O melhor guia online sobre Amsterdam, em português” – Estadão

Bruges: história e turismo na Bélgica

por Daniel Duclos em 08/04/2010

Eu nunca tinha ouvido falar de Bruges (seu nome original em holandês é Brugge, mas pra evitar arranhar a garganta dos não iniciados, nesse artigo vou com o nome francês) até ver um cartaz do filme "In Bruges" no metrô de Londres, da primeira vez que cruzei o canal, em 2008. E de repente, ela estava em toda parte. Todo mundo perguntando aqui no Ducs, as pessoas comentando, uma prima da Carla foi.

Não sei se o filme teve a ver com a popularização da cidade (me parece que ele ficou meio obscuro) ou se foi só propaganda boca-a-boca de quem foi e curtiu. De qualquer forma, acabei indo conhecer Bruges antes de conseguir ver o filme (comprei o DVD depois). E deixa eu dizer: não, Bruges não é, como dizem no filme, um "shithole" :)

Turismo em Bruges

Bruges: not a shithole

Cidade histórica medieval

O que é Bruges então? Uma cidadezinha medieval no nordeste da Bélgica, província de Flandres? É, sim, também. Embora ela pareça um pouco... como direi... bem preservada demais. Claro, o centro histórico de Bruges é, desde 2000, Patrimônio da Humanidade, por ser um "excelente exemplo de assentamento medieval" tendo mantido sua característica ao longo da história.

História gloriosa, aliás. Bruges foi centro comercial e industrial já no século XIII. A indústrial têxtil estava nos seus primórdios, e Bruges produzia lã, estabelecendo contato comercial com a Inglaterra. A coisa foi indo bem, e no fim século XV Bruges tinha o dobro de habitantes de Londres (!). Era rica e poderosa, cidades italianas como Florença e Gênova tinham embaixadas comerciais por lá e o porto estava atulhado de navios com mercadorias de toda parte.

Porto? Que porto? O porto da cidade hoje fica meio longinho de Bruges e foi construído só no século XIX! Estamos falando da Idade Média, certo? Exato. Nessa época, Bruges era conectada com o mar por um canal, o Zwin. Porém, o canal estagnou e perdeu o acesso ao mar durante o século XV, deixando Bruges isolada. O comércio parou, Antuérpia e seu porto foram enriquecendo, e Bruges acabou tão estagnada quanto as águas que um dia a haviam ligado ao mar. E por uns 400 anos assim ficou.

Turismo em Bruges

As águas estagnaram e, com elas, a cidade.

Daí teve Waterloo - cê manja, onde Napoleão perdeu a guerra? Waterloo (ou, como dizem por aqui, váterloô) fica perto de Bruxelas, e os turistas ingleses indo pra lá começaram a passar por Bruges. Um escritor publicou um romance, Bruges-la-Morte (Bruges, a morta), que acabou por ressuscitar a cidade como centro turístico - e o turismo é o que move a cidade hoje.

Mais turística do que medieval

A história de Bruges é real, mas no centro, bem, rolou aquela renovada, claro. Veja, nada dura pra sempre, e sem manutenção as coisas duram bem pouco. Mas junto com a manutenção, tenho a impressão de que houve uma... "embelezada". Pode ser implicância minha, mas fiquei com aquela sensação de que a coisa toda era um tanto quanto de show. Não que não seja legal, note bem, eu gostei de lá. Mas achei mais pra parque temático do que cidade realmente medieval (Florença me pareceu mais autêntica, com turistada e tudo). E em Bruges, eles sabem cobrar bem pelo privilégio de visitar.

Mas deixemos de implicância. É um excelente passeio, a cidade é de fato linda, e me diverti tirando fotos lá com minha falecida Sonyzinha.

Bruges

Turistas aproveitando a cidade e movimentando a economia.

Indo de trem: Como chegar de Amsterdam até Bruges

É simples. Uma opção é ir de carro, mas eu e Carla preferimos ir de trem sempre que possível. Nesse caso, ir de trem envolveria uma baldeação em Antuérpia.

Dá pra consultar os horários e preços dos trens entre Amsterdam e Bruges no site da NSHispeed. Se você quiser ver um guia completo como são os trens que ligam Amsterdam a Bélgica, eu escrevi um artigo sobre como ir de trem de Amsterdam para Bruxelas — pode ler, muita coisa serve pra Bruges, já que os trens são os mesmos: você terá de baldear de qualquer maineira, ou em Antuérpia ou em Bruxelas, e pegar outro trem pra Bruges.

Tem o trem da Thalys, que vai até Paris e passa por Bruxelas também, mas não queríamos esse. Primeiro porque é mais caro, segundo porque prefiro a baldeação em Antuérpia. Pegamos o trenzão simples mesmo, cheio de gente se encolhendo no friozinho de outono.

Uai, mas o trem não tem aquecimento? Sim, tem, mas tinha também uma senhora e sua amiga causando (ainda se usa essa gíria?) no trem. Ela falava alto, gritando sobre como logo estaria aproveitando A GRÃ PLÁCI EM BRUXELAS, levantava o tempo todo, apontava, abria a janela pra poder fotografar "as VAQUINHAS HOLANDESAS", o que ela estava causando era um grande incômodo pra todo mundo.

Os outros passageiros protestavam educadamente, pediam pra ela fechar a janela; um deles até levantou e fechou por ele mesmo, apenas pra ver a janela reaberta na sua frente pela tal senhora.

Além disso, ela falava mal de todo mundo, na frente das pessoas, acreditando que ninguém ali a estava entendendo.

Mencionei que ela e sua amiga eram brasileiras? Pois eram. E estavam dedicadas a falar mal em português do povo "frio" (bem, o povo tava mesmo com frio, ela não fechava a janela), mal amado, que não eram alegres que nem nós brasileiros, e olha aquele careca ali, que ridículo, e aquela ali, deve ser a terceira vez que ela liga pro namorado, ele não atende, deve estar chifrando ela... (argh — me irrito só de repetir).

Não quero entrar em polêmica de nacionalidade aqui: existem malas em todas as línguas. Mas quando é a sua, a vergonha alheia que já seria forte, fica insuportável.  A viagem entre Amsterdam e Antuérpia de trem leva umas duas horas e meia, normalmente. Essa pareceu durar 15. Nada fez a mulher parar. Mas acredito que ela tenha conseguido obter, junto com o ódio de todos os outros passageiros, as malditas fotos das vaquinhas holandesas (depois da fronteira, eram vaquinhas belgas).

Chegando em Antuérpia, pra livrar o trauma da companhia de nossa compatriota, tivemos o primeiro contato com sua linda estação central. Subimos as escadas até as plataformas mais ao alto, não sem antes nos abastecermos do excelente waffle de um carrinho estacionado em um dos andares,  e pegamos o próximo trem que iria pra Bruges. Os trens da companhia belga  (NMBS) são muito confortáveis, e esse estava vazio. O que foi bom, já que teve um acidente na ferrovia e ficamos parados mais de hora e meia presos no meio do caminho dentro do trem. Longa viagem.

Mas foi azar. Normalmente, viagem de trem é bem tranqüila, e continua sendo meu método preferido.

Bruges

Trem belga.

Chocolate, cerveja e renda.

A indústria de tecidos há muito perdeu importância pra indústria turística, mas ainda existe na forma de rendas, que estão por toda a parte na cidade. São bem bonitas, e bem caras. Não compramos nenhuma.

Tá, e o chocolate?

Já os outros tradicionais produtos belgas fizeram a nossa festa. Chocolate e cerveja do país estão entre os melhores do mundo, fácil. Existem muitas lojas de chocolate, e, sabe, pra poder dar uma opinião ponderada e justa aqui no Ducs, tive, tive de fazer uma extensa pesquisa. Após consumir alguns quilos de chocolate (transformados em quilos extras de Daniduc) no local, posso dizer com tranqüilidade que a melhor loja é a Spegelaere (Ezelstraat 92, abre de terça a sábado, das 8 às 18, fecha pra almoço ao meio dia e abre de novo à uma. De domingo abre às 9 e fecha à uma. Segunda não abre. Sim, foi um parto achar essa loja aberta. E valeu a pena.) Se você comer as pralines de lá e não gostar, pode vir reclamar comigo e me dar o resto da caixa, que eu vou… hmm… tomar providências imediatas pra eliminar o problema.

Evite o tal do Museu do Chocolate. É um tremendo de um armadilhão de turista. Reuniram meia dúzia de coisas que marginalmente tem relação com o chocolate, fizeram uns cartazinhos bem mequetrefes e juntaram isso com um balcão onde se vê "fazendo" os famosos bonbons (pralines) de Bruges — estava vazio quando fomos. Os produtos da lojinha são caros, e tequinho de chocolate dado como amostra grátis é bem ruim. Poderia ser interessante - quase comecei a me divertir com a história da Cote D'Or, uma das minhas marcas favoritas de chocolate no mundo todo, mas o que tinha era muito pouco e superficial. Pra mim, a roubada da viagem. Tá, a tia do trem foi mais, mas essa pegou um desonroso segundo lugar.

Bruges

Uma garrafa de cerveja feita de chocolate. Só faltou estar embrulhada em renda.

Bruges

Tem chocolate pra todos os gostos em Bruges.

Agora cerveja: Cervejaria Haalve Maan

Bruges - Haalve Maan

Meia lua inteira

De cerveja, Bruges também está bem servida. Eles tem uma cervejaria local, De Haalve Maan (A Meia Lua, fica na Walplein 26), que faz a Brugse Zot. Você irá encontrá-la por toda a parte, mas o melhor lugar pra tomá-la é na própria cervejaria. Ela tem tour guiado (que eu fiz), onde você vai aprender sobre cerveja em inglês e holandês (e, se tiver pessoas o suficiente querendo, alemão e francês). E depois pode tomar a cerveja local tirada na pressão, antes de ser filtrada (o que é feito fora da cidade), algo que você só pode fazer lá. O tour saiu por €5,50, incluindo um copo de cerveja (UPDATE: hoje em dia está €7,00) e ainda terá uma bela vista da cidade a partir do telhado da cervejaria.

Bruges

A propósito, se você curte cerveja, a Holanda manda muito bem, também. Aliás o Alexandre Gueda deu uma indicação de um pub de cerveja em Bruges que, segundo ele, é imperdível: café 't Brugs Beertje (Kemelstraat 5).

História em prédios: O campanário de Bruges

Além da arquitetura típica em Bruges, existem muitos prédios e locais de relevância histórica. O mais famoso deles é o Campanário de Bruges (EN: Belfry of Bruges NL: Belfort van Brugge), impressionante torre bem no Grote Markt, o mercado central da cidade - aliás, lindo. O prédio é meio que símbolo da cidade, tem papel central no fim do filme In Bruges, e é parte de outro Patrimônio da Humanidade, os campanários da Bélgica e França.

Bruges - Belfry

Campanário de Bruges

Sendo eu um entusiasta de ver as cidades no alto, resolvi encarar os trezentos e sessenta e seis degraus. Pelo privilégio de ter seu condicionamento cardíaco desafiado, rola uma entrada (5€, criança menor de 13 anos não paga), mas uma bela vista da cidade é a recompensa. Além disso, dá pra admirar o carrilhão e os sinos de bem perto. A subida é feita em etapas, e as escadas são estreitas. Tem que rolar uma negociação entre quem sobe e quem desce em vários lances.

Bruges - 2008

Bruges

No dia em que escolhi ir estava rolando uma feira no Grote Markt, foi bem legal.

Bruges

Bruges Bruges

A Igreja de Nossa Senhora e a Virgem Maria com criança  de Michelângelo

A Igreja de Nossa Senhora (Onze Lieve Vrouwekerk é um prédio sóbrio, como bem definiu o Lonely Planet, e eu não recomendaria especialmente entrar nela se não fosse pela escultura da Virgem Maria com criança (Madonna with child) de autoria de Michelângelo. Dizem ser a única escultura do artista a deixar a Itália enquanto o artista era vivo. Comprada por um patrono rico da cidade, ela foi e voltou ao longo do tempo, conforme guerras e invasões aconteciam, mas hoje está lá, pra qualquer um admirar. Inclusive, no dia, eu era o único visitante, apesar da entrada grátis (é, afinal, uma igreja).

Bruges - Madonna with child

Velho Mike sempre manda bem.

Claro, tour de barco pelos canais

A cidade é toda cortada por canais, e dá pra fazer o tour  de barco. É mega turistoso, eu sei, mas eu curto tour de barco mesmo assim. Indiquei até como uma das atrações de Amsterdam.

Bruges

O passeio inclui o Lago do Amor

O piloto do nosso barco era até que engraçado, e ver ele pilotar de pé, com a cabeça passando, com suprema indiferença e segurança, a milímetros das baixíssimas pontes de Bruges acabou virando uma diversão extra entre a turistada do barco. O cabelo dele era bem esvoaçante e efetivamente encostou na ponte mais baixa (não tirei foto, mas da outra sim).

Bruges Bruges

No fim o passeio foi legal, e o piloto nem precisava ter chantageado emocionalmente todo mundo pra ganhar gorjeta. Não a mim, ao menos, eu teria dado de qualquer maneira.

Begijnhof e o Lago do Amor

Achou dois Patrimônios da Humanidade numa cidadezinha desse tamanho pouco? Tem mais um, um dos Jardins das Beguinas de Flandres (EN: Flemish Béguinage NL:Vlaamse Begijnhof) fica lá em Bruges. As Beguinas eram mulheres que queriam viver uma vida retirada e dedicada à Deus, mas sem se ordenarem formalmente. Elas formaram comunidades nos países baixos (não confunda com os Países Baixos atual, popularmente conhecida por Holanda. Tô falando da região histórica, que hoje está dividida entre norte da Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo), casinhas protegidas por um muro e voltadas pra um jardim central, onde em geral havia uma igreja.

Alguns destes jardins sobrevivem até hoje. Inclusive o Begijnhof de Amsterdam é uma das atrações de lá. Fui visitar também o de Bruges. Fiquei pouco, não entrei, mas achei bonito e, sim, como em geral são os jardins das Beguinas, tranqüilo.

Bruges - 2008

Begijnhof de Bruges

Um outro lugar tranqüilo ali perto é o Lago do Amor (EN: Lake of Love NL: Minnewater). O motivo do nome, desconheço. Eu e todo mundo, aparentemente. Antes da ligação medieval com o mar estagnar, ali ficava uma movimentada doca, bem o oposto de hoje. Não é nada de especial, mas quando fui tinha surpreendentemente poucos turistas, e estava bem calmo. Não sei se é assim sempre.

Sossego

Aliás, a cidade toda é muito sossegada. Durante a noite, não havia ninguém nas ruas. Andávamos com a cidade meio que pra nós. Tudo bem que não era alta temporada, mas ainda assim. Eu, que gosto de andar a pé, achei uma delícia. Inclusive porque a cidade é um ovo. Literalmente, também (o centro histórico é cercado por um fosso oval).

Quem tá no pique de balada deve se entediar até a morte durante a noite.

Bruges local. Isso existe?

Bruges ainda tem outras atrações (como o museu onde tem obras dos Flemish Primitives, mestres pintores da época em que a cidade era dos hubs da Europa, ou a Stadhuis, a antiga prefeitura) e diversas surpresas escondidas. Passamos por outras aventuras (como comprar pão numa máquina automática e jantar pão e água de pé na rua deserta), mas é hora de ir finalizando.

Apesar de megaturística — Bruges me parece ser tudo o que Campos de Jordão queria ser quando crescer — ela não fica só nisso. Basta se aventurar um pouco, ignorar os guias e andar sem olhar o mapa, enxergar não os anos de história, mas a população local vivendo a vida normalmente. Force a vista um pouco além do show montado e dos turistas, e você verá que ela está lá também, não apenas na Bruges moderna, fora do centro. Descobrir uma nesga dela foi uma das boas surpresas da viagem.

Bruges - 2008

No geral, gostei de Bruges. A coisa de que mais senti falta, na verdade, foi de uma caneca escrita "Fucking Bruges" ou mesmo "Bruges is (not) a shithole". Ah, não faça essa cara de chocado, é uma referência ao filme In Bruges, e eu acharia mega cool se as armadilhas de lá tivessem aproveitado pra entrar na onda. Bem, ao menos teriam arrancado mais alguns euros de mim.

Fotos de montão

No Flickr eu criei um set com as fotos de Bruges. Se quiser dar aquela tradicional fuçada, pra ver o que mais vimos por Bruges, por favor, fique à vontade!

Bruges

Hoteis que ficamos em Bruges

Minha cunhada e o marido dela ficaram no Íbis de Bruges, que é bem localizado, dentro do centro histórico e perto de diversas atrações.

Já nós reservamos uma pensão — no nome um hotel, Hotel Asiris —, bem no limite de fora do centro. Não tinha elevador, somente escada, mas tinha uma vista bonita pra Igreja. Mãe e filha cuidam da pensão e o atendimento é muito simpático, e elas servem um bom café da manhã.

Se você está planejando sua viagem pra Europa e procurando hospedagem, eu tenho um tutorial de como procurar hotel bom e barato na Europa.

Guias

Usei o Lonely Planet da Bélgica e Luxemburgo. O Lonely Planet nunca me decepciona, e esse também é sensacional: completo, bem escrito e bem explicado. Já prum guia mais direto ao ponto, eu comprei o Fodor's Brussels' & Bruges' 25 Best, 4th Edition, que me deu a dica da melhor chocolateria de Bruges. Só por isso, ele já teria valido. Mas é boa companhia de viagem também.

Ah, e por falar em Guias: se você está indo pra Amsterdam, eu escrevi um Guia sobre a cidade! Sim, euzinho! :D Clica no link e prometo que você vai ter um grande companheiro de viagem: Guia Ducs Amsterdam.

Próxima parada: Gent... ou Paris?

Gent é outra cidade medieval na Bélgica. Fica bem no caminho da estrada de ferro entre Bruges e Antuérpia, então é bico ir pra lá. Foi o que eu fiz, e tem um artigo sobre o meu dia em Gent.

Se você está indo pra Paris também, escrevi um artigo com muitas dicas de Paris. Dá uma lida, vale a pena.

Daniel Duclos (Daniduc), é um brazuca que mora na Holanda com a esposa, também brasileira, desde novembro de 2007. Criou o Ducs Amsterdam, o qual escreve, fotografa e edita. Em 2011 lançou um guia de Amsterdam e virou pai de uma linda garotinha, com quem redescobre o mundo todos os dias.

Procurando hotel pra sua viagem?

Eu escrevi um artigo com muitas Dicas de hospedagem.

Se você fizer sua reserva através dos links aqui no Ducs, eles repassam uma comissão pra gente. Então é uma forma de retribuir o Ducs em Amsterdam e ainda descolar um lugar legal, ter suporte em português! :) Todo mundo ganha!

Ah... e o Booking lista hotéis no mundo todo! Não precisa ser só em Amsterdam!

Ingressos pra atrações em Amsterdam

Outro jeito bacana de retribuir o Ducs e ainda se dar bem é comprar ingressos online comigo. Assim você evita ficar tomando vento em fila quando você devia estar passeando e dá uma força preciosa.

Dá uma olhada na página de ingressos do Ducs Amsterdam!

Algo a dizer? Manda bala! :)

(Ah, você tem uma dúvida? Leia antes a FAQ. É sério! Se você ler os comentários vai notar que um GRANDE número de respostas minhas são "veja essa FAQ" e o link pra resposta que a pessoa queria. Tipo, a resposta já está lá, basta olhar! Poupa o tempo de todo mundo, mas especialmente o seu, que tem a resposta bem antes...)

Você leu a Política de Comentários aqui no Ducs?

Comentários escritos TODO EM CAIXA ALTA não serão aprovados.

Dê lá o seu recado!

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

{ 199 comentários… leia abaixo ou deixe um }

Irene Fagundes Silva abril 16, 2014 às 21:30

Daniduc, acompanho o teu blog desde o ano passado. Primeiro porque eu ia fazer (e fiz) uma viagem com parada de 3 dias em Amsterdam e queria aproveitar bem o tempo. Achei as tuas dicas ótimas, a cidade um encanto e continuei acompanhando só por que gostei, sem outras viagens programadas, só para continuar curtindo Amsterdam. Agora vi este post sobre Bruges e o filme, que eu também conheço, e resolvi escrever umas coisinhas sobre a cidade. Fui até lá exatamente pela renda de bruges que não é renda, é um tipo de crochê que eu faço muito bem. A técnica não tem dono nem país mas as freiras e noviças de lá usavam uma linha tão fininha que foram ficando famosas e acabaram nomeando os pontos. Na Idade Média, quando nascia uma menina em alguma das casas reais da Europa, o véu de casamento era encomendado em Bruges, porque levava 15 (quinze!) anos para tecer 4 metros quadrados. Caríssimos, sustentavam os conventos. Diz a lenda que as noviças mal comportadas ou sem vocação para o sacerdócio, eram obrigadas a trabalhar com linha de costura no lugar da lã e acabaram fazendo disso uma arte. É muito cara até hoje, mas eu trouxe um marcador de livro bem lindinho que uso nas minhas aulas de crochê. Outra coisa linda em Bruges são os cisnes. Estive lá em 87 e eram uns 400 cisnes nos canais. Sei que eles migram para o sul no inverno, mas fiquei pensando se morreram nestes quase 30 anos entre a tua visita e a minha. Apareceram poucos nas tuas fotos e nas minhas quase tem mais cisne que turista. Uma doença tipo gripe aviária ou coisa assim. Me contaram que um nobre que conquistou a cidade tinha o cisne no escudo e doou um casal, vivo, à cidade. Zero satisfeitos com a dominação, os moradores mataram os bichos. O tal do Duque matou duas crianças locais e prometeu matar mais dez por cada cisne que morresse e muito a contragosto os habitantes tratavam os cisnes a pão-de-ló, bolos, wafles e biscoitos. Acabaram se multiplicando e viraram o símbolo da cidade. Quando eu descia da bicicleta para fotografar alguma parede com hera vermelha (era outono) eles me atacavam procurando comida. Era muito engraçado, levei muita corrida de cisne. Acho que só lá, em Bruges, poderia acontecer. Abraços, Irene

Responder

Renato abril 8, 2014 às 16:38

Oi Daniel, parabéns pelo seu trabalho é muito didático e fácil de ser entendido.
Eu e minha esposa vamos para festa do Rei e depois na segunda dia 28 queriámos ir conhecer a Bélgica, estamos querendo ir de carro, passando por Bruges e Bruxellas, voltando para Amsterdã no dia 02/05 pois nosso voo de volta e de lá. É Fácil andar de carro por essas estradas?, tem outras atrações? E os estacionamentos são acessíveis?

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2014 às 22:06

Eu não posso dirigir, mas a Carla me disse que é fácild e andar. Entretanto, um GPS é uma boa pedida. Dá uma passada em Ghent, eu achei bem legal.

Responder

Clarissa pacheco abril 7, 2014 às 04:00

Oi Daniel, tudo bem?
Então, gostaria de saber se è difícil se localizar em Bruges. Estou indo no mês que vem e falo muito pouco inglês. Vou pegar o trem em Bruxelas, chegando na estacão em Bruges como faco para me localizar na cidade?
Se você puder responder para o meu e-mail e agradeço muito.
Desde ja obrigada
Clarissa

Responder

Daniel Duclos abril 7, 2014 às 21:09

Bruges é meio labirintosa, mas por oturo lado é bem pequena (ao menos o centro histórico) e consegui me orientar fácil. E nem tinha smartphone naquela época. Comprei um mapa mesmo.

Responder

Elizabeth março 20, 2014 às 23:59

Estou indo para Paris e depois de 10 dias entre Paris e a Normandia, irei para Amsterdam, Bruxelas e Bruges…terei para esta estadia 5 dias..
Vc tem mais algumas dicas?
Seu Blog é fantástico , parabéns.

Responder

Daniel Duclos março 23, 2014 às 17:37

Elizabeth você consultou as dicas de Paris? http://www.ducsamsterdam.net/paris-dicas-locais-comida/ O resto do blog está cheio de dicas de Amsterdam tbm! Abs

Responder

fernando fevereiro 26, 2014 às 23:25

Eu e minha namorada chegamos em Amisterdam dia 23/03 vou ficar 03 dias e vou para Bélgica, Bruxelas 20/03 fico 01 dia e vou pra Bruges 21/03 vou pra bruges e fico um dia tb! Gostei das suas dicas e vou usar com certeza! Que tal marcar uma brejas em Amisterdam? rss.

Responder

cassia fevereiro 19, 2014 às 03:56

Olá, Daniel!
Faço questão de repetir a opinião de muitos comentaristas aqui e lhe dar os parabéns pelo seu trabalho!
Chego na Bélgica em 27 de abril e permaneço ate 1 de maio. Minha agencia sugeriu 2 dias em Bruxelas e 2 em Bruges com passeios de bate e volta para Antuérpia, Genth e Luxemburgo.
Contudo depois dos seus posts e fotos está me dando vontade de permanecer todos os 4 dias hospedada em Bruges e de lá dar um pulo em Bruxelas e voltar. O que v acha? É muito cansativo ficar nas idas e vindas para as outras cidades? (tb acho cansativo ficar entrando e saindo de hotel).
Tb gostaria de saber que bairro ou local em Bruges seria melhor para quem gosta de caminhar e sair do hotel a qualquer hora do dia e noite para dar uma olhada nos arredores?
bjs
Cássia

Responder

Daniel Duclos fevereiro 24, 2014 às 20:26

Cassia, me parece factível fazer o vai-e-vem, mas não esqueça de computar o tempo de deslocamento e o preço das passagens que vai encarecer um pouco a estadia. Eu não conheço os bairros de Bruges o suficiente pra indicar um. Abraço

Responder

Carolina Garcia fevereiro 13, 2014 às 13:47

Bom dia, Daniel! Farei esse passeio em Julho/2014 com a minha familia, e provavelmente teremos dois dias para passar na Belgica. Vc recomenda Bruxelas ou Bruges, levando em consideração que Bruxelas deve ter aspecto de cidade grande e afins. Obrigada :)

Responder

Daniel Duclos fevereiro 13, 2014 às 22:46

Recomendo as duas, mas eu gostei mais de Bruges.

Responder

Bruno fevereiro 9, 2014 às 13:50

Ri muito com sua história das “compatriotas”. Lembrei de minha viagem para Buenos Aires (onde é bem mais fácil encontrar compatriotas!). Eu estava de lua de mel com minha esposa, escolhemos um restaurante em Porto Madero, com vista para o rio, luz baixa, super aconchegante, sem barulho, as pessoas conversando baixinho… Chegando ao restaurante o garçom ofereceu uma taça de espumante, cortesia da casa… tudo perfeito! Eis que chega uma turma de 5 ou 6 brasileiros, rindo e falando alto: “Aí amigão, dá pra juntar essas duas mesas?”, “Vocês têm cerveja aqui?”, “Nossa, que abafado aqui, não dá pra abrir um pouco essas janelas?”… aí, claro, adeus clima romântico!

Responder

Daniel Duclos fevereiro 11, 2014 às 21:31

Hahaha, pelo menos rendeu uma boa história, me matei de rir aqui :D

Responder

Simone malheiros fevereiro 4, 2014 às 00:49

Oi…vamos a Amsterdã em março .. Na tua opinião qual a melhor maneira de ir de Paris a Amsterdã (custo-benefício)? Moro em Porto alegre..onde posso adquirir teu guia?? Obrigada Simone e Paulo

Responder

Daniel Duclos fevereiro 11, 2014 às 23:01

Simone, Na minha opinião é trem, é o que eu mais gosto. Simone, o guia está a venda em http://www.ducsamsterdam.net/guia

Responder

Carla janeiro 22, 2014 às 17:33

Oi, adorei as dicas!!!
Vou para Bruges no final de Junho/2014… O clima lá é quente? Chove muito essa época?
Além disso, um dia é suficiente para fazer esses passeios??
Algum dica de onde almoçar??

Obrigada desde já!!! Amei o blog!

Responder

Daniel Duclos fevereiro 11, 2014 às 23:53

Carla, eu fui a Bruges no outono, não sei o clima no verão. Dá pra fazer bastante coisa em um dia sim, a cidade é pequena. Dica de almoço: evite restaurantes na cara do mercado central e com “tourist menu” ou um cara na porta caçando cliente.

Responder

Bell janeiro 18, 2014 às 14:55

Adorei seu blog, estive em Amsterdan e Bruges.
Vc falou do romantismo que as vezes agente tem sobre cidades fora do Brasil e bimgo .
Achei que em Amsterdan eu ia peladar com flores na bike …:)
Choquei um pouco com a city , e pirei com tanta bicicletas que pareciam gafanhotos .
enfim o romantismo foi pro saco .
Porem uma bela cidade com encantos unicos .
Bruges , me senti num livro de historia , dentro de um castelo literalmente .

Enfim , culturas , habitos que sempre valem a pena viver e sentir .

Parabens pelo blog.

Bell

Responder

Fábio janeiro 14, 2014 às 00:30

Daniel, sempre leio suas dicas. Está de parabéns pelo blog. Estou pensando em passar por aí em Junho/14. Pretendo ir bem cedo de Amsterdã para Brugges de trem (regionais), mas queria saber o seguinte: posso comprar uma passagem de trem de Amsterdam para Brugges e, com este mesmo ticket, fazer paradas em Antwerpia e depois em Gent, no mesmo dia, e de Gent seguir para Brugges? Ou devo comprar ticket separado para cada trecho? Valeu…

Responder

Daniel Duclos janeiro 16, 2014 às 20:39

Oi Fábio, acho que depende da cia de trem. Se tiver trem com horário e lugar marcado, não pode, mas se você for pegar sem horário enm lugar marcado, em geral pode, se for no mesmo dia.

Responder

Ana dezembro 29, 2013 às 15:33

Oi Daniel,
comprei meu ticket para Bruges no site da NS Hispeed, mas na hora de comprar errei a data e só vi depois (toin!!!) no customer service online me informaram que eu só poderia fazer a alteração pelo telefone 31 302 331 676, tentei, mas a Embratel coloca a mensagem de telefone inexistente,( sim eu coloquei o 021 na frente), você teria como ver se existe um outro telefone para eu conseguir realizar esta troca? Muito obrigada!!!!!
Ana

Responder

Daniel Duclos dezembro 29, 2013 às 15:53

Ese é o número correto, até onde eu saiba. Você tentou ligando com 0021 em vez de 021 na frente (assim: 0021 31 302 331 676)?

Responder

Ana dezembro 29, 2013 às 15:58

Muito obrigada Daniel, você me salvou!!!
Só precisava de um zero a mais.
Como hoje é domingo o call center não atende, amanhã vou tentar.
Mais uma vez, obrigada!

Responder

Ana dezembro 30, 2013 às 13:49

Daniel,
Mais uma vez obrigada, já consegui resolver a questão das passagens, tudo em 05 minutos pelo telefone e com confirmação por email, não me acostumo com essa eficiência!!! Que maravilha.
Comprei seu guia de Amsterdam, adorei, prático, divertido e informativo.
Em fevereiro estarei por aí.
Feliz 2014 para todos.

Responder

Lilian dezembro 26, 2013 às 21:21

Daniel,

No início de ferevreiro, passarei uma semana em Amsterdam. Para fazer um bate-volta, vc sugere Bruxelas ou Brugges?
Obrigada

Responder

Daniel Duclos dezembro 29, 2013 às 12:20

Pra bate e volta? Bruxelas :)

Responder

DENIS novembro 8, 2013 às 03:22

Olá Ducs!!
Como muitos já dizeram, seu site é DEMAIS!! Parabéns!!
Minha dúvida: Estou indo de Amsterdã para Bruxelas e depois de muito ler vi que Bruge e Ghent também são lindas cidades.
Ficarei 4 dias na Bélgica. Qual melhor caminho?
Amsterdã – Ghent – Bruges – Bruxelas ou
Amsterdã – Ghent – Bruxelas e esqueço Bruges.
Pretendo ficar dois dias em Bruxelas e outros dois ainda indefinidos..

Me ajude!! srs
abs,
Denis

Responder

Daniel Duclos novembro 8, 2013 às 17:21

Denis, Bruges é mais longe de Bruxelas do que Ghent, de repente faz mais sentido: Amsterdam – Bruges, Ghent – Bruxelas. Se quiser esquecer Bruges, então seria Amsterdam – Ghent – Bruxelas.

Eu iria a Bruges, eu gostei. Em Ghent fiquei só uma tarde, então vi pouco pra falar.

Responder

Solange Ulhoa novembro 6, 2013 às 22:04

Daniel, muito bacana o que você escreveu. Mas gostaria de saber como é no inverno em Brugge, o que visitar nesta época.
Minha nora quer conhecer castelos.Tem algum que fica aberto no inverno?
Aguardo respostas.
Felicidade para você e sua família.
Solange

Responder

Daniel Duclos novembro 8, 2013 às 17:16

Solange, como nunca fui a Brugge no inverno, vou ficar devendo. Abraços!

Responder

Mare outubro 31, 2013 às 18:55

Olá, Ducs!
Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo site. Estou indo para Amsterdã no reveillon, com passadas em Brugges e Bruxelas. Ah, e também Zaanse Schans. ;)
Teus posts tem me ajudado muito, favoritei praticamente todos.. vou leva-los todos comigo no ipad, as dicas são preciosas! hehe

Tenho uma pequena dúvida e ficaria muito (mas muito mesmo!) se você pudesse me ajudar. :) Até já tentei encontrar uma resposta/alternativa e acabei ficando confusa.

No dia 01/01 vamos estar situados em um hotel proximo a praça dos museus. Como é feriado e muitas atrações vão estar fechadas, eu e meu marido decidimos ir para Brugges, e “gastar” esse meio dia que nao teríamos muito o que fazer viajando (ônibus-eurolines). A dúvida é, você sabe o melhor jeito de irmos para o ponto de partida? Que é: Eurolines.nl Bus Stop Amsterdam Amstel
Julianaplein 5, 1097DN Amsterdam.

Pois li que os transportes trabalham em horarios diferenciados e não tão frequentes em feriados né? O meu medo é não conseguirmos ir para lá por falta de horários que combinem. :(
Desculpe pelo longo comentário.
Obrigada!

Responder

Daniel Duclos novembro 2, 2013 às 15:20

Mare, o melhor a fazer é consultar o 9292.nl/en colocando a data de partida certinho, que ele vai te planejar a rota com os horarios todos. Em princípio, é muito fácil ir pra Amstelstation. Tem metro a partir da centraal, e diversas linhas de onibus antendem, além de uma linha de tram.

Responder

Liz outubro 31, 2013 às 14:23

Ola Daniel!… adorei ver seu site, seus registros, fez com que eu voltasse ao tempo. Conheci Brugger em 2008 (acho), adorei a cidadezinha e te encontrei por acaso aqui. Visitando lá, fui uma feira que só tinha bruxinhas, acho que você não chegou a conhecer esse eventos, não sei e estava querendo mostrar um amigo. Você viu?…parabéns!

Responder

Daniel Duclos novembro 2, 2013 às 15:15

Oi liz nào cheguei a ver esse evento. Obrigado e abraço

Responder

Fatima outubro 20, 2013 às 08:38

Daniel, boa noite!
tenho lido seus posts que são ótimos. Preciso de dicas sobre o clima. Iremos em 29 de dezembro para Brugges, um dia apenas. Temo não suportar o frio. Preciso saber como estará o clima nesta época. Por favor, você pode nos ajudar, dando dicas do que usar e o que fazer em um dia. Muito obrigada. Abraços
Fátima Volpiani Carnelos e Fausto Carnelos

Responder

Daniel Duclos outubro 28, 2013 às 21:36

Fatima, eu nunca fui a Brugges em dezembro. Eu acredito que deva estar bem frio, se for parecido com Amsterdam.

Responder

Tatiana setembro 17, 2013 às 20:58

Cara, seu blog é o melhor de todos e a linguagem é super fácil de se entender! Suas dicas tb são ótimas!
Estarei com meu marido em Amsterdã em Novembro e seguirei todos as suas dicas!
Muito obrigada!
Att.,
Tatiana Moral

Responder

Daniel Duclos setembro 18, 2013 às 21:07

Que legal Tatiana, obrigado! Boa viagem e um abraço

Responder

Normando setembro 1, 2013 às 00:06

Daniel, Suas dicas foram fundamentais para a nossa logística de viagem. fomos á paris, passamos 12 dias e em um deles fomos a bruges. Agradeço a você por tudo que postou nesse blog, valeu mesmo. gostaria só de informar alguns aspectos atualizados: O preço do tour da cervejaria, agora é 7 euros, nao mais 5,50. O local onde possui a estatua de michelangelo está em reforma, nao sei ate quando. Fomos na loja que você indicou o chocolate, muito bom, compramos lá, o kilo custa 28 euros, porém no centro encontramos lugares que o kg é 18, até mesmo 12kg, só nao sabemos a qualidade. Outra coisa é o mapa de bruges, as ruas são todas diferentes, algumas pequenas. realmente nunca fale com alguem em francês lá, principalmente na estação de trem, quase apanhei de um fiscal da sncf. Outra coisa é o cartão de embarque que não possui nenhuma menção de bruges, achamos que o cara do guichê tinha nos enrolado, pq pegamos o trem com baldeação em bruxelas, e a lingua local é complicado, pra achar o local de embarque tambem, tivemos que ficar perguntando. Só estou comentando para ajudar alguem que leia também, mas logicamente é um passeio maravilhoso e com certeza continuarei lendo as dicas que você coloca, já indiquei ara amigos que já acessam… Muito obrigado e fique com Deus!! abraço

Responder

Daniel Duclos setembro 4, 2013 às 19:22

Oi Normando

Esse artigo é de 2010 – Obrigado pelas atualizações, eu irei incluí-las no artigo. Realmente algumas coisas naturalmente se desatualizam. Em certo sentido eu fico feliz em saber que até hoje, tantos anos depois, aidna é útil pras pessoas. A loja de chocolate eu reamente indiquei pela qualdiade – eu passei 5 dias em Bruges e essa foi de longe a mais gostosa, o que pode ser uma info útil dada a imensa oferta de chocolate na cidade. Grande abraço

Responder

Jailson Melo agosto 31, 2013 às 02:56

Cara tá massa seu blog!!
Amigo nunca viajei para fora do pais um amigo quer que eu vá com ele para um evento anual chamado ” Tomorrowland 2014 ” . Possível me manda umas dicas de como nos organizar para essa viagem.
Muito obrigado cara!!

Responder

Daniel Duclos agosto 31, 2013 às 17:52

Jailson, as dicas que eu tenho, publico no blog. Boa viagem

Responder

Cintia agosto 25, 2013 às 20:37

Estamos adorando ler suas dicas enquanto planejamos nossa estadia em Amsterdam.
Gostaríamos de saber se bate e volta para Bruges vale a pena? Se sim, de carro ou de trem? Será no final de agosto.
obrigada!

Responder

Daniel Duclos agosto 28, 2013 às 00:45

Eu já respondi tantas vezes essa pergunta que acho que vou fazer uma FAQ :) Deve ter sido, sem sarro, muitas dezenas de vezes. OK: Depende do seu pique. Eu acho cansativo, e não gosto de fazer as coisas correndo, mas muita gente faz e gosta. Depende do seu pique. Carro ou trem, depende da sua preferência; eu acho trem menos cansativo, não tem de dirigir, você pode ficar lendo ou dormindo ou sei lá; por outro lado, carro é mais rápido e você controla seu horário.

Responder

Marina ;o) agosto 20, 2013 às 20:14

oi Daniel,
Tudo bem?
No ano passado fui pela primeira vez a Amsterdam (fiz Roma, Toscana, Veneza e Amsterdam), e seu blog foi minha base para tudooooo!!! Eu sou viciada no seu blog!!! Adoro o seu jeito leve, engraçado e descontraido de contar as coisas! PARABÉNS!!!
Esse ano estou indo denovo em outubro, mas farei Londres, Paris, Brugge, Bruxelas e acabo em Amsterdam.
Ficarei 1 noite apenas em Brugge, pensei em sair de Paris umas 13h ou 14h, chegando em Brugge aproximadamente 16h ou 17h. E pensei em ir embora para Bruxelas no dia seguinte umas 17h, chegando umas 18h em Bruxelas.
Minha duvida é, chegando a noite no outono em Brugge o que eu posso fazer além de jantar ou ir a um Pub? Dá pra visitar a cidade a noite? Vc acha melhor eu chegar em Brugge as 16h ou as 17h? Esse tempo que eu vou ficar (quase 1 dia) é suficiente?
Obrigada pela grande ajuda!
[]´s
Marina ;o)

Responder

Daniel Duclos agosto 22, 2013 às 20:28

Bem, eu não sei dizer o que tem pra fazer a noite além de jantar e ir a pub; isso foi o que eu fiz quando sai a noite lá. Certamente dá pra andar pela cidade a noite, mas não ir às atrações.

Sobre número de dias, eu sou péssimo pra dizer isso, eu sempre penso ao contrário: quanto tempo eu posso/quero ficar na cidade? Daí eu encho o tempo que tiver com as coisas que cabem naquele tempo; sempre tem coisa pra fazer. Eu fiquei quase 5 dias em Bruges e meio dia em Gent, e me diverti igualmente, e tenho certeza de que teria me divertido também se fizesse o inverso. Então, enfim, sim, um dia é suficiente. 5 dias também.

Responder

Edison julho 29, 2013 às 00:41

Olá Daniel,
Antes de tudo parabéns pelo blog e pelas informações e dicas sempre interessantes. Gostaria de uma sugestão: estou indo a Europa com uma amiga numa excursão, agora em agosto. É uma dessas excursões que passa por diversos países e cidades, e no roteiro estão incluídas Bruges, onde teremos uma tarde livre, e Amsterdã onde teremos todo um dia livre. Gostaria de uma sugestão de passeios para aproveitar o tempo nessas duas cidades, já que queremos aproveitar o máximo possível, principalmente para conhecer as cidades.
Grato, um abraço.

Responder

Daniel Duclos agosto 2, 2013 às 01:13

Edison, o que tenho de Bruges está nesse artigo. Sobre Amsterdam, veja essa minha sugestão: http://goo.gl/maps/kryr1 abs

Responder

marcos julho 11, 2013 às 15:45

Quero dar os parabéns pelo seus posts. Continuem tendo sucesso.

Gostaria de uma dica tua, se possível.
Pretendo ir para Holanda e Bélgica no fim de Dezembro. Vc acredita que é complicado ir nessa data por causa do clima (neve)? Eu particularmente gosto do frio. Não sou muito de ficar entrando em museus e atrações fechadas, e sim curtir a cidade. Andar mesmo pelas ruas. Vc acha que dá tranquilo para fazer isso nessa época?

agradeço

Responder

marcia lago junho 8, 2013 às 20:35

Olá
Dá pra fazer um bate volta para Brugges indo de amsterda?

Responder

Daniel Duclos junho 10, 2013 às 19:23

Dá, mas eu acho cansativo. Mas depende do pique de cada um.

Responder

Paula Somehara junho 6, 2013 às 22:33

Oi Ducs, adoro ler suas dicas, e gosto muito do seu jeito leve e bem humorado de interagir com a gente!
Estou indo para Bruges amanhão, li todas as suas dicas e “roubadas”…obrigada.
Beijos
Paula Somehara

Responder

edna padrão maio 23, 2013 às 19:37

Oi Ducs, terrível a historia desssas turistas brasileiras. Dá muita vergonha mesmo. Sou louca p conhecer Brugges, mas vou passar tres diasem Amsterdan e creio q nao vai dar tempo. Quantas horas de amsterfan ate lá? Vou psssar meu aniversario e Amsterdan com uma amiga. O q vc sugere p comemoração? Aproveito p parabenizá-lo pelo blog. Muito bom. Ab,

Responder

Daniel Duclos maio 27, 2013 às 02:02

Edna, de trem varia entre 3 e 4 horas, dependendo da cia de trem que você usa. Pro aniversário em Amsterdam sugiro o Sky Lounge, veja aqui: http://www.ducsamsterdam.net/top-lugares-fotografar-amsterdam/

Responder

David abril 26, 2013 às 12:40

Voltei,

Oi Ducs, descobri a resposta e vou compartilhar com os internautas. O site http://www.nshispeed.nl/en não aceita alguns cartões de fora da Europa, o meu no caso ele rejeitava e era internacional. Então eu comprei no site http://www.b-europe.com/Travel, o preço é o mesmo e ele aceita o meu cartão internacional.

Responder

Bertrand Oliveira abril 19, 2013 às 19:34

Oi, Ducs!
Consegui comprar os tiquetes trem Bruges London.
Obrigado.

Responder

Bertrand Oliveira abril 19, 2013 às 10:50

Oi, Ducs!
Estamos em Bruges, muito bonita mas a vinda foi meio sem programação.
Pretendo amanha viajar para Londres. O que vc sugere? Meio de transporte em conta para casal que tem mala de 30 kg cada?
Abraço

Responder

David abril 18, 2013 às 01:32

Ducs,

Eu pretendo ir pra Bruges a partir de Amsterdam dia 22 de maio. É possível como comprar no site a passagem de trem, mesmo estando aqui no Brasil? Eles mandam algum e-ticket ou vão entregar pelos correios?

Abraços!

Responder

Ulisses Branquinho abril 14, 2013 às 22:57

Daniel, primeiro parabéns por ajudar os brasileiros com dicas excelentes. Eu e meu pai vamos viajar para Holanda e Bélgica no começo de setembro de 2013. Vamos passar uns 20 dias por lá. O que nos recomenda quanto a hotéis, restaurantes e compras com bons preços. Sem querer abusar, calro. Obrigado.

Responder

Daniel Duclos abril 16, 2013 às 19:18

Ulisses, cada uma das suas perguntas foi tema de artigo aqui no Ducs, cotnendo diversas dicas. Dá uma olhada no menu lateral que tem os links lá já divididos por tema. Boa viagem

Responder

Priscilla Barros abril 2, 2013 às 06:39

Oi Daniel,
Claro que não posso deixar de dizer que estou encantada com o seu trabalho….. parabéns !!!
Sim, estamos indo para Amsterdã, e delá pegaremos o trem para Brugges e no dia seguinte Paris. Já li bastante a respeito dos trens, mas ficou uma dúvida: neste site que vc indicou, o NMBS, vi q o trecho Am – Br mais barato tem 4 baldeações, e todas com uns 5 a 7 minutos. Dá para baldear sem se atrapalhar???? Falo inglês, only….rsrsrs
Muito obrigada,
Priscilla

Responder

Daniel Duclos abril 3, 2013 às 02:26

Em geral dá, mas sendo curtinho assim sempre tem o risco de um dos trens atrasar e ai tem de pegar o próximo…

Responder

marta março 24, 2013 às 19:51

Dá para explicar o porque dessa implicância insana contra os turistas?
Até gostei de suas colocações e explicações mas parei de ler pela sua insistência em denegrir os turistas. Muitos realmente são incovenientes mas nós, muitas vezes, també o somos Sou uma turista e senti-me agredida.
Em tempo:- dia 02 de maio estarei em Bruges (como turista).

Responder

Daniel Duclos abril 3, 2013 às 01:52

Marta, que implicância? Eu sou um turista convicto, eu tenho um site inteiro dedicado a ajudar turistas e posso te aprsentar literalmente milhares de turistas que testemunhariam a meu favor dizendo que antes de implicar, eu estimulo e ajudo o turista. Se você se sentiu agredida foi porque leu algo que nunca existiu no meu post ou texto. Sou turista, vivo de ajudar turista, e a última coisa que me passa pela cabeça ao publicar um texto é agredir quem quer que seja, quanto mais os turistas.

Responder

Virgílio Ribeiro março 15, 2013 às 19:30

Vou fazer o passeio para Bélgica no dia 23/05/2013. Queremos visitar Brugges pela manhã e Bruxelas de tarde até a noite. O trem de Paris a Bruxelas e Bruxelas-Paris eu já comprei. Chego por volta das 08:07 em Bruxelas e saio de Bruxelas para dormir em Paris às 20:37. A minha dúvida é… Como vou passar somente 1 dia na Bélgica, compensa comprar antecipado o trem Bruxelas – Brugges. Dá para comprar o trem de Bruxelas para Brugges às 08:25? 18 minutos depois da chegada na estação de Brugges? Se não der tempo de pegar esse trem, posso pegar outro mais tarde?

Responder

Daniel Duclos abril 3, 2013 às 01:25

OI Virgilio, sim. Esses trens internos tem bastante, é fácil comrpar na hora e pegar o próximo caso perca um.

Responder

Alexandre Souza março 9, 2013 às 22:53

Cara, seu site e simplesmente maravilhos, sou apaixonado pela Europa e estou retornando a visita-la em Junho 2013. Vai por mim, desta vez vou aproveitar o maximo. Estou usando suas dicas como referencia.

Muito Obrigado pelo capricho e atencao.

Alexandre Souza

Responder

Daniel Duclos abril 3, 2013 às 00:58

Valeu demais a força e boas palavras Alexandre. Fico feliz em saber! Um grande abraço e obrigado!

Responder

Sabrina fevereiro 24, 2013 às 21:52

OI Daniel!
Parabéns pelo site. Muito legal!

Você sabe porque tantas Madonnas nos prédios em Bruges? Ou isso é normal por aquelas bandas?
Outra coisa que notei foi algumas casas com estátuas de cachorro acima da porta de entrada. E muitos cães pelas ruas. O povo lá gosta mesmo dos peludos, né? Sabe alguma coisa sobre isso?

Responder

Daniel Duclos fevereiro 25, 2013 às 23:30

Oi Sabrina, confesso que não sei responder às suas perguntas. Vou dar uma pesquisada e ver se descubro algo. Abraço

Responder

Isabela fevereiro 19, 2013 às 14:00

Olá Daniel, tenho lido bastante seu site e gostado muito!

Devo ir agora em junho para Amsterdam e Bélgica, pensei em fazer passeios de apenas um dia em Brugge e Bruxelas (um dia para cada), mas isso dependeria de ter algum lugar para deixar malas e, claro, de dar para conhecer um bocado da cidade em apenas um dia.

Acha viável um panorama geral da cidade em apenas um dia?

Obrigada pela ajuda e continue escrevendo, para deleite dos viajantes!

Responder

Daniel Duclos fevereiro 19, 2013 às 19:27

Acho que essa é a pergunta que eu mais respondo aqui no Ducs “acha viável ver a cidade X em Y dias? ”

Gente, de novo: toda cidade tem o que ver se você passa um dia ou uma vida. O segredo é determinar quantos dias você quer passar numa cidade e ai preencher os dias com as coisas legais que cabem nesses dias, e não descobrir as coisas legais que tem na cidade e ai determinar quantos dias leva pra ver.

Porque sempre, sempre, vai ter mais coisas legais do que cabem nos dias que você vai ficar (veja por Amsterdam: moro aqui e tem literalmente milhares de coisas que não vi e adoraria ver ainda).

Eu passei quase uma semana em Bruges e me diverti todos os dias. Tem gente que passa um dia só e se diverte também. Se tudo o que seu tempo permite é um dia, aproveite esse dia :)

Responder

Kellen fevereiro 16, 2013 às 12:37

Ola Daniel! Td bem? Seu blog e muito bom. Ja tirei muitas dicas daqui.
Em abril eu e meu marido queremos visitar Brugge e Ghent. Eu gostaria de saber se e possivel fazer as duas cidades em um so dia. Estaremos viajando de carro. E os pontos turisticos sempre fazemos a pe.
Obrigada pela informacao.
Abracos pra vc e sua familia.

Responder

Daniel Duclos fevereiro 16, 2013 às 13:04

Oi kellen, dá sim. Você vai ver menos de cada cidade, mas rola.

Responder

Elaine fevereiro 8, 2013 às 23:01

Parabéns pelo site, é realmente muito bom!

Estou indo para Amsterdam na segunda quinzena de Junho. Na verdade, minha filha de 4 anos, meu esposo e eu!

Sabe me informar se tem algum lugar bacana para crianças,tipo parques, zoo, aquario?

Me indicaram além de Brugges as cidades de Marken e Volendam, tem dicas?

Abraços,

Responder

Daniel Duclos fevereiro 9, 2013 às 10:06

Oi Elaine, escrevi um artigo inteiro só sobre dicas legais para crianças, veja: http://www.ducsamsterdam.net/amsterdam-para-criancas/

abraços

Responder

Gerinaldo Lima fevereiro 7, 2013 às 21:01

Parabéns, caro Daniel, ja estive em Bruges e achei uma cidade maravilhosa, encantadora, subi no Campanario uma vista maravilhosa, uma outra coisa que gostei foi dos preços, muito legal, pena que pasei só poucas horas, mais pretendo voltar, indico a todos que queiram ir a Europa, seus comentarios falam tudo!!!!!!!!!!!!

Responder

Daniel Duclos fevereiro 9, 2013 às 10:00

Valeu Gerinaldo!!

Responder

Luisa fevereiro 1, 2013 às 14:43

Olá, Daniel
Gostei de rever seu artigo sobre Brugge. Confesso que tive a mesma impressão que vc sobre a cidade. Entretanto, me chamou a atenção uns cafés bens interessantes que tinham por lá, não sei se vc notou ou concorda. Sei que em outras cidades é bem intenso, mas eu gostei de lá. Na verdade, eu adoro a bebida e os ambientes europeus voltados para curtir cafés. Assim, quando puder, comente sobre cafés interessantes por aí, sei lá, temáticos, charmosos, direrentes, o que der. Vou adorar.
Abração,
Luisa

Responder

Daniel Duclos fevereiro 6, 2013 às 01:59

Oi Luisa, excelente sugestão. Certeza de que falarei disso. (A melhor maneira para não perder, é inscrever-se para receber novidades do Ducs por email ;) Obrigado e um abraço.

Responder

Evanir janeiro 30, 2013 às 18:34

Oi Daniel estou pretendendo ir para Amsterdan em setembro, mais primeiro vou para Paris, acho que qdo estiver indo para Amsterdan vou dá uma paradinha e passar em Bruges, porque depois de amsterdan sigo para Berlim e depois Londres. Vc acha melhor ir direto? Como faço para adquirir o guia Ducs? Ah vc tem dicas de Berlim e Londres? Não falo inglês mais falo espanhol razoavelmente será que terei problemas?

Responder

Daniel Duclos janeiro 30, 2013 às 23:07

Oi Evanir

Parar ou não depende do seu pique, tempo, disponibildiade etc. Se puder, por que não? É uma cidade bem interessante. Para adquirir o Guia Ducs é preciso um cartão de crédito internacional. As instruções detalhadas estão aqui:

http://www.ducsamsterdam.net/guia/

Dicas de Berlim, aqui:

http://www.ducsamsterdam.net/berlim-dicas-e-fotos/

Sobre a língua, resposta aqui:

http://www.ducsamsterdam.net/faq-perguntas-e-respostas/eu-so-falo-portugues-sera-que-consigo-me-virar-em-amserdam/

Um abraço e boa viagem

Responder

David janeiro 27, 2013 às 16:51

“(…)O tour saiu por €5,50, incluindo um copo de cerveja”. O preço ainda é esse em 2013? Agora, um copo só é crueldade eheheh

Responder

Daniel Duclos janeiro 27, 2013 às 19:48

David, não faço idéia dos preços atuais, teria de verificar no site deles – u talvez algum leitor que foi recentemente possa nos ajudar.

Responder

Joana maio 28, 2013 às 00:01

Estive la este fim-de-semana, paguei 7 euros.

Responder

Fabio de Rezende janeiro 8, 2013 às 20:16

Daniel,

Vi que vc considera viável ir de carro para Bruges (partindo de Amsterdam). No google maps indica um trajeto de 3 horas, é isso mesmo?

As estradas são bem sinalizadas?

O que eu quero saber mesmo é se é tranquilo ir e voltar no mesmo dia, talvez no dia seguinte de manhã?

Sei que trem é melhor, menos cansativo, mais barato e tal, mas estarei em 2 casais, então será mais tranquilo alugar um carro bom e revezar a direção.

Qual a sua opinião e dicas?

Responder

Daniel Duclos janeiro 8, 2013 às 20:27

Fabio, sim, são cerca e 3 horas. As estradas holandesas são excelentemente sinalizadas. As belgas, achei um pouco confusa, mas por oturo lado não era eu quem dirigia (não posso dirigir). Eu acho cansativo viajar 6 horas no mesmo dia, mas muita gente faz, então acho que é viável.

Responder

Fabio de Rezende janeiro 8, 2013 às 20:57

Muito obrigado pela pronta resposta.

Responder

Denise janeiro 2, 2013 às 18:56

Olá Daniel!
Você sabe se no mês de feveiro, que é inverno por aí, é possível fazer passeio de barco pelos canais de Bruges? E será que estes passeios estão disponíveis diariamente?
Obrigada!

Responder

Daniel Duclos janeiro 2, 2013 às 19:48

OI Denise. Até onde eu saiba, enquanto os canais estiverem descongelados, tem passeio. Abraço

Responder

Guilherme janeiro 2, 2013 às 22:30

Olá Denise.
Fui a Bruges no inverno ano passado e os canais estavam com uma lisa camada de gelo por cima e mesmo assim houve o passeio. Acho eu que eles só não fariam o passeio se a água estivesse congelada ao ponto de virar gelo. Do contrário, tem passeio no inverno, sim. Aproveite, pois é lindo!

Responder

Denise janeiro 5, 2013 às 02:49

Daniel e Guilherme, muito obrigada!

Estou ansiosa para conhecer Bruges!

Responder

Marisa novembro 30, 2012 às 21:29

Olá Daniel! Irei para Bruges em maio do ano que vem, com meu marido, e será a primeira vez na Europa! Vamos a Londres, depois Amsterdam e no caminho queremos passar por Bruges, por um dia, por dica d uma agência local, e depois Paris! Assim, te pergunto, terei como me virar com o inglês nestes locais?
Além disto, tenho certo receio de nos metermos em roubadas, porque meu marido não fala nada de inglês e eu tenho deficiência visual!
Eu falo inglês razoavelmente e não sei nada de francês.. e meu marido enxerga…
Você acha que teria alguma dica para nós?! Sabes me dizer sobre a acessibilidade para pessoas cegas nestes países?! Obrigada e um abraço!

Responder

Daniel Duclos dezembro 1, 2012 às 14:34

Oi Marisa

Eu acho que tem como se virar sempre, até sem inglês. Depende da sua atitude, boa vontade, boa educação, jogo de cintura… Digo, claro, sempre pode dar erro e rolar uma roubada. Mas isso pode acontecer em qualquer viagem, é inevitável. Certeza de que n1ao vai rolar roubada só ficando em casa, no que você já conhece e domina. Mas.. é o que você quer? Parte da graça de viajar, na minha opinião, é se aventurar um pouco fora da sua zona de conforto e expandir seu mundo no processo.

Vou ser bem honesto e dizer que não sei dizer sobre a aceitabilidade de pessoas deficientes visuais em Reino Unido, França e Bélgica. Em Amsterdam, eu diria que é médio. Os transportes anunciam as paradas por voz, os sinais de trânsito têm o “tikker”, sinal sonoro avisando se está fechado ou aberto (embora tenha de achar o botão no poste e alguns não tenham), algumas calçadas têm guias para deficientes visuais (embora, isso falhe por vezes, e haja calçadas que são um perrengue até pra quem tem pleno uso de pernas e sentidos). Mas isso são impressões superficiais minhas. Estar acompanhada do seu marido irá ajudar, com certeza.

Um abraço

Responder

Sylvia Possamai novembro 20, 2012 às 18:49

Boa tarde Daniel.

Estou pensando em ir de Amsterdam a Bruges. Vejo o pessoal comentar que pega o trem que vai a Paris, desce em Bruges e depois vai a Paris.

Como não conheço nada da Europa e nem do sistema de trens, fiquei meio sem entender nada.

Explicando, minha dúvida é a seguinte: compra-se a passagem para Paris e se desce em Bruges e depois com a mesma passagem se vai a Paris? Se não, de que forma é feito?

Aguardo retorno.

Responder

Daniel Duclos novembro 21, 2012 às 12:47

Não, Sylvia. Para ir de Amsterdam pra Paris, você passa pela Bélgica, e o trem para em Antuérpia e Bruxelas. Você pode descer em uma dessas e de lá pegar um trem pra Bruges, passar o dia lá e depois voltar pra Antuérpia ou Bruxelas e pegar o próximo trem pra paris. A passagem pra bruges é a parte. Mesmo assim, tem de confirmar se a passagem pra Paris continua válida no mesmo dia, pois até onde eu saiba as passagens pra Paris tem validade somente no horário que você comprou. Bem, acho que minha resposta é não sei como o pessoal faz não.

Responder

Vania novembro 10, 2012 às 20:26

Olá Daniel!!

Estive recentemente em Amsterdam e suas dicas foram realmente muito boas, o stroopwafels são ótimos!!!. Muito obrigada!!!
Agora que tomei gosto pela Europa (moro em Portugal e fico por aqui em um intercambio até julho de 2013) pretendo passar uns dias entre o natal e o ano novo na Bélgica, você postou como ir de Amsterdam para Bélgica, mas estou realmente com algumas duvidas como ir da Antuérpia para Bruxelas, não acho nenhum ônibus e trem tá caro, você poderia me ajudar se souber de alguma coisa?

Responder

Daniel Duclos novembro 11, 2012 às 11:29

Oi Vania, infelizmente transporte interno da Bélgica é algo que eu realmente não manjo. Talvez algum outro leitor possa ajudar. Pessoal, alguém tem dicas pra vania?

Responder

guilherme novembro 11, 2012 às 15:22

Oi Vania.
A melhor forma de locomoção na Europa é de trem, mesmo. Nós fomos de Bruxelas para Antuérpia de trem, mas tem algumas empresas de ônibus que fazem esse trajeto. Os ônibus são realmente mais baratos. Única vez que eu e minha esposa andamos de ônibus foi na República Tcheca, indo de Praga para Pilsen. Gostamos muito.
Em todo caso, dê uma olhada nessas páginas http://www.eurolines.com/en/ e http://www.eurolines.com/en/eurolines-pass/ .

Responder

Vania novembro 12, 2012 às 17:15

Muito obrigada pela ajuda Guilherme!!!

Responder

Daniel Duclos novembro 12, 2012 às 23:15

Eu também agradeço! Abraço!

Responder

Lidiane agosto 23, 2012 às 21:12

Ola!! Tudo bem?
Estou hospedada em Bruxelas e cheguei a pouco de Brugge e adorei a cidade!!!
Realmente vale a pena conhecer!
Os chocolates da Spegelaere sao maravilhosos! Nunca comi uma trufa de chocolate branco tao deliciosa!!
Obrigada pelas dicas.
Amanha sigo para Amsterdã…
Abraços!!!

Responder

Daniel Duclos agosto 23, 2012 às 23:25

Oi Lidiane, valeu! Bom saber que as dicas foram úteis! Bom seguimento de viagem! abs

Responder

Renata julho 29, 2012 às 18:01

Ola Daniel, quanto aos cartões pre pagos, sabe me dizer se o Amex global travel money, e bem aceito na Europa ( Bélgica, Holanda e França )?

Responder

Daniel Duclos julho 30, 2012 às 16:48

Oi Renata

Em geral, cartões não são muitao populares aqui, com exceção do PIN (que é local) e um um tanto de Maestro. Isso está mudando aos poucos, com algumas lojas e supermercados passando a aceitar cartões somente, e não mais cash, mas ainda vale muito a pena perguntar antes no estabelecimento. De toda forma, acredito que seja possível realizar saques com o Amex nos caixas rápidos.

Isso Holanda – Bélgica e França eu desconheço a situação.

Responder

paulo julho 24, 2012 às 23:28

Olá,pretendo ir para Amsterdan en janeiro com minha esposa,porém não tenho a minima noção do idioma, dá para se virar bem com nosso português? Na verdade estou vendo Bélgica e ir até Amsterdan ou vice versa-claro conta muito o vlr aqui no Brasil né os ida e volta pelas cias areas rsrs.Uma dica, voce séria um ótimo guia né para n´s brasileiros que gostamos de conhecer novas culturas.
Com certeza irei fazer novas perguntas ok.Me esqueci-meu passaporte está em branco,será que terei algum problema por não ter nenhum visto nele?
Abraços

Responder

Daniel Duclos julho 24, 2012 às 23:33

Paulo, o português é praticamente desconhecido aqui, então você vai ter de se virar com boa vontade, simpatia e planejamento.

Obrigado, mas não tenho interesse em ser guia, meu negócio é escrever e fotografar mesmo. Felizmente, estou fazendo uma parceria com uma guia brasileira aqui em Amsterdam pra suprir a demanda!

Quando vim a primeira vez pra holanda, meu passaporte estava em branco e não tive problemas.

Responder

Celia julho 23, 2012 às 02:15

Tenho a mesma dúvida q a Sheila e não vi a resposta! Passaremos 3 dias em Amsterdam e partiremos para Paris no dia 01/10/2012 e gostaríamos de passar algumas horas em Bruges ( o que já percebi ser razoavel). Qual melhor trajeto e cia de trem? onde deixamos as malas? Quando chegarmos em Bruges vamos ao centro de taxi?
Melhor comprarmos os tickets na própria estação na hora da viagem?
Tens algum roteiro básico de tres dias em Amsterdam?
Super obrigada antecipadamente.

Responder

Daniel Duclos julho 24, 2012 às 20:46

Isso depende da companhia de trem, tem de ver a pol;tica deles.

Lembre-se qie Bruges não fica no trajeto Amsterdam – Paris: é preciso baldear ou em Antuérpia ou em Bruxelas. Então ao menos esse trecho você teria de comprar a parte.

A maioria absoluta das estações e trem tem lockers onde deixar as malas.

Eu fui ao centro a pé, mas se você quiser é possível pegar um ônibus. Não peguei taxi em Bruges (aliás, evito sempre que possível pegar taxi).

Comprar antes: Depende do trecho, Amsterdam – Paris é melhor compra antes, sai incrivelmente mais barato, isso se tver o bilhete.

Não tenho roteiro elaborado pra 3 dias; meu estilo de turismo é flexível, dizendo o que ver e deixando as pessoas decidirem o que preferem, na ordem que gostam mais. Eventualmente posso vir a elaborar um roteiro, mas no momento não tenho,

Responder

fernanda abril 19, 2012 às 22:20

Oi, adorei o seu site mas surgiram umas duvidas.

Estarei em paris, indo para amsterdan e pensei em parar em bruxelas para passar o dia.
1. posso descer em bruxelas e depois pegar qualquer outro trem daquele dia para continuar a viagem para amsterdan?
2. em um dia eu consigo dar uma volta por bruxelas e ainda ir ate bruges para conhecer e voltar a bruxelas a tempo do trem de amsterdan ou fica muito corrido?

Obrigada pelas dicas!

Responder

guilherme março 30, 2012 às 21:33

Oi Carolina.
Acabei de voltar da Bélgica e fui a Bruges, Antuérpia, Bruxelas e Gent. Se você chegar em Bruges de manhã, você conhecerá a cidade toda e ainda sobrará tempo. É uma cidade medieval linda! Sugiro que vocês andem de barco pelos canais. A cada esquina tem uma saída de barco. De Amsterdam até Bruges leva umas 2 horas e pouco de trem. É muito rápido.

Responder

Carolina março 30, 2012 às 18:24

Daniel,
eu e meu namorado iremos para Amsterdam em outubro desse ano e gostaríamos de passar pela Bélgica mas não teremos tempo de visitar Bruxelas, Bruges e Antuérpia…Vc acha que dá para visitar Bruges num único dia? O que vc sugere?
Obrigada,

Responder

Daniel Duclos abril 2, 2012 às 23:39

Oi Carolina, acho que dá pra ver Bruges num dia sim… claro, quanto mais você fica, mais coisa dá pra ver, mas acho que num dia dá pra fazer um tour legal! Abs e boa viagem

Responder

Rafaela março 28, 2012 às 13:23

Daniel, muito obrigada pela dica. Comprei as passagens no site belga que você indicou e deu certo com o cartão brasileiro master card. Caso alguém queria saber, custou 96 euros ida e volta Amsterdã-Bruges.

Responder

Jodrian Freitas março 27, 2012 às 21:40

Excelente Daniel,
O relato bate com muitas impressões que tive ao visitar Bruges no final de 2010. Vale conhecê-la sim, mas dá mesmo a sensação de ser arrumadinha demais – o que traz belas imagens da paisagem urbana. No geral gostei dos passeios à pé, mas achei tudo muito caro.

Responder

Daniel Duclos março 27, 2012 às 21:43

Vou ter de dizer que concordo com você Jodrian, caro é mesmo… eles enfiam a faca e torcem :P

Abraço

Responder

Sheila março 26, 2012 às 03:09

Dani,
Parabéns pelo seu trabalho.
Nossa, assim como você, estou com vergonha pela mulher falante do trem. Morro de vergonha quando vejo brasileiro se portando mal lá fora.
Bom, estou garimpando as dicas sobre Amsterdam, onde passarei 4 dias em maio (7 a 10/05) e, daí, parto pra França passando um dia em Bruges (11/05). Mas não está fácil comprar passagens não…
Você sabe se posso comprar um bilhete direto pra França fazendo um pit stop em Bruges? O destino seria Paris (acho que é o mais simples em termos logísticos), Tours ou Sarlat.
Se você puder ajudar, agradeço.

Responder

guilherme março 23, 2012 às 13:35

Rafaela, a Europa em geral só aceita Visa. Pouquissímos lugares na Europa que fui que aceitava o mastercard. A página da Rail Europe, página em português, http://www.raileurope.com.br/ Você de repente consegue comprar com mastercard na página brasileira da Rail Europe. Os bilhetes chegaram em 2, 3 dias na minha casa.
Sinceramente, os trens partem das estações em cada 30 minutos. Alguns até a cada 15 minutos. Não precisa comprar antecipadamente. De Bruges para Antuérpia, comprei no dia anterior e tinha de sobra. Em todo caso, fica aqui a dica.

Responder

Rafaela março 23, 2012 às 12:54

Oi,
seu site é ótimo! Vou a amsterdã em maio e de lá para brugges. No site NsHispeed tem os trens, tem preços bons, o problema é que não consegui comprar com o mastercard do Brasil, eles dizem que só aceitam cartões europeus. No Rail europe não tem todos os horários oferecidos no NsHispeed. Você tem alguma dica de outro site pra eu conseguir comprar esses tickets?
Obrigada.

Responder

Daniel Duclos março 23, 2012 às 13:13

Oi rafaela. Uma leitora me recomendou o http://www.b-europe.com/Travel/Booking/Tickets veja se funciona pra você. Um abraço

Responder

Passando a Viagem março 14, 2012 às 01:40

Gente,

Eu adorei o post! Esse comentário “Bruges me parece ser tudo o que Campos de Jordão queria ser quando crescer” está me fazendo rir sem parar. Perfeito!
abs,
Raphaella Perlingeiro

Responder

Isis dezembro 21, 2011 às 19:27

“Velho Mike sempre manda bem.”
Comprarei o guia, uahahuhaua!

Vou viajar pela Europa em fevereiro/março, mas é um esquema mais mochilão. Você sabe onde encontro um roteiro completo? Também ando pensando na Rússia, conheces bons lugares para pesquisar sobre ela?

Obrigada pelo ótimo site, já recomendei pra um monte de gente hoje!!! =)

Responder

JACKSON novembro 24, 2011 às 03:09

VALEU, estou indo no dia 26 de dezembro 2011, suas dicas serao muito uteis. Parabens.

Responder

renata cardoso novembro 9, 2011 às 15:54

Adoro blog bem humorado! :)
To indo pra Bélgica em janeiro, e vou passar por Bruges e Gent.
Muito bom o post super detalhado, vou passar um tempinho aqui no blog…

Responder

guilherme novembro 5, 2011 às 17:24

Olá Daniel. Parabéns pela página e por compartilhar essas informações.
Se não for incômodo, gostaria de saber sobre como ir de Bruxelas para Gent, já que o TGV não faz esse trajeto. Você sabe qual companhia de trem faz esse trajeto? Bruxelas-Gent ou Bruges-Gent. Ou seria melhor ir de ônibus?

Obrigado

Responder

Daniel Duclos novembro 29, 2011 às 17:10

Oi Guilherme, a emrpesa belga de trens faz esse trechos http://www.b-rail.be/main/E/ Abraços

Responder

guilherme novembro 29, 2011 às 18:56

Obrigado, Daniel.
Abraços

Responder

FABRÍCIA FRANCO novembro 4, 2011 às 17:08

Brugges é isso tudo e muito mais, adorei conhecer tenho varias fotos de lá e os chocolates são divinos vale conferir…… adorei.

Responder

Ana Carolina outubro 25, 2011 às 16:19

Boa tarde!!

Primeiramente, parabéns sobre o site, ele é fantastico! Estou de viagem marcada para Amsterdam em janeiro, por uma semana, e gostaria muito de ir para Bruges, Bruxelas e Ghent. Voce recomendaria fazer essas viagens no final de semana ou durante a semana, que tem mais coisas abertas?
Ah, ficar em Bruges ou Bruxelas?

Obrigada!

Responder

Fabrício Jabur outubro 3, 2011 às 11:55

Show o Blog, encontrei pesquisando sobre Amsterdam.

brugges é show, as cervejas excelentes e na minha opnião muito mais romântica que Paris.

Fica uma dica de hotel : NH brugge

Responder

Cristiano agosto 11, 2011 às 18:22

Parabéns pela forma que espõe,
muito legal!
Conheci Bruges em maio desse ano e concordo com você sobre o “embelezamento” mais achei um lugar fantástico e a calmaria da cidade, principalmente a noite, é um convite para uma boa caminhada.
Viajei novamente a Bruges por aqui, na verdade me deu saudades de lá, agora não lembro o nome mais tem uma cervejaria que tem um muro com varias marcas de cerveja que é muito boa, vou ver depois nas minhas anotações de viagem para indicar a quem for passar uns dias por lá.
Abraço!

Responder

Sergio agosto 11, 2011 às 05:45

Estava a procura da Madona de Bruges e na busca encontrei seu blog,muito legal suas dicas são muito boas. Sou apaixonado por artes e até então nunca tinha ouvido falar de Bruges a não ser que aí existia uma das únicas Madonas de autoria de Michelangelo fora da Itália. Vou ficar antenado em sua pg. Um grande abraço e obrigado pelas dicas .

Responder

regina agosto 4, 2011 às 19:15

Oi, mto legal seu artigo.
Estou pensando em ir para Bruges em dezembro, boa ou má idéia?
O frio é insuportável ou dá para encarar.
Não vou ver nada pq tudo fecha???
Espero que vc me dê um luz.
Super obrigada
Abraço
Regina

Responder

Daniel Duclos agosto 6, 2011 às 15:45

OI Regina

Infelizmente vou ficar devendo essa. Nunca fui à Bruges nessa época e não saberia te responder. Talvez algum dos outros leitores possa te ajudar. Pessoal, alguma sugestão?

Abraços

Responder

GREGORIO julho 13, 2011 às 07:16

Oi DAniel, sou eu novamente. Desculpa pertubar.É minha primeira viagem e estou super nervoso.EStou curioso para conhecer Bruges, até porque Lina também já falou dela. Creio que seja melhor fazer Paris-Praga-Amsterdam-Bruges-Paris certo? Ficarei pelo centro de Ams. No NSH mostra várias estações, em qual embarcar? E de Bruges à Paris? Ams-Praga consegui ver (Amsterdam Science Park – Praha-Holesovice) mas Praga -Ams. não consegui.
Por sinal,nesse caso, avião é mais barato. Valeu pela ajuda. Se tiver mais alguma dúvida posso pertubar? Muito obrigado.
Abs

Responder

cristina junho 28, 2011 às 00:41

Oi Ducs!

Estou chegando, de uma viajem de 15 dias pela Europa e Bruges eu fiz exatamente o teu roteiro e amei, passei dois dias em Bruges, mas tem um detalhe importante que vale a pena ressaltar, a cervejaria fecha as 16:00 horas e muita gente perde de visitar porque não sabe do horário, eu fui a Bruges numa quarta-feira e cheguei e fui direto para a feira e “comi o frango assado” que simplesmente é espetacular!Obrigada mesmo pelas dicas!

Responder

egle setti maio 7, 2011 às 16:46

Olá Ducs

Parabéns pela Alice. Seu blog é muito bom e utilizei boa parte de suas dicas na minha recente estada em Amsterdam e Bruges. A visita ao Café ‘t Brugs Beertje foi um achado. Achei apenas as pessoas em Bruges um pouco rudes, assim como se tivessem uma certa raiva de turistas. Quanto ao resto foi muito bom. Um grande abraço

Egle

Responder

Marcelle abril 8, 2011 às 02:59

Oi, Daniel,
Para qual estação de Bruges devo comprar passagem? Vou sair de Bruxelas. Estou vendo aqui no site da NMBS, mas não sei para que estação compro. Tem um monte. Na verdade eu queria só ver os horários pela internet, mas tô perdida.
Obrigada,
Marcelle

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:10

Oi Marcelle. Tem mais de uma? bem, eu nunca especifiquei: eu comprei pra “Brugge” e desci quando dizia isso na placa da estação. Não tem muito como errar.

Responder

Nuno Santos abril 2, 2011 às 21:11

Boa noite…
Acabei por deixar Bruges para uma próxima oportunidade…Por agora vou até á Croácia (Dubrovnik)…Mas Bruges irá ser concerteza o meu proximo retiro!!!
Cumprimentos e muito obrigado

Responder

Cristine abril 1, 2011 às 21:53

Olá!
Estou planejando uma viagem à Amsterdam e Bruxelas em junho/11 e seu blog tem sido muuuuuito útil!
Estou escrevendo para agradecer sua boa vontade em partilhar informações, mas principalmente para dizer “PARABÉNS PARA VC!!!”.
O blog, além de bonito e organizado, está cheio de dicas e informações muito úteis. Talvez vc não tenha noção da preciosa ajuda que está prestando, então escrevi prá dizer obrigada e desejar boa sorte, muita saúde e felicidade para vc e sua esposa! Aliás, pretendo ver o blog dela também…
Cordialmente,
Cristine (Brasília)

Responder

Daniel Duclos abril 8, 2011 às 19:21

Oi Cristine

Muito, muito obrigado pelas palavras boas, votos e carinho. Sempre bom saber que não estamos falando sozinho. Obrigado!

Responder

Rodrigo Aragão março 28, 2011 às 16:35

Olá a todos.

Pra quem gosta de cerveja minha dica é o De Garre, não busque um atendimento acolhedor e nem uma mesa so para você, no caso se estiver com sua namora ou esposa, ele colocam outras pessoas na sua mesa se estiver cheio, o que pode ate ser bem legal! sua tripel é incrivel vale a pena pedir, eles mesmos fazem a cerveja!
fora o menu que é completo com cervejas diversas.
é sempre bom lembra não vá com fome!!! eles não tem nada para comer.

Responder

Nuno Santos março 15, 2011 às 02:39

Boa noite…
Estou a pensar seriamente em conhecer Bruges!!!
Achas que passar 4 dias em Bruges pode ser aborrecido!!??Em termos de comunicação, o Inglês é bem aceite??Portugues nem pensar né!!!?:))Existem portugueses na cidade??
Desde já obrigado pela ajuda e pelo Blog
Abraço

Responder

Rodrigo Aragão março 28, 2011 às 16:39

olá Nuno Santos

acho que em 2 dias ja da pra conhecer toda a cidade.
com inglês da pra ficar traquilo.

Responder

Janaína Lemos fevereiro 20, 2011 às 17:02

Oi Ducs!
Leio sempre seu Blog…gosto muito da forma que escreve!
Visitarei Bruges em abril…sairei de Londres e passarei duas noites lá…inicialmente achei muito tempo…mas chegarei a tardinha no primeiro dia e por isso decidi ficar mais um dia…portanto, gostaria de saber se há passeios de bike pela cidade ou para visitar as redondezas…vc sugere alguma coisa? ou passaria mesmo o dia em Bruges, que após conhecer os principais pontos turísticos, sentaria para tomar cerveja, buscaria um bom lugar para comer e…. dormir cedo mesmo…….obrigada, por sua disponibilidade, nos dando dicas para tornar nossa viagem melhor!

Responder

Karina fevereiro 18, 2011 às 17:16

Oi Duc,
Tudo bem?
Não precisa responder minha mensagem anterior, pois eu já encontrei na internet.
Eu gostaria de uma outra dica: vou fazer o trecho Amsterdan, Bruxelas, Bruges e Luxemburgo. Como estarei com malas, gostaria de ficar apenas em um hotel na Bélgica. Pois bem, é melhor ficar fixa em Bruxelas ou Bruges? Parece-me que Bruges é mais bonita e tranquila, mas para ir de trem a Luxemburgo terei sempre que passar por Bruxelas e para voltar ao Brasil também terei que voltar por Bruxelas. Será que mesmo assim vale a pena ficar fixa em Bruges, por ser uma cidade mais gostosa e tranquila? Ou será muito transtorno uma vez que a cada viagem de trem, teremos que passar por Bruxelas e estaremos com muitas malas e o tempo de viagem acabará sendo maior ? (obs: vamos apenas fazer bate e volta em Luxemburgo).O que vc. me diz a respeito? Se puder indique-me um hotel bom, aconchegante, bem localizado e, lógico, com bom preço (rsrs) na cidade que vc. me indicar como melhor lugar para “pousar” na Bélgica.
Muito obrigada!
Um abraço
Karina

Responder

Karina fevereiro 18, 2011 às 15:52

Adoreeeeei os seus comentários! Gostaria de saber sobre o trajeto de Bruges/Luxemburgo ou Bruxelas/Luxemburgo de trem (tanto de Bruges como de Bruxelas tem trem para Luxemburgo?). Gostaria de saber o tempo desse trajeto e qual a melhor opção. Se possível também a média de preço.
Um abraço!
Karina – SP

Responder

Eduardo fevereiro 13, 2011 às 21:36
Eduardo fevereiro 12, 2011 às 04:15

Olá parabéns pelo site, imperdível….
Irei (casal)para Amsterdam e Bruges… Devo passar 1 noite em Bruges o que acha ?
Estou pensando em ir de trem…. onde vejo os preços do Thalys ? e do outro ? Quais as diferencas deles (exceto tempo de viagem) ??
Grato

Responder

Daniel Duclos fevereiro 12, 2011 às 13:04

Eduardo, onde ver preços e horários está respondido no texto, segundo parágrafo da seção e trem. A diferença entre eles está melhor explicada aqui: http://www.ducsamsterdam.net/amsterdam-bruxelas-belgica-trem-onibus/ (tudo o que falo pra Bruxelas vale, porque é o mesmo trem, vc só tem de descer em Antuérpia e aí baldear pra Bruges)

Responder

Vilmara Azevedo fevereiro 3, 2011 às 23:08

Eu fiz o mesmo trajeto de Amsterdam-Brugges de trem. A estação de Antuérpia é maravilhosa e você tem que correr pra não perder o trem! Cheguei lá com muita chuva e foi um bate-volta. Almocei num restaurante ótimo na Market Plaza, passeei um pouco, comprei chocolates maravilhosos e trouxe lindas lembranças de lá.

Responder

Paloma janeiro 17, 2011 às 02:25

Dá para ir andando tranquilamente da estação de trem para os hoteis? Mesmo que seja à noite?

Responder

Daniduc janeiro 17, 2011 às 11:11

Você quer saber se é seguro? Olha, nunca dá pra garantir nada, mas quando eu estava andando a noite em Bruges, meu con-cunhado fez uma piada: “se alguém me parar aqui é capaz ser pro cara vir me dar dinheiro”. É bem tranquilo.

Responder

Renato janeiro 3, 2011 às 23:48

Obrigado por seu retorno. Na verdade, já havia consultado o trem da NSHispeed, mas achei bastante caro. Pelo seu texto, entendi que havia utilizado outro sistema/empresa de trem, por isso fiz a pergunta. Vou tentar mais um link que você deixou…

Abraço.

Responder

Daniduc janeiro 4, 2011 às 00:02

Oi Renato. A NSHispeed não tem trens — é um site de venda de passagens de trens online, de diversas cias de trem.

No meu caso eu não comprei a passagem on-line, mas no guichê da estação central de Amsterdam. Mas você pode comprar as mesmas passagens via NSHispeed (no guichê é um pouco mais caro, pois você paga uma taxa extra).

Abs

Responder

Renato janeiro 3, 2011 às 01:09

Olá!

Você tem uma ideia aproximada do valor trem normal de Amsterdam para Bruges?

Abraço.

Responder

Daniduc janeiro 3, 2011 às 01:53

Oi Renato, não tenho porque eu fui em 2008 e mesmo que eu lembrasse, certamente o preço já seria outro. Porém, no próprio artigo eu coloquei um link pro site de trens da Holanda, onde você pode consultar não só os preços exxatos, como os horários e opções. Dá uma lida na seção “Indo de trem: Como chegar de Amsterdam até Bruges”

Responder

André U. Manoel dezembro 23, 2010 às 17:34

Eu fiquei em um hotel chamado “Loreto”, na Katelijnestraat, pertinho do centro histórico, de uma tia super simpática, quartos bons e um café da manhã sensacional.

Bruges foi “remodelada” no século XIX para ficar esse paraíso turístico que é hoje. Imagina só. Para nós no Brasil uma coisa do século XIX já seria suficiente para ser atração turística.

E finalmente, quando eu subi o Belfry o carrilhão começou a tocar (o que foi uma dica para as pessoas descerem rapidinho). Descendo as escadas, atrás de uma porta com janelinha de vidro lá estava o carrilhoneiro tocando:

http://picasaweb.google.com/andreum/Brugge20100922#5553913593316406242

Abs,

Andre

Responder

Mauricio dezembro 15, 2010 às 20:05

Uma pena que os barcos só andam no final de semana.
eu vou no dia 21/12, mas acho que vai valer a pena, mesmo assim.

Responder

Daniela Silva dezembro 15, 2010 às 15:18

Daniduc,

Passando para agradecer as dicas , pois com elas (as dicas!) nossa viagem foi ainda mais legal e melhor aproveitada!

Pena que no inveno os passeios de barco só são feitos nos finais de semana , então andamos de charrete e foi ótimo também.

No mais a cidade é linda e vale muito a pena!

Beijos e um ótimo final de ano para você e para todos que passam por aqui!

Responder

Daniduc dezembro 15, 2010 às 16:05

Oi Daniela

Muito obrigado por reservar o tempo de vir aqui contar como foi. é inestimável receber feedbacks do nosso trabalho! Fico feliz que sua viagem tenha sido legal.

Beijos

Responder

Raquel dezembro 6, 2010 às 00:39

Adorei as dicas estamos indo para lá próxima semana e estou muito anciosa espero que tbm possa gostar como todos por aqui…

Responder

Daniduc dezembro 6, 2010 às 00:52

Espero que sim! uma excelnte viagem pra você!

Responder

Mauricio novembro 21, 2010 às 01:22

Estou indo no dia 21/12 de Paris para Bruges de Thalys (trem) e pego outro trem para Bruges, onde ficarei no Ibis Centrum, por um dia. Retorno para Bruxelas no dia 22/12/10 e passeio uma tarde em Bruxelas e só retorno à noite para Paris.
Do Ibis até esta casa de chocolate que você recomendou é longe? Pelo Google maps me pareceu longe.
Estou indo com esposa e filha, tem algum lugar bom e barato para comer?
As estações de trem de Bruges e Bruxelas são tranquilas?
Valeu…anotei as dicas!!

Responder

Daniduc dezembro 6, 2010 às 00:51

Mauricio

Eu Não acho longe — andei Bruges toda a pé — mas sim, eles ficam em lados opostos da cidade. Eu aproveitaria pra andar pela cidade, vendo as coisas pelos caminhos, mas enfim, sempre dá pra pegar um ônibus (que são minis, pra rodar pelas ruículas de Bruges).

Não tenho recomendação especial de lugar — apenas sugiro que fique longe das armadilhas do Grote Markt.

Responder

Daniela Silva novembro 18, 2010 às 20:39

Estou devorando cada dica de Amsterdam e Brugge , pois estaremos por aí , daqui alguns dias.Mas vendo nossa agenda , estaremos em Brugge bem numa segunda feira , quando a loja de chocolate estará fechada.Tem uma segunda opção ou segunda melhor?

Beijos e obrigada

Responder

Daniduc dezembro 6, 2010 às 00:49

Oi Daniela

Infelizmente não tenho não. Experimentei as chocolaterias de Bruges e todas mais ou menos se pareciam — e a Spegelaere se destacou bastante. Não que as outras sejam ruins, longe disso; o que eu quiz dizer é que elas têm o mesmo nível (bom) e a Spegelaere é melhor. Você não sofrerá de falta de chocolate bom em Bruges.

Responder

Alisson saraiva outubro 22, 2010 às 06:49

Cara, seu blog é uma beleza, viajei por horas lendo ele e ta me ajudando muito, pois em novembro irei fazer mochilão pela europa com amigos e o meu roteiro está praticamente aqui em seu blog hehe… Muitas dicas excelentes, parabéns.

Responder

Daniduc outubro 25, 2010 às 01:01

Oi Alisson

Brigado pela força :) Abraço e boa viagem

Responder

Sandra Navigle outubro 2, 2010 às 15:04

Bom dia! (Aqui em Jundiaí-SP- Brasil)´
Parabéns pela iniciativa de dar dicas, amparando novatos viajantes, como eu. Estou conhecendo pedacinhos do mundo, com suas valiosas opiniões.
Eu, marido e filhão de 15 anos, vamos para a Europa em janeiro/2011. Como é a primeira vez, vamos em pacote turístico. Passaremos por Londres, Paris, Bruges, Amsterdâ, Frankfurt, Innsbruk, terminando pelas atrações da Itália. O tempo será curtíssimo (16 dias) e sei que estará muito frio. Quais as dicas essencias que você nos daria, sobre o clima, o que levar na bagagem, nesta época?
Deixe-me comentar que suas informa

Responder

Daniduc outubro 14, 2010 às 01:37
Jorge Paulo setembro 25, 2010 às 08:05

Gostaria d agradecer as dicas de Bruges q me foram muito uteis.
o chocolate Spegelaere a cerveja Haalve Man, tudo bem bem fica uma de um lado e outra do lado opsto da cidade, mas assim conhecemos tudo!

Responder

Marinaide setembro 21, 2010 às 22:11

Oi, Duc!
Estou pesquisando sobre Bruges porque estamos (um grupo de 10 velhinhas corocas) planejando passar o dia 10/10/10 (ficou meio cabalístico e – ainda bem – não precisei converter pro sistema mmddyy) lá. Fiquei interessada na lojinha de chocolates (será pq, meodeos?) que vc disse ser uma entidade de difícil acesso. O dia 10 cai num domingo, né? Teremos que ser de circo pra não perder o escasso horário em que ela fica aberta. Só por isso já teria valido o seu post. Mas isso é nada se comparado ao estilo, leveza e bom uso (oh, céus, como isso é raro!) da língua portuguesa de seu blog.
Parabéns e vamos dar feedback.
Aliás, vou já já conferir suas dicas sobre Berlin.
Beijos de Marinaide & As Velhinhas Corocas.

Responder

nanda julho 5, 2010 às 00:06

Olá, beleza?

Adorei seu depoimento sobre Brugges. Irei lá no fim de setembro a partir de Amsterdã. Fui dar uma olhadinha no nshispeed, e achei passagem de trem Ams/ Bruges por Euro 45,40. Você lembra quanto pagou? Vi na Thalys e com antecedencia de 30 dias eu consigo por Euro 35. é isso mesmo? Será que vale esperar para comprar lá? Desde já agradeço.
Abraços, Nanda.

Responder

Daniduc julho 8, 2010 às 17:38

Oi Nanda,

Essa viagem foi em 2008, então infelizmente não lembro quanto paguei. Os preços que vc falou me aprecem compatívels com o que eu esperaria, entretanto.

Eu gosto de comprar o quanto antes, mas nem sempre isso é possível quando não se mora no local.

Boa viagem!

Responder

Angélica maio 14, 2010 às 02:36

Olá!!! Parabéns pelo blog! Daria um livro fácil. rs
Eu li bastante sobre a cidade e no mês de Junho estarei lá bem rápido, tendo como base Paris. Quando as pessoas falam que a cidade é pequena, eu realmente vou conseguir identificar/achar os melhores pontos da cidade, à pé? Vou sozinha e tô com um pouco de medo de me “perder” haha
Obrigada!
:)

Responder

Daniduc maio 14, 2010 às 03:02

> Quando as pessoas falam que a cidade é pequen

Ahn, quando elas falam que a cidade e pequena eles querem dizer que o centro histórico/áreas turísticas é pequena. :)

> eu realmente vou conseguir identificar/achar os melhores pontos da cidade, à pé?

Depende de você, mas não é difícil. Eu acho que a pé é o melhor jeito de explorar a cidade.

> Vou sozinha e tô com um pouco de medo de me “perder”

Bem, perder-se faz parte. Nos primeiros meses eu me perdia loucamente. Mas tá, verdade que eu andava bem mais que o centro histórico.

Eu recomendo a compra de um mapa, irá te ajudar. Eu acabei comprando um guia de ruas mesmo. Não era caro (acho que foi por volta de 9 euros) e até que fino (dava pra carregar tranquilo). Mas pro seu caso provavelmente isso é overkill. Um mapa turístico já irá ajudar bastante.

E pra ajudar você a planejar seu roteiro e o que ver, eu fiz um mapa personalizado no Google, com uma sugestão de passeio a pé.

http://bit.ly/6NFSbn

Marquei as atrações, o que há pra ver e o caminho a percorrer.

abs

Responder

Anita abril 29, 2010 às 13:50

Consigo perfeitamente visualisar e ouvir a cidada brasileira do trem que voce descreveu, toda entrona, critica, debochada . Ja vi “tipas” e “tipinhos tipicos” assim antes. Humpf !
Bom, voce e’ um “reporti” excelente. Vou copiar seu post e enviar o link por e-mail para a Jane Murback do Blog Mulheres Impossiveis que anda pensando em fazer Belgica e Holanda com o maridovski e me pediu informacao sobre Brugges. Brigadao !

Responder

Daniduc maio 2, 2010 às 20:18

Oi Anita! Maravilha, brigado! Manda pra ela sim, espero que ajude :) Depois ela poderia contar como foi a viagem, se as dicas funcionaram ;)

Bjs

Responder

Gueda abril 18, 2010 às 15:07

Fala Daniel!

Muito bom o post, parabéns! Eu e a Érica fomos duas vezes à Bruges e é bem como você descreveu – pequena, turística, sem nada pra fazer à noite – mas vale muito à pena pelo centro histórico, cervejas e chocolates….

Aliás, pros cervejeiros de plantão, temos uma dica de um café sensacional de lá:
http://www.brugsbeertje.be/

Achamos tão bom que daqui em diante quando formos à Bruges só vamos nele!

Abraços….

Responder

Daniduc abril 18, 2010 às 18:28

Opa Alê,

Maravilha, cara, cê tá ligado que eu confio nas suas dicas de cerveja, então, vou editar lá pra incluir! E claro, quando voltar à Bruges poderei então seguir uma dica do meu próprio blog, haha!

Valeu!!==

Responder

Eloá abril 18, 2010 às 02:09

oi Dani,
não consegui achar a Speghlaere no google, nem pelo nome, nem pelo endereço…..dá uma ajudinha, please…
outro pedido: sugestão de almoço em Bruges.
Abraço :)

Responder

Daniduc abril 18, 2010 às 02:21

Ela fica na Elzestraat, 94, aqui:

http://maps.google.com/maps?hl=en&safe=off&ie=UTF8&q=Ezelstraat+94+bruges&fb=1&hnear=Ezelstraat+94+bruges&view=map&cid=7493595418670423839&iwloc=A&ved=0CEIQpQY&sa=X&ei=0FDKS_zuGov4Of3TyZUK

O nome da loja estava com erro de digitação, o correto é Spegelaere (já acertei no artigo, obrigado!). O nome da rua estava certo, entretanto.

Mas, ah, você será recompensada pelo trabalho na procura, hehe :) Eu achei, fácil, os melhores de Bruges (e passei 4 dias me empantur… hã… “fazendo pesquisa” em diversas lojas :)

Almoço, não lembro de nenhum lugar que recomendaria especialmente. Recomendo, como sempre, fugir das armadilhas que ficam ao redor do Grote Markt. Se está no Grote Markt e tem “tourist menu”, corra!

Boa viagem!

Responder

Stefânia abril 16, 2010 às 20:03

Oi Dani!

Eu simplemente adorei Brugge! Adorei a Bélgica, foi tudo de bom! Na verdade eu saí de Paris de carro e fui para lá e de Brugge para Ghent. Foram poucos dias, mas o suficiente para ficar apaixonada pelo lugar…que por sinal é excelente para ir de casal…o melhor de tudo? Ahh, as cervejas…tomávamos no café da manhã. Tinha que aproveitar né? Não é tudo dia que você encontra uma cerveja, que no Brasil custa em torno de R$ 40.00, por 2 Euros. Muito bom, né?

Adoro ler os seus posts, eles só me trazem boas recordações!

Beijos e bom fim de semana!

Responder

Daniduc abril 17, 2010 às 00:41

Oi Stefânia!

Realmente Bruges tem um atmosfera romântica, e na Bélgica as cervejas detonam! (Bem, tenho de dizer que as holandesas também :)

Brigado pela força – eu adoro receber comentários legais como o seu!

Bjs!

Responder

susy pavlov abril 15, 2010 às 02:38

Olá Dani,
Tudo bem por aí???
Já com tulipas pelos jardins todos???hahahahaha
Pois,conseguiste agucar minha curiosidade quanto a Bélgica,comecei a ler,ver fotos e para supresa minha descobri que tenho descendentes nestes pagos pode???Já estava curiosa pois tu consegues com esta tua maneira especial de escrever virar a cabeca da gente e toca viajar,que bom que tens este dom!!!!
Bem,continuo me divertindo muito com teus escritos!!!
Bjs,saúde e paz!!!(aprendo muito contigo guri).

Responder

Daniduc abril 15, 2010 às 18:19

Oi Suzy! Por aqui tudo bem :) As flores começam a surgir, a primavera anda tímida por aqui ;)

Legal, tem parte belga na família, então. Acho muto boa essa viagem atrás de nossas raízes, fico contente que você tenha ido ver e tenha feito essa decoberta.

Obrigado, como sempre, pela companhia

Bjs

Responder

Anselmo CíJoga abril 9, 2010 às 16:14

Opa! Parabéns pelo post!

Planejei ir para Bruges no último feriado de Páscoa, mas por imprevistos (Tá, eu deixei pra fazer reserva na ultima hora), cabô que eu não fui.

No fim das contas fui para Maastricht, que também é uma cidade linda. Mas, de qualquer forma, esse post só reforçou mais a minha vontade de conhecer o lugar!

Grande abraço!

Responder

Daniduc abril 15, 2010 às 18:21

Massa, Anselmo. Cara, mas também alguém me disse uma vez: na Europa, você sempre está a duas horas de um lugar legal. É tanto pra ver que tem de rolar uma seleção mesmo… ou melhor, tem de fazer em etapas e semrpe voltar ;)

Bruges entra na próxima, então!

Abraço

Responder

Diego abril 9, 2010 às 04:45

Realmente, Bruges é bonita demais, pequena – do “distante” hostel que é da rede HI até a Markt leva 15 minutos a pé -, e com tudo o que um turista quer: medieval, diferente, chocolate por toda a parte e cerveja!!

Inclusive, no bar que eu fui (desculpe, não lembro o nome) o cardápio tinha mais de 300 cervejas, TODAS belgas, divididas por região e muitas também por teor alcoólico! Problema mesmo é saber qual escolher, mas é só dizer pro garçom o tipo de cerveja que você tá a fim e ele, muito solícito, fala qual é a(s) pedida(s). :)

E a maioria é forte, marcante. Do jeito que cerveja tem que ser! hehehe :P

Responder

Daniduc abril 9, 2010 às 09:30

Opa Diego. Vish, cê vai se divertir também com cerveja por aqui. Hora de descobrir as cervas holandesas :D Tamos aí!

Abraço, cara

Responder

Bailandesa abril 9, 2010 às 00:26

Passei somente um dia em Bruges com os meus pais. Não deu tempo pra cair na roubada do Museu do Chocolate, mas deu pra curtir as cervejas. Fiz o passeio de barco e digo que me encantei pela cidade. O centro, maquiado ou não, é belíssimo. Recomendo o passeio de barco, mesmo sendo o clichê, dos clichês. Post cheio de valiosas dicas!

Responder

Daniduc abril 9, 2010 às 09:28

Bem, ao menos você fugiu do museu, hehe. Eu sabia que era armadilha – em geral esses “museus do…” são – , mas sabe cumé, tava com o pessoal, fomos, tal. Era.

O centro é realmente lindo. Aliás, o Lonely Planet fala assim: “Touristy, overcrowded and a tad fake. Any other city would be struck off the list. But not Bruges. Not to be missed” – e eu concordo totalmente.

E clichês nem sempre são ruins. Há algo mais clichê-turista que a Torre Eiffel, por exemplo (é a atração turística mais visitada do mundo!)? E eu achei sensacional :)

Bedankt voor je reactie!

Bjs

Responder

Ana Carla abril 8, 2010 às 22:17

Post maravilhoso, em fevereiro fui de Amsterdã a Bruges, ah como eu queria ter lido esse seu mini guia antes!! Parabéns!

Responder

Daniduc abril 9, 2010 às 09:21

Oi Ana Carla

Brigado pela força! Pena que não deu tempo de usar na sua viagem, mas tomara que seja útil pra outras pessoas.

Bjs

Responder

Luigi abril 8, 2010 às 19:46

E ai Ducs!

Parabéns mais uma vez pelo site. Fantástico!

Sobre esse post, o que eu posso dizer é que está completinho. Essa cidade realmente é maravilhosa. Apesar do show business, ela é linda. Eu fui à Bélgica, incluindo Bruges, em 2004. Lembro bem daqueles castelos gigantes..todos enfeitados com flamulas estilo medieval. As charretes com aqueles cavalos todos ponposos..os bancos da praça com seus detalhes dourados. E no meio disso tudo..lembro de um outdoor com a Gisele bundchen..ahahahahahah..eta mundo globalizado

Ahhh..esse esquema de “pensão” é mt bom. Lembro de ter ficado numa casa com um casal de velhinhos..que tinha uma neta maravilhos..=]

abraços!

Responder

Daniduc abril 8, 2010 às 21:37

Fala luigi

valeu cara. De castelo, eu vi em Gent, tem um bem legal. Embora todo reconstruído, claro. Eu vi as fotos de como ele estava no fim do século XIX. Era, tipo, um pouco mais do que um muro desmoronado. O resto eles foram refazendo.

Mas ficou bem legal. Eu curti.

Eu sou proibido por contrato de comentar publicamente filhas de donas pensão :D Mas fico feliz que você tenha dado sorte ;)

Abraço

Responder

{ 6 trackbacks }

Previous post:

Next post: