúvida: café da manhã em Amsterdam??? Nosso hotel não tem incluso e eu sou um nada se não tomar café da manhã……………
Obrigadíssima, por qualquer tipo de ajuda!
Abraço.

Responder

Daniduc agosto 20, 2009 às 00:20

Oi marina, brigado pela visita e pelo feedback :)

Café da manhã – então, a gente quase não toma café da manhã na rua na verdade. Quando tomamos, é no caminho do trabalho ou algo assm – aí uma passada no Albert Heijn ToGo (Albdert Heijn rede de supermercado daqui – tem um post sobre ela, aliás, e o ToGo é o express) e compramos algo pra sair comendo. Talvez um Bagels & Beans, rede de bagels (duh :) resolva – bagel com cream cheese, café, fica gostoso. A Coffee Company tem café, mas pouca opção de comida. (ah, don’t worry, você irá ver Bagels & Beans e Coffee Company e Albert Heijn por aqui. Tem por toda parte).

Pra algo mais elaborado eu teria de pesquisar.

beijos e boa viagem.

Responder

Marina agosto 20, 2009 às 15:19

Legal! Tá ótimo assim. Obrigadão. Beijos à vcs!

Responder

daniduc agosto 21, 2008 às 10:29

oi Gus

Brigado pelo excelente comentário gigante :) Inclusive expandiu o conceito original do meu post (o que é *bom*!).

Aqui os holandeses reagem mais ou menos do mesmo jeito que o os canadenses sobre a culinária típica. Que culinária típica? hehe. Temos vários pontos em comum, aliás, aqui também fruta importada é ruim, e a pizza, don’t get me started on the pizza. Outro dia eu tava andando na rua e me deu uma alucinação de querer uma pizza paulista, daquelas com queijo abundando. Hm. Outubro está ai e vou me acabar no sushi e na pizza (e na coxinha de frango do Frangó, por Tutatis!)

O café daqui, vamos dizer assim: eu trouxe diversos pacotes do Brasil. Eles estão acabando. Estou considerando racionar.

Restaurantes, por aqui tem de tudo que é tipo, sim, mas principalmente indiano e indonésio, depois italiano. Sao razoaveis, mas comer fora aqui é muito caro, e o Albert Heijn é nosso amigo, hehe.

Enfim, valeu de novo pelo comentário, muito legal, eu morria de curiosidade :)

Abraço!

Responder

daniduc agosto 21, 2008 às 10:15

Oi @Tuca. Vá na torta de maçã sim, que é carinha mas é boooooa. O Ovidius fica ali no Magna Plaza, bem atrás do De Dam. Quanto ao arenque eu tô a par que as gerações mais nova de holandeses não é muito chegada (acho que até falei disso aqui) mas é típica e, bem, eu gosto :) Ontem mesmo, lendo o coment;ario da Carol me deu saudades e comi um arenque, hehe.

Responder

Gus agosto 21, 2008 às 06:55

Fala Dani,

pois é, se você está reclamando da holanda é porque você não veio passear aqui no Canadá. Aqui, eles têm orgulho da herança cultural inglesa, e culinária também é cultura, certo? Pois bem, o comida típica deles (aliás, a resposta para essa pergunta é quase sempre uma risadinha e uma cara do tipo “pô, cê tá louco, isso aqui ;e o Canadá, nenhuma comida típica é boa…”) segue os padrões culinários da Grã-Bretanha, ou seja, abaixo da crítica. Se não eles não tivessem a influência francesa em Quebec e muita imigração, o negócio aqui ia ser sinistro.

Alguns pontos culinários de relevo (veja bem, relevo pode ser para cima ou para baixo, certo? O Grand Canyon também é parte do “relevo dos EUA) aqui em Toronto (não podemos falar de Quebec ainda, hehehe):

Altos:

a) qualquer coisa não “inglesa”: o mais comum de achar por aqui é a culinária chinesa, vietnamita ou tailandesa. Há ainda muitos restaurantes de comida indiana e afins (bangladeshi, nepalesa, “Srilanquesa”, etc. – ah, não olhei no dicionário como escreve não). Comida italiana e portuguesa também é comum. O maior problema com a comida chinesa et al. é que, em geral, quanto mais furreca o lugar, melhor a comida. Tá, parece fácil, mas vai entrar no restaurante com patos laqueados e pedaços de porco BBQ (um porco meio defumado com molho agri-doce tipo barbecue) pendurados na vitrine. Argh. Outro problema com os orientais é que eles usam coentro para tudo, e eu odeio coentro. Tenho sempre que pedir para tirar. Mas comi muito bem e barato em uns restaurantes vietnamitas (mas não me aventuro no Pho, o sopão-cabe-tudo-que-você-tem-na-geladeira deles). Comemos também am restaurantes indianos bons…

b) Diversidade: bom, há imigrantes de todos os lugares do mundo aqui, então há restaurantes com comida de tudo que é lugar. Comemos em um restaurante iraniano bem legal, e o pessoal da universidade volta e mexe vai em um restaurante etiope lá perto…

c) Carole’s Chessecake: Cara, esse lugar é um must…

d) Donuts: bom, há controvérsias se donuts são bons ou não… além disso, alguns canadenses dizem que os donuts foram inventados no Canadá (os americanos começam a rir quando eu menciono isso). Os donuts do Tim Hortons (O McDonalds canadense) são bem gostosos.

e) produtos frescos de Ontario: hortaliças e frutas da região são muito bons. As berries são deliciosas.

f) derivados do leite: parecem bons, mas a verdade é que tenho intolerância à lactose e não dá para sair experimentando. A vantagem é que quase tudo você pode comprar “lactose free”.

Neutros:

a) Maple Syrup: bom, se você gosta, gosta, se não gosta, não gosta. Não tem jeito. O Maple syrup é feito da resina da maple tree, aquela árvore cuja folha está na bandeira e é o símbolo do Canadá (tudo aqui é maple alguma coisa), mas há diversas variedades de maple e não sei se qualquer uma dá essa resina.

b) Café (e afins) do Tim Hortons: bom, isso também é controverso. Faz parte da identidade nacional do canadense andar com o copinho de café na mão, principalmente no inverno. Mas eu acho ruim. Tem gente que acha bom. A Carol adora o Mocca (metade café, metade chocolate) deles, eu acho fraco…

c) restaurantes italianos: comemos em uns bons restaurantes, mas em geral são muito caros (cadê as cantinas??? tá cheio de italianos aqui nessa cidade!!).

d) Poutine: o poutine é uma especialidade de Quebec, nada mais sendo do que batatas fritas, queijo derretido por cima e molho suspeito. Me juraram de pés juntos que quando bem feito, é bom. Até agora, não vi nada bem-feito.

e) ginger ale: refrigerante canadense, com gosto de… ginger ale. é fraco. A Carol gosta.

Baixos:

a) pizza: é possível estragar a pizza? Pois aqui, sim. Primeiro, quase não vem queijo. Depois, os sabores normais são muuiiiiito bizarros (tipo hamburguer, carne seca, abacaxi, champignon e maple syrup). Vai entender.

b) restaurantes franceses: se você quiser, é bom vender um rim antes de entrar em um deles. Aparentemente, há restaurantes com chefes de renome por aqui, mas como vivo abaixo da linha da pobreza, não são para o meu bico.

c) restaurantes japoneses: também muito caros, e fraquinhos.

d) comida canadense: se você gostar de carne dura e sem gosto, acompanhada de batata, repolho e Yam (um tipo de tubérculo) cozidos e sem sal, então sinta-se em casa.

e) frutas importadas: nenhuma fruta importada aqui é boa. Zero. Nenhuma mesmo. Mangas, bananas… tudo sem gosto e meio verde. Deve ser porque são congeladas e trazidas, sei lá. Maior decepção.

Bom, foi mal pelo comentário gigante. Vou repetir essa história no nosso blog com um link para o de vocês…

Abraço,

Gus

Responder

Tuca Mestanza agosto 21, 2008 às 03:57

Rapaz, vou seguir tua dica da torta de maçã, com certeza. Essa rua é a mesma de um bar que eu adoro. Mas o arenque… Tem uma casa aqui do lado que vende. Até meus amigos holandeses fazem graça disso.

Abraços

Responder

daniduc agosto 20, 2008 às 12:34

@Carol:

É um dos mistérios da Holanda, pra onde vai tanta graxa que eles comem. Sim, tudo tem doses cavalares de gordura. Pra mim, é a prova da eficiência da bicicleta como exercício.

Quanto ao arenque sem mastigar eu nunca vi. Mas vi, sim, comendo ele inteiro segurando na cauda do bichinho. Vou perguntar e conto a resposta, se ele vão dizer que é coisa de belga, só mesmo um belga pra ter uma idéia dessas, ou se é coisa de holandês e esses belgas não sabem mais o que fazer do que imitar eles. :) Aliás, você sabia, né, que a Bélgica era parte da Holanda (assim como Luxemburgo).

Os posts seus e do Gus são muito legais! Nós adoramos eles! Aguardamos o de Montreal :) Bjs.

Responder

Carol agosto 20, 2008 às 06:11

Delicioso o post!
Os holandeses devem ter umas artérias tipo Conexões Tigre. Fala sério, tudo tem doses cavalares de gordura.

Me diz uma coisa: é verdade que os zômi engolem o tal arenque sem mastigar? Li recentemente um conto de uma autora canadense passado na… calma… na Bélgica (eu sei que Holanda não é Bélgica, mas convenhamos, são paisezinhos afundados e tal…) e ela fica relatando os meses de treino que precisou até conseguir engolir o peixe sem engasgar, com o namorado ajudando a segurar o pescoço dela.

Eu já sou chata com peixe, não suporto peixe cru, esses salgados, então, nem pensar! (Posso trocar meu arenque por uma porção extra de fritas com maionese?)

Ah, eu queria tanto ter tempo para fazer um post legal assim sobre o Canadá… Ainda estou devendo um sobre aquelas diferenças culturais. Um dia eu chego lá.

Por aqui (Toronto), é difícil fugir dos bagels/donuts e maple syrup. Tem pub por todo canto e muito fish & chips (o máximo que consegui foi entrar no fish & chips mais arrumadinho que achei e permanecer na porta uns 5 segundos até ser enxotada pelo cheiro de peixe frito). A herança inglesa é muito forte.

Mas daqui a uns dias vamos conhecer Montreal, onde parece que o quesito gastronomia está em outro patamar.

Responder

daniduc agosto 19, 2008 às 16:30

@bruno: então quer dizer que a NZ segue a tradição dos seus descobridores (os holandeses, ora! Bom e velho Tasman. Zeeland, terra do mar, é uma província na Holanda, e essa era Nova Zeeland) e passa ao largo da culinária como arte, hm? Go for the brit way, chips and fish, hm? E como os neozeland…, ah, screw it, os kiwis fazem pra manter a forma com tanta graxa? Aqui o segredo é conhecido: bicicletas :)

Responder

bruno imbrizi agosto 19, 2008 às 13:28

“Um sblorb de maionesão” Hahahaha!
Muito bom o post.

Eu vergonhosamente não conheço muito das comidas aqui de Auckland e isso por dois motivos:
1. Pura preguiça.
2. Meus flatmates são franceses e bicho, é clichê, eles sabem o que fazem quando o assunto é comida.

Mas a Nova Zelândia tem uma resposta fácil para comida típica, é o fish & chips. Vou roubar a descrição que consta no Portal da Oceania:

“Fish & Chips nada mais é do que filé de peixe empanado servido com batata frita, tudo frito numa banheira de óleo fervente que só Deus sabe a quanto tempo está lá.”

E pra finalizar, deixo aqui o comentário de rodapé na página sobre impostos e taxas na Nova Zelândia, retirado do mesmo Portal da Oceania:

“Desde o ano passado Luizão está tentando calcular a taxa de gordura e óleo existentes nas Fish & Chips. Até o momento já gastou dois jornais e um rolo de papel absorvente, mas a comida continua escorregadia.”

Responder

Barts agosto 18, 2008 às 16:34

bah – a idéia nem era essa … grunfs

Responder

daniduc agosto 18, 2008 às 16:05

Corrigido.

Responder

Barts agosto 18, 2008 às 16:00

“Os sorvetes deles não tem conservantes nem outras coisas químicas, ” … entendo .. entendo .. são sorvetes totalmente nao quimicos, feito com o mais puro vácuo sideral! :)

ok, ok … vc sabe .. é mal da profissao …

Responder

{ 15 trackbacks }

Previous post:

Next post: